Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Rugby une paixão e dedicação em Santa Maria

O rugby é um esporte coletivo originário da Inglaterra e de intenso contato físico. Por ter sido concebido como uma variação do futebol, primeiramente, foi chamado de futebol-rugby. Segundo a história da modalidade, no ano de 1823, durante uma partida de futebol em uma cidade inglesa chamada de rugby, um estudante irritou-se com a monotonia do jogo, acabou por agarrar a bola com as mãos e atravessou o campo em direção ao gol adversário. Até o momento, é a versão mais aceita em relação a origem da modalidade.

Atualmente, o esporte é disputado em mais de 120 países. O rugby é extremamente popular, sobretudo em países de colonização inglesa, tais como Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul. Porém, é muito popular em diferentes países dos cinco continentes, como Argentina, Uruguai, Chile, EUA, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália, França, Bélgica, Holanda, Rússia, Romênia, Japão, Coreia do Sul e China, entre outros.

A modalidade movimenta milhões de fãs pelo mundo todo. A Copa do Mundo de Rugby é o terceiro evento esportivo do planeta, com audiência de mais de quatro bilhões de pessoas. Patrocínios, público, estádios e espetáculos dignos de comparação aos Mundiais de Futebol e Jogos Olimpícos – os dois primeiros eventos da lista.

Rugby no Brasil – Apesar de não ser tão conhecido do grande público brasileiro, o rugby está crescendo de forma avançada no país. No momento, o Brasil ocupa a 29ª colocação no ranking da Internacional Rugby Board (IRB), o que pode ser considerado uma boa colocação, visto que a lista contempla 95 países. Há três anos, o Brasil ocupava a 47ª colocação. Desta forma, é possível perceber o avanço das equipes no Brasil.

O estudante e praticante da modalidade em Santa Maria (RS), Felipe Ravanello, conta que o time Universitário Rugby Santa Maria (URSM) foi fundado no dia 8 de maio de 2009, e surgiu a partir da união dos dois times da cidade, o Santa Maria Rugby Clube e Fênix Rugby Clube. O intuito principal do grupo é de divulgar e promover a prática do rugby, estimulando a realização de torneios e competições de caráter esportivo e social a todas as faixas etárias e seus dependentes.

Ravanello também fala sobre a frequência dos treinos, que são feitos cinco vezes por semana. Entre esses dias, dois deles são dedicados a um trabalho realizado por um personal trainer, Francisco Maschio. O objetivo é manter a dedicação e ter um treino equivalente aos profissionais do rugby.

O principal motivo em praticar o esporte é a grande preparação física que a modalidade proporciona e também a paixão que envolve os atletas. Para Ravanello, “jogar rugby é tão bom quanto estar junto da minha família e da minha namorada”.

No último, sábado (20), a equipe adulta masculina do URSM foi campeã da etapa do Circuito Gaúcho de Sevens, disputada em Osório (RS) ao derrotar o Walkirians Rugby, de Caxias do Sul (RS), por 51 a 0, na final.

Mais informações sobre o URSM, acesse www.universitariorugby.com.br .

 

Texto e fotos: Aline Merladete e Bruna Severo

Edição: Gilson Piber

Edição web: Daniela Hinerasky

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O rugby é um esporte coletivo originário da Inglaterra e de intenso contato físico. Por ter sido concebido como uma variação do futebol, primeiramente, foi chamado de futebol-rugby. Segundo a história da modalidade, no ano de 1823, durante uma partida de futebol em uma cidade inglesa chamada de rugby, um estudante irritou-se com a monotonia do jogo, acabou por agarrar a bola com as mãos e atravessou o campo em direção ao gol adversário. Até o momento, é a versão mais aceita em relação a origem da modalidade.

Atualmente, o esporte é disputado em mais de 120 países. O rugby é extremamente popular, sobretudo em países de colonização inglesa, tais como Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e África do Sul. Porém, é muito popular em diferentes países dos cinco continentes, como Argentina, Uruguai, Chile, EUA, Alemanha, Portugal, Espanha, Itália, França, Bélgica, Holanda, Rússia, Romênia, Japão, Coreia do Sul e China, entre outros.

A modalidade movimenta milhões de fãs pelo mundo todo. A Copa do Mundo de Rugby é o terceiro evento esportivo do planeta, com audiência de mais de quatro bilhões de pessoas. Patrocínios, público, estádios e espetáculos dignos de comparação aos Mundiais de Futebol e Jogos Olimpícos – os dois primeiros eventos da lista.

Rugby no Brasil – Apesar de não ser tão conhecido do grande público brasileiro, o rugby está crescendo de forma avançada no país. No momento, o Brasil ocupa a 29ª colocação no ranking da Internacional Rugby Board (IRB), o que pode ser considerado uma boa colocação, visto que a lista contempla 95 países. Há três anos, o Brasil ocupava a 47ª colocação. Desta forma, é possível perceber o avanço das equipes no Brasil.

O estudante e praticante da modalidade em Santa Maria (RS), Felipe Ravanello, conta que o time Universitário Rugby Santa Maria (URSM) foi fundado no dia 8 de maio de 2009, e surgiu a partir da união dos dois times da cidade, o Santa Maria Rugby Clube e Fênix Rugby Clube. O intuito principal do grupo é de divulgar e promover a prática do rugby, estimulando a realização de torneios e competições de caráter esportivo e social a todas as faixas etárias e seus dependentes.

Ravanello também fala sobre a frequência dos treinos, que são feitos cinco vezes por semana. Entre esses dias, dois deles são dedicados a um trabalho realizado por um personal trainer, Francisco Maschio. O objetivo é manter a dedicação e ter um treino equivalente aos profissionais do rugby.

O principal motivo em praticar o esporte é a grande preparação física que a modalidade proporciona e também a paixão que envolve os atletas. Para Ravanello, “jogar rugby é tão bom quanto estar junto da minha família e da minha namorada”.

No último, sábado (20), a equipe adulta masculina do URSM foi campeã da etapa do Circuito Gaúcho de Sevens, disputada em Osório (RS) ao derrotar o Walkirians Rugby, de Caxias do Sul (RS), por 51 a 0, na final.

Mais informações sobre o URSM, acesse www.universitariorugby.com.br .

 

Texto e fotos: Aline Merladete e Bruna Severo

Edição: Gilson Piber

Edição web: Daniela Hinerasky