Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Gripe A ainda assusta os santa-marienses

A Gripe A (H1N1), que provocou inúmeras mortes pelo mundo em 2009, volta a preocupar os gaúchos. Já nos primeiros dias de julho, os casos de óbito em decorrência do vírus no Estado já ultrapassaram o dobro dos dois últimos anos. Porém, o Ministério da Saúde garante que não há risco de uma nova pandemia, como ocorreu entre 2009 e 2010.

 Segundo a Organização Mundial da Saúde, o vírus é transmitido principalmente pelo contato com superfícies contaminadas, embora tenha grande indíce de transmissão através da tosse, espirro e contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Ambientes fechados, habitual no estado no inverno em decorrência do frio, propiciam a disseminação do vírus.

Os sintomas (febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza) se assemelham com a gripe comum, popular nessa época do ano. Porém, o desenvolvimento da gripe A ocorre de forma muito mais rápida do que com a gripe comum, piorando o quadro de insuficiência respiratória dos infectados em 48 horas.

A Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul divulgou nesta quinta-feira os dados da doença no Estado. Segundo ela, este ano foram confirmados 99 casos de gripe A, com 15 mortes causadas pela doença. Na região central do RS, foram registrados três casos em Santiago, um em Cacequi e outro em São Francisco de Assis.

Em Santa Maria um caso de óbito pela Gripe A foi registrado até o momento. Para evitar que o vírus volte a se espalhar entre os santa-marienses como em 2009, o município manterá a administração do Tamiflu nos casos suspeitos. A medicação deve ser receitada por um médico e pode ser encontrada em três farmácias da cidade.

Neste ano, a região central recebeu 18 mil doses da vacina, enviadas pelo Governo através do Ministério da Saúde. Já foram distribuídas mais de 6 mil doses da vacina, nos postos de saúde Kennedy, José Erasmo Crossetti, Wilson Paulo Noal, Ruben Noal e Dom Antônio Reis.  Segundo Ilse Mello, coordenadora regional de Saúde, a cidade recebeu outras doses que estão finalizando nestes dias.

Outras cidades da região, como Santiago e São Francisco de Assis, também receberam doses da vacina. A campanha  que se destinava à vacinação dos grupos de risco, que incluem gestantes, idosos, crianças de até dois anos, indígenas, profissionais da saúde e pessoas com doenças crônicas (cardiovascular, pneumopatia,  imunossupressoras, metabólicas, genéticas e neurológicas) foi aberta à população enquanto durarem as doses disponíveis.

Como prevenir a gripe A:

Lavar as mãos com frequência;

Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e utilizar lenço descartável;

Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

Use álcool gel para higienizar as mãos;

Não compartilhe objetos de uso pessoal;

Reduzir contatos sociais e evitar ambientes com aglomeração e hospitais;

Manter janelas abertas e ambientes bem ventilados;

Postos de vacinação:

Kennedy – Rua Vereador Dário Leal Da Cunha, S/N, bairro Salgado Filho.

Telefone: (55) 3921-1241

José Erasmo Crossetti – Rua Floriano Peixoto, 1752.

Telefone: (55) 3921-1097

Wilson Paulo Noal – Rua Monte Carlo, S/N, Camobi.

Telefone: (55) 3286-2457

Ruben Noal – Avenida Paulo Lauda, 80, cohab Tancredo Neves.

Telefone: (55) 3214-2077

Dom Antônio Reis – Rua Izidoro Grassi C/ A Rua Duque de Caxias, bairro Medianeira.

Telefone: (55) 3223-5588

Farmácias onde se encontra o Tamiflu:

Farmácia Municipal – Rua Ângelo Uglione, nº1515.

Farmácia Popular – Rua Roque Calage, 55, no Bairro Centro.

Farmácia do PAM – Av. Maurício Sirotski Sobrinho, n° 70, Bairro Patronato.

 

Por Ana Rauber .

