Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Sub-21 de Vôlei de Praia já tem seus campeões

 
Favorecidas pelo sol e pela alta temperatura, as areias
colocadas no Parque da Medianeira esquentaram na manhã desta terça-feira, dia
6, com as finais da categoria Sub-21 do Circuito Banco do Brasil Vôlei de
Praia
. Desde as 9 horas, a arena montada  serviu 
de base para as semifinais da categoria.
 
 
 
 

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Vôlei feminino

As disputas femininas foram as primeiras a serem realizadas.
Jogando ao mesmo tempo em duas quadras, as duplas Rebeca e Carolina disputavam
contra Sandressa e Thaís; e Háissa e Suélen contra Mariana e Andressa.

Vitoriosas por dois sets a um (17/21, 21/18 e 15/12),
as pernambucanas Rebeca e Carolina subiram ao pódio ocupando o primeiro lugar
na classificação final da disputa, seguidas por Sandressa e Thaís que venceram
por dois sets a zero (21/15 e 21/8) a dupla Háissa e Suélen. Ao
serem questionadas sobre sua participação na disputa as campeãs comentaram ser
uma experiência muito gratificante. “Para o currículo é muito bom e procuramos
sempre manter o padrão dos jogos”, afirma Rebeca.

Com o pensamento semelhante ao de Rebeca a maioria dos
jogadores da Sub-21 vai permanecer na cidade até domingo e tentar a classificação
para a categoria adulta que começa amanhã. Ver de perto e ter a oportunidade de
jogar com atletas já consagrados no vôlei de praia é o sonho de todos os
participantes das categorias de base.

 

 

Vôlei masculino

Nas disputas masculinas o primeiro lugar ficou com os
cariocas Victor e JP. A dupla conquistou o título ao derrotar por dois sets a
zero (duplo 21/19), os conterrâneos Eduardo e Felipe Terra, que por sua
vez conquistaram a segunda colocação por dois sets a zero (duplo 21/17),dos
paraibanos Thiago e Rodrigo.

 

Eduardo Figueiredo da Rocha, de apenas 18 anos, participa do
Circuito pela primeira vez e ao alcançar o segundo lugar na disputa com Felipe,
tornou-se uma das grandes apostas para as próximas competições. 

“Sempre levei na brincadeira, jogava por
prazer, mas quando o patrocínio surgiu, comecei a treinar para valer”, comenta.
O atleta que começou seu treinamento apenas três semanas antes do início do
Circuito conta que a vitória de hoje não foi nada fácil. Eduardo afirma que nas
semifinais venceram dos favoritos, mas no último jogo foi uma vitória apertada,
poderiam ter jogado melhor.

 

Para o coordenador do Circuito, José Amâncio Motta, a
competição foi muita boa e os resultados foram ótimos. “A cada etapa a garotada
evolui, fechamos com chave de ouro”, complementa. Apesar de não ter nenhum
gaúcho inscrito na sexta edição do Vôlei de Praia do Banco do Brasil, o
coordenador atribui esse fato aos costumes e tradições do estado. “Para o
gaúcho é mais acessível e comum o vôlei de quadra, tanto que muitos dos
talentos desse gênero são gaúchos”, comenta.

Santa Maria agrada visitantes

Ao serem entrevistados, os atletas da categoria Sub-21
opinaram sobre a cidade sede da sexta edição do Circuito Banco do Brasil de
Vôlei de Praia, e felizmente Santa Maria deixou na lembrança dessas jovens uma boa impressão.

“Além da estrutura ser ótima, a cidade contribuiu bastante. O
único problema é ser muito longe, mas fora isso foi muito bom conhecer Santa
Maria”, comenta a cearense Carolina Cavalcante Barbosa da Silva, uma das
campeãs.

E para aqueles que acham que cidade maravilhosa é só o Rio de
Janeiro, talvez esteja na hora de rever os conceitos. Para o carioca Eduardo
Figueiredo da Rocha foi muito bom jogar aqui, sem conhecer a cidade por
inteiro, ele já afirma que “melhor que ter jogado aqui, só no Rio”.

 

Categoria adultos começa na quinta

A partir de amanhã começa a etapa de classificações para a
categoria adulto dos jogos, onde entrarão em cena os figurões do vôlei de
praia. O qualifying do Circuito BB, como é chamado, inicia às 8 horas da manhã.
E o valor da entrada é um quilo de alimento não perecível.

