Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Custos de habitação superam os de alimentação, revela estudo

Morar em Santa Maria ficou 7,59% mais caro em relação ao ano passado, revela o relatório do custo de vida de Santa Maria (ICVSM), apresentado no II Salão de Iniciação Científica (SIC), do Centro Universitário Franciscano (Unifra). Pela primeira vez desde que o ICVSM é calculado em Santa Maria, o custo com moradia superou o de alimentação, fato decorrente do aumento nos aluguéis. Maior acréscimo ocorreu em março, com índice de 1,3% de aumento no valor final dos produtos.

Conforme o estudo, o aumento de demanda por imóveis está relacionado diretamente com a baixa remuneração de investimento como poupanças, direcionando as aquisições para o setor imobiliário. A alta do valor dos aluguéis, portanto, é um reflexo desse fenômeno.

Esse aumento nos preços é percebido no bolso de quem vive em Santa Maria. Para Marcos Rizzatti, 27 anos, os custos com alimentação, moradia e transporte foram os que mais tiveram acréscimo. O estudante de sistemas de informação relata que o custo do combustível aumentou significativamente. Vindo todos os dias para a Universidade, percebe a diferença de valor no final do mês. “Venho de carro para a Unifra duas vezes por semana, mas já dá para perceber o aumento dos custos da gasolina, assim como o da comida e aluguel. Minha esposa faz controle de gastos e percebeu que tiveram aumento em torno de 15%”.

O Índice do Custo de vida é pesquisado desde 2005 pelo Laboratório de Práticas Econômicas (LAPE), do curso de Economia, da Unifra. O principal objetivo do estudo é verificar a variação de preçosem Santa Maria.  O acadêmico Richard Rodrigues Kaizer dos Santos, um dos participantes do projeto, ressalta que uma curiosidade da pesquisa do ano passado é que ela mostra que o valor o brócolis subiu 93% em 2011, porém, este índice não afetou diretamente o aumento do custo de vida na cidade, pois não é um produto consumido rotineiramente.

Maurício Lavarda do Nascimento  (acadêmico do curso de Jornalismo/Unifra, especial para ACS. Matéria produzida na disciplina de jornalismo especializado II)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Morar em Santa Maria ficou 7,59% mais caro em relação ao ano passado, revela o relatório do custo de vida de Santa Maria (ICVSM), apresentado no II Salão de Iniciação Científica (SIC), do Centro Universitário Franciscano (Unifra). Pela primeira vez desde que o ICVSM é calculado em Santa Maria, o custo com moradia superou o de alimentação, fato decorrente do aumento nos aluguéis. Maior acréscimo ocorreu em março, com índice de 1,3% de aumento no valor final dos produtos.

Conforme o estudo, o aumento de demanda por imóveis está relacionado diretamente com a baixa remuneração de investimento como poupanças, direcionando as aquisições para o setor imobiliário. A alta do valor dos aluguéis, portanto, é um reflexo desse fenômeno.

Esse aumento nos preços é percebido no bolso de quem vive em Santa Maria. Para Marcos Rizzatti, 27 anos, os custos com alimentação, moradia e transporte foram os que mais tiveram acréscimo. O estudante de sistemas de informação relata que o custo do combustível aumentou significativamente. Vindo todos os dias para a Universidade, percebe a diferença de valor no final do mês. “Venho de carro para a Unifra duas vezes por semana, mas já dá para perceber o aumento dos custos da gasolina, assim como o da comida e aluguel. Minha esposa faz controle de gastos e percebeu que tiveram aumento em torno de 15%”.

O Índice do Custo de vida é pesquisado desde 2005 pelo Laboratório de Práticas Econômicas (LAPE), do curso de Economia, da Unifra. O principal objetivo do estudo é verificar a variação de preçosem Santa Maria.  O acadêmico Richard Rodrigues Kaizer dos Santos, um dos participantes do projeto, ressalta que uma curiosidade da pesquisa do ano passado é que ela mostra que o valor o brócolis subiu 93% em 2011, porém, este índice não afetou diretamente o aumento do custo de vida na cidade, pois não é um produto consumido rotineiramente.

Maurício Lavarda do Nascimento  (acadêmico do curso de Jornalismo/Unifra, especial para ACS. Matéria produzida na disciplina de jornalismo especializado II)