Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Encontro com egressos marca a noite de segunda-feira

Foto: Pedro Henrique Pellegrini - Núcleo de Fotografia e Memória

O 4º Encontro dos Egressos do Curso de Jornalismo da Unifra foi  na noite desta segunda-feira. O tema do encontro foi Experiências na Pós-Graduação e reuniu cinco jornalistas Alice Balbé, Bárbara Henriques e Bárbara Weise, que frequentaram o mestrado em Informação e Jornalismo na Universidade do Minho, na cidade de Braga, em Portugal. Já Marcelo Barcelos, cursou o mestrado em Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina, e Neli Mombelli é mestranda da pós-graduação em Comunicação Midiática da UFSM.

A mestranda Neli Mombeli, ex-aluna e hoje professora do curso destacou a importância de pensar a pós-graduação como um campo de atuação também, desde a faculdade. “Acho esse tipo de encontro sempre válido porque quando estamos na graduação ficamos pensando que o mestrado é algo difícil e que não vamos conseguir chegar lá. E também temos a ânsia de ir logo para o mercado de trabalho. O mestrado não deixa de ser um campo de atuação, porque tu podes dar aula e o mais legal de trabalhar numa universidade é que tu trabalhas a parte teórica e prática, que é o que tu terias no mercado”.

O encontro foi um compartilhamento de experiência e um debate descontraído entre os egressos e os alunos que assistiram o evento. Para alguns, como a estudante de Jornalismo do quarto semestre, Laura Gross, 20 anos, foi um dos mais proveitosos até agora, por destacar uma área – a pesquisa e a pós-graduação – que não é um dos propósitos ao se entrar num curso.

“Sinceramente foi o Encontro que mais gostei. E justamente porque é um assunto que me interessa pouco e já vou logo voltando minha atividade acadêmica para a prática. Conhecer essas experiências foi incrível, fiquei com muita vontade de fazer um bom TFG (como ele citaram que é uma base para um bom estudo), para que eu possa me inspirar e ter o apoio de um professor, que me incentive a ir para Portugal (por exemplo) estudar um assunto do qual me interesso. É importante vermos como o jornalismo proporciona diversas atividades para quem deseja ser um profissional da área. Adorei ouvir as histórias, principalmente as engraçadas, do que acontece fora do País e até mesmo fora do nosso Estado. Me incentivou e me deixou instigada a querer saber mais e até viver esta experiência”, comentou Laura.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Foto: Pedro Henrique Pellegrini - Núcleo de Fotografia e Memória

O 4º Encontro dos Egressos do Curso de Jornalismo da Unifra foi  na noite desta segunda-feira. O tema do encontro foi Experiências na Pós-Graduação e reuniu cinco jornalistas Alice Balbé, Bárbara Henriques e Bárbara Weise, que frequentaram o mestrado em Informação e Jornalismo na Universidade do Minho, na cidade de Braga, em Portugal. Já Marcelo Barcelos, cursou o mestrado em Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina, e Neli Mombelli é mestranda da pós-graduação em Comunicação Midiática da UFSM.

A mestranda Neli Mombeli, ex-aluna e hoje professora do curso destacou a importância de pensar a pós-graduação como um campo de atuação também, desde a faculdade. “Acho esse tipo de encontro sempre válido porque quando estamos na graduação ficamos pensando que o mestrado é algo difícil e que não vamos conseguir chegar lá. E também temos a ânsia de ir logo para o mercado de trabalho. O mestrado não deixa de ser um campo de atuação, porque tu podes dar aula e o mais legal de trabalhar numa universidade é que tu trabalhas a parte teórica e prática, que é o que tu terias no mercado”.

O encontro foi um compartilhamento de experiência e um debate descontraído entre os egressos e os alunos que assistiram o evento. Para alguns, como a estudante de Jornalismo do quarto semestre, Laura Gross, 20 anos, foi um dos mais proveitosos até agora, por destacar uma área – a pesquisa e a pós-graduação – que não é um dos propósitos ao se entrar num curso.

“Sinceramente foi o Encontro que mais gostei. E justamente porque é um assunto que me interessa pouco e já vou logo voltando minha atividade acadêmica para a prática. Conhecer essas experiências foi incrível, fiquei com muita vontade de fazer um bom TFG (como ele citaram que é uma base para um bom estudo), para que eu possa me inspirar e ter o apoio de um professor, que me incentive a ir para Portugal (por exemplo) estudar um assunto do qual me interesso. É importante vermos como o jornalismo proporciona diversas atividades para quem deseja ser um profissional da área. Adorei ouvir as histórias, principalmente as engraçadas, do que acontece fora do País e até mesmo fora do nosso Estado. Me incentivou e me deixou instigada a querer saber mais e até viver esta experiência”, comentou Laura.