 

Fotos:
Pedro Porto (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 
Favorecidas pelo sol e pela alta temperatura, as areias
colocadas no Parque da Medianeira esquentaram na manhã desta terça-feira, dia
6, com as finais da categoria Sub-21 do Circuito Banco do Brasil Vôlei de
Praia
. Desde as 9 horas, a arena montada  serviu 
de base para as semifinais da categoria.
 
 
 
 

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

Vôlei feminino

As disputas femininas foram as primeiras a serem realizadas.
Jogando ao mesmo tempo em duas quadras, as duplas Rebeca e Carolina disputavam
contra Sandressa e Thaís; e Háissa e Suélen contra Mariana e Andressa.

Vitoriosas por dois sets a um (17/21, 21/18 e 15/12),
as pernambucanas Rebeca e Carolina subiram ao pódio ocupando o primeiro lugar
na classificação final da disputa, seguidas por Sandressa e Thaís que venceram
por dois sets a zero (21/15 e 21/8) a dupla Háissa e Suélen. Ao
serem questionadas sobre sua participação na disputa as campeãs comentaram ser
uma experiência muito gratificante. “Para o currículo é muito bom e procuramos
sempre manter o padrão dos jogos”, afirma Rebeca.

Com o pensamento semelhante ao de Rebeca a maioria dos
jogadores da Sub-21 vai permanecer na cidade até domingo e tentar a classificação
para a categoria adulta que começa amanhã. Ver de perto e ter a oportunidade de
jogar com atletas já consagrados no vôlei de praia é o sonho de todos os
participantes das categorias de base.

 

 

Vôlei masculino

Nas disputas masculinas o primeiro lugar ficou com os
cariocas Victor e JP. A dupla conquistou o título ao derrotar por dois sets a
zero (duplo 21/19), os conterrâneos Eduardo e Felipe Terra, que por sua
vez conquistaram a segunda colocação por dois sets a zero (duplo 21/17),dos
paraibanos Thiago e Rodrigo.

 

Eduardo Figueiredo da Rocha, de apenas 18 anos, participa do
Circuito pela primeira vez e ao alcançar o segundo lugar na disputa com Felipe,
tornou-se uma das grandes apostas para as próximas competições. 

“Sempre levei na brincadeira, jogava por
prazer, mas quando o patrocínio surgiu, comecei a treinar para valer”, comenta.
O atleta que começou seu treinamento apenas três semanas antes do início do
Circuito conta que a vitória de hoje não foi nada fácil. Eduardo afirma que nas
semifinais venceram dos favoritos, mas no último jogo foi uma vitória apertada,
poderiam ter jogado melhor.

 

Para o coordenador do Circuito, José Amâncio Motta, a
competição foi muita boa e os resultados foram ótimos. “A cada etapa a garotada
evolui, fechamos com chave de ouro”, complementa. Apesar de não ter nenhum
gaúcho inscrito na sexta edição do Vôlei de Praia do Banco do Brasil, o
coordenador atribui esse fato aos costumes e tradições do estado. “Para o
gaúcho é mais acessível e comum o vôlei de quadra, tanto que muitos dos
talentos desse gênero são gaúchos”, comenta.

Santa Maria agrada visitantes

Ao serem entrevistados, os atletas da categoria Sub-21
opinaram sobre a cidade sede da sexta edição do Circuito Banco do Brasil de
Vôlei de Praia, e felizmente Santa Maria deixou na lembrança dessas jovens uma boa impressão.

“Além da estrutura ser ótima, a cidade contribuiu bastante. O
único problema é ser muito longe, mas fora isso foi muito bom conhecer Santa
Maria”, comenta a cearense Carolina Cavalcante Barbosa da Silva, uma das
campeãs.

E para aqueles que acham que cidade maravilhosa é só o Rio de
Janeiro, talvez esteja na hora de rever os conceitos. Para o carioca Eduardo
Figueiredo da Rocha foi muito bom jogar aqui, sem conhecer a cidade por
inteiro, ele já afirma que “melhor que ter jogado aqui, só no Rio”.

 

Categoria adultos começa na quinta

A partir de amanhã começa a etapa de classificações para a
categoria adulto dos jogos, onde entrarão em cena os figurões do vôlei de
praia. O qualifying do Circuito BB, como é chamado, inicia às 8 horas da manhã.
E o valor da entrada é um quilo de alimento não perecível.

 

Fotos:
Pedro Porto (Laboratório de Fotografia e Memória)