Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Zizi e um curso entre duas cidades

Estudar jornalismo sempre foi um sonho. Desde pequena gostava de ler, escrever, e minhas primeiras redações já eram bastante elogiadas pelos professores. Além disso, sempre gostei de conversar bastante e, em frente ao espelho, fazia de conta que era jornalista, apresentadora de telejornais.  Qualquer objeto (como escova de cabelo, principalmente) virava microfone. O rádio lá de casa era gravador também, então adorava ler o jornal da cidade e gravar algumas notícias em uma fita para escutar depois. Essas recordações me fazem voltar no tempo para contar aqui como começou minha paixão pela profissão.

Lesiane Rosa Machado (Zizi) é egressa da segunda turma do curso de jornalismo da Unifra.

Anos mais tarde decidi que iria prestar vestibular para jornalismo; meu pai chegou a contestar, pois dizia que eu iria morrer de fome (rsrsrs). Mas fui categórica ao dizer a ele que “se eu não fizesse jornalismo não faria nenhum outro curso”. Então, convencido que eu estava realmente decidida, passou a me apoiar.

Em 2003 iniciei o curso em outra universidade distante da minha cidade e, no final daquele ano, prestei vestibular na Unifra para o mesmo curso, onde fui aprovada em primeira chamada. Entrei no curso de Comunicação Social / Habilitação Jornalismo em março de 2004. Era recém a segunda turma de jornalismo da instituição, mas por momento algum esse fato chegou a gerar qualquer tipo de receio, pois logo nos primeiros dias de aula percebi o quão qualificado era o corpo docente e o curso como um todo, além de toda a estrutura oferecida para que o curso fosse colocado em prática dentro dos estúdios de TV, rádio, fotografia, redação, completamente equipados para este fim.

No primeiro mês de aula morei em Santa Maria, porém, no segundo mês de curso, retornei para minha cidade, São Sepé (distante cerca de 60km de Santa Maria), onde trabalhava durante o dia e, à tardinha, pegava o ônibus dos estudantes para a faculdade. Foram quatro anos enfrentando frio, chuva, e muitos imprevistos na estrada. Mas foram anos que valeram à pena, pois os ensinamentos, as amizades (algumas para a vida toda), e tudo que vivi na Unifra nesse tempo todo são impagáveis. Eu estava há 19 meses de me formar quando comecei a trabalhar na área de jornalismo. De lá para cá trabalhei com jornal impresso, como redatora, diagramadora; tive um pouco de experiência na TV Unifra, quando do seu início, onde apresentava programa sobre cinema; há quatro anos trabalho com assessoria e, há três, paralelamente, trabalho com radiojornalismo.

Vale destacar que, assim que me formei (colação de grau foi em janeiro de 2008), comecei o curso de Especialização em Comunicação e Projetos de Mídia, também pela Unifra, o que foi mais uma etapa importante e, felizmente, concluída.

Hoje, quando me perguntam onde realizei minha graduação e pós-graduação, sinto o maior orgulho em dizer que sou jornalista formada e pós-graduada pelo Centro Universitário Franciscano – a Unifra de Santa Maria. E não poderia ser diferente, pois como não se orgulhar de uma universidade que tem seus alunos egressos hoje bem colocados no mercado de trabalho, mostrando competência e seriedade no que fazem?

Tenho um carinho enorme por essa instituição, especialmente professores e funcionários do curso de Comunicação Social / Jornalismo, que foram fundamentais para o meu desenvolvimento intelectual e profissional. Fico muito feliz por estar aqui dividindo com vocês, caros leitores, minha vivência dentro dessa Universidade que celebra 10 anos do seu curso de Comunicação Social, do qual, pelo resto da vida, guardarei boas lembranças na minha memória e no meu coração.

