Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Mães e avós garantem a tradição na espera dos candidatos

Enquanto os candidatos realizavam a prova para pleitear uma vaga no Centro Universitário Franciscano (Unifra) nessa manhã nublada, apenas duas mães e uma avó esperavam seus familiares.

Avó de candidata veio de Uruguaiana para o vestibular na Unifra. Foto:Robrigo de Bem

A professora aposentada Eva Lúcia Chaves, veio com a neta que presta vestibular para odontologia já que a mãe não pode acompanhar a filha. Avó e neta são naturais da cidade de Uruguaiana e chegaram em Santa Maria às 4hs da manhã: “Eu conhecia o prédio central na Andradas, porque minhas filhas terminaram a faculdade lá. Eu achei essa estrutura desse prédio linda, fiquei surpresa mesmo”. Em relação à neta que está em prova, ela comenta que está tranquila porque a candidata está bem preparada.

Já Sandra Spiazzi Antunes espera o filho que tenta uma vaga no curso de direito. E la não está ansiosa ou nervosa sobre o desempenho do filho na prova, pois ele está testando o desempenho. “O Lúcio Henrique está fazendo a prova apenas pela experiência. Ele cursa o segundo ano do ensino médio”, afirma Sandra. Durante a entrevista, ela contou que a estrutura da Unifra é ótima, de “primeiro mundo”, diz, e que o filho deseja fazer faculdade na instituição. O único questionamento de Sandra é sobre o sinal para os candidatos saírem da prova.  Ela diz que ele deveria ser de, no mínimo, de duas horas, pois acaba por atrapalhar quem ainda está fazendo a prova.

As duas mães que aguardam os candidatos. Foto: Yuri Weber

A mãe Maristela Pereira acompanha a filha Sandrine Pereira e se diz nervosa, já que há muitos candidatos concorrendo a uma vaga para o curso de fisioterapia. “É a primeira vez que estou aqui na instituição. Tudo é muito lindo e bem organizado nas dependências da Unifra. Tudo de  primeiro mundo.”

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Enquanto os candidatos realizavam a prova para pleitear uma vaga no Centro Universitário Franciscano (Unifra) nessa manhã nublada, apenas duas mães e uma avó esperavam seus familiares.

Avó de candidata veio de Uruguaiana para o vestibular na Unifra. Foto:Robrigo de Bem

A professora aposentada Eva Lúcia Chaves, veio com a neta que presta vestibular para odontologia já que a mãe não pode acompanhar a filha. Avó e neta são naturais da cidade de Uruguaiana e chegaram em Santa Maria às 4hs da manhã: “Eu conhecia o prédio central na Andradas, porque minhas filhas terminaram a faculdade lá. Eu achei essa estrutura desse prédio linda, fiquei surpresa mesmo”. Em relação à neta que está em prova, ela comenta que está tranquila porque a candidata está bem preparada.

Já Sandra Spiazzi Antunes espera o filho que tenta uma vaga no curso de direito. E la não está ansiosa ou nervosa sobre o desempenho do filho na prova, pois ele está testando o desempenho. “O Lúcio Henrique está fazendo a prova apenas pela experiência. Ele cursa o segundo ano do ensino médio”, afirma Sandra. Durante a entrevista, ela contou que a estrutura da Unifra é ótima, de “primeiro mundo”, diz, e que o filho deseja fazer faculdade na instituição. O único questionamento de Sandra é sobre o sinal para os candidatos saírem da prova.  Ela diz que ele deveria ser de, no mínimo, de duas horas, pois acaba por atrapalhar quem ainda está fazendo a prova.

As duas mães que aguardam os candidatos. Foto: Yuri Weber

A mãe Maristela Pereira acompanha a filha Sandrine Pereira e se diz nervosa, já que há muitos candidatos concorrendo a uma vaga para o curso de fisioterapia. “É a primeira vez que estou aqui na instituição. Tudo é muito lindo e bem organizado nas dependências da Unifra. Tudo de  primeiro mundo.”