Matéria produzida na disciplina de Jornalismo Especializado II.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A Gripe A (H1N1), que provocou inúmeras mortes pelo mundo em 2009, volta a preocupar os gaúchos. Já nos primeiros dias de julho, os casos de óbito em decorrência do vírus no Estado já ultrapassaram o dobro dos dois últimos anos. Porém, o Ministério da Saúde garante que não há risco de uma nova pandemia, como ocorreu entre 2009 e 2010.

 Segundo a Organização Mundial da Saúde, o vírus é transmitido principalmente pelo contato com superfícies contaminadas, embora tenha grande indíce de transmissão através da tosse, espirro e contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas. Ambientes fechados, habitual no estado no inverno em decorrência do frio, propiciam a disseminação do vírus.

Os sintomas (febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza) se assemelham com a gripe comum, popular nessa época do ano. Porém, o desenvolvimento da gripe A ocorre de forma muito mais rápida do que com a gripe comum, piorando o quadro de insuficiência respiratória dos infectados em 48 horas.

A Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul divulgou nesta quinta-feira os dados da doença no Estado. Segundo ela, este ano foram confirmados 99 casos de gripe A, com 15 mortes causadas pela doença. Na região central do RS, foram registrados três casos em Santiago, um em Cacequi e outro em São Francisco de Assis.

Em Santa Maria um caso de óbito pela Gripe A foi registrado até o momento. Para evitar que o vírus volte a se espalhar entre os santa-marienses como em 2009, o município manterá a administração do Tamiflu nos casos suspeitos. A medicação deve ser receitada por um médico e pode ser encontrada em três farmácias da cidade.

Neste ano, a região central recebeu 18 mil doses da vacina, enviadas pelo Governo através do Ministério da Saúde. Já foram distribuídas mais de 6 mil doses da vacina, nos postos de saúde Kennedy, José Erasmo Crossetti, Wilson Paulo Noal, Ruben Noal e Dom Antônio Reis.  Segundo Ilse Mello, coordenadora regional de Saúde, a cidade recebeu outras doses que estão finalizando nestes dias.

Outras cidades da região, como Santiago e São Francisco de Assis, também receberam doses da vacina. A campanha  que se destinava à vacinação dos grupos de risco, que incluem gestantes, idosos, crianças de até dois anos, indígenas, profissionais da saúde e pessoas com doenças crônicas (cardiovascular, pneumopatia,  imunossupressoras, metabólicas, genéticas e neurológicas) foi aberta à população enquanto durarem as doses disponíveis.

Como prevenir a gripe A:

Lavar as mãos com frequência;

Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir e utilizar lenço descartável;

Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

Use álcool gel para higienizar as mãos;

Não compartilhe objetos de uso pessoal;

Reduzir contatos sociais e evitar ambientes com aglomeração e hospitais;

Manter janelas abertas e ambientes bem ventilados;

Postos de vacinação:

Kennedy – Rua Vereador Dário Leal Da Cunha, S/N, bairro Salgado Filho.

Telefone: (55) 3921-1241

José Erasmo Crossetti – Rua Floriano Peixoto, 1752.

Telefone: (55) 3921-1097

Wilson Paulo Noal – Rua Monte Carlo, S/N, Camobi.

Telefone: (55) 3286-2457

Ruben Noal – Avenida Paulo Lauda, 80, cohab Tancredo Neves.

Telefone: (55) 3214-2077

Dom Antônio Reis – Rua Izidoro Grassi C/ A Rua Duque de Caxias, bairro Medianeira.

Telefone: (55) 3223-5588

Farmácias onde se encontra o Tamiflu:

Farmácia Municipal – Rua Ângelo Uglione, nº1515.

Farmácia Popular – Rua Roque Calage, 55, no Bairro Centro.

Farmácia do PAM – Av. Maurício Sirotski Sobrinho, n° 70, Bairro Patronato.

 

Por Ana Rauber .

Matéria produzida na disciplina de Jornalismo Especializado II.