Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

A dor transformada em solidariedade: conheça as iniciativas dos pais da tragédia da boate Kiss

Desde a partida de suas filhas na tragédia da boate Kiss, cinco mães decidiram continuar com as iniciativas solidárias já iniciada pelas meninas. Andrielle, Flavia, Gilmara, Mirela e Vitória, praticavam o voluntariado anonimamente e suas últimas ações ocorreram no período do Natal de 2012.

A solidariedade prestada pelas cinderelas foi o que motivou Ligiane da Silva, Fani Vilanova, Gilzelia Oliveira, Helena Rosa e Vanda Dacorso a dar continuidade ao trabalho e divulgá-lo, para obter mais colaboradores e assim ajudar um número maior de crianças em vulnerabilidade social.

Para a festa de Natal, a “ONG Para Sempre Cinderelas” entregará cachorros-quente, bolo de chocolate e refrigerantes, além de distribuir brinquedos e cestinhas de doces. A festa ainda contará com palhaços