Lesiane Rosa (Zizi), jornalista diplomada egressa do Curso de Comunicação Social / Hab. Jornalismo do Centro Universitário Franciscano, segunda turma.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Estudar jornalismo sempre foi um sonho. Desde pequena gostava de ler, escrever, e minhas primeiras redações já eram bastante elogiadas pelos professores. Além disso, sempre gostei de conversar bastante e, em frente ao espelho, fazia de conta que era jornalista, apresentadora de telejornais.  Qualquer objeto (como escova de cabelo, principalmente) virava microfone. O rádio lá de casa era gravador também, então adorava ler o jornal da cidade e gravar algumas notícias em uma fita para escutar depois. Essas recordações me fazem voltar no tempo para contar aqui como começou minha paixão pela profissão.

Lesiane Rosa Machado (Zizi) é egressa da segunda turma do curso de jornalismo da Unifra.

Anos mais tarde decidi que iria prestar vestibular para jornalismo; meu pai chegou a contestar, pois dizia que eu iria morrer de fome (rsrsrs). Mas fui categórica ao dizer a ele que “se eu não fizesse jornalismo não faria nenhum outro curso”. Então, convencido que eu estava realmente decidida, passou a me apoiar.

Em 2003 iniciei o curso em outra universidade distante da minha cidade e, no final daquele ano, prestei vestibular na Unifra para o mesmo curso, onde fui aprovada em primeira chamada. Entrei no curso de Comunicação Social / Habilitação Jornalismo em março de 2004. Era recém a segunda turma de jornalismo da instituição, mas por momento algum esse fato chegou a gerar qualquer tipo de receio, pois logo nos primeiros dias de aula percebi o quão qualificado era o corpo docente e o curso como um todo, além de toda a estrutura oferecida para que o curso fosse colocado em prática dentro dos estúdios de TV, rádio, fotografia, redação, completamente equipados para este fim.

No primeiro mês de aula morei em Santa Maria, porém, no segundo mês de curso, retornei para minha cidade, São Sepé (distante cerca de 60km de Santa Maria), onde trabalhava durante o dia e, à tardinha, pegava o ônibus dos estudantes para a faculdade. Foram quatro anos enfrentando frio, chuva, e muitos imprevistos na estrada. Mas foram anos que valeram à pena, pois os ensinamentos, as amizades (algumas para a vida toda), e tudo que vivi na Unifra nesse tempo todo são impagáveis. Eu estava há 19 meses de me formar quando comecei a trabalhar na área de jornalismo. De lá para cá trabalhei com jornal impresso, como redatora, diagramadora; tive um pouco de experiência na TV Unifra, quando do seu início, onde apresentava programa sobre cinema; há quatro anos trabalho com assessoria e, há três, paralelamente, trabalho com radiojornalismo.

Vale destacar que, assim que me formei (colação de grau foi em janeiro de 2008), comecei o curso de Especialização em Comunicação e Projetos de Mídia, também pela Unifra, o que foi mais uma etapa importante e, felizmente, concluída.

Hoje, quando me perguntam onde realizei minha graduação e pós-graduação, sinto o maior orgulho em dizer que sou jornalista formada e pós-graduada pelo Centro Universitário Franciscano – a Unifra de Santa Maria. E não poderia ser diferente, pois como não se orgulhar de uma universidade que tem seus alunos egressos hoje bem colocados no mercado de trabalho, mostrando competência e seriedade no que fazem?

Tenho um carinho enorme por essa instituição, especialmente professores e funcionários do curso de Comunicação Social / Jornalismo, que foram fundamentais para o meu desenvolvimento intelectual e profissional. Fico muito feliz por estar aqui dividindo com vocês, caros leitores, minha vivência dentro dessa Universidade que celebra 10 anos do seu curso de Comunicação Social, do qual, pelo resto da vida, guardarei boas lembranças na minha memória e no meu coração.

Lesiane Rosa (Zizi), jornalista diplomada egressa do Curso de Comunicação Social / Hab. Jornalismo do Centro Universitário Franciscano, segunda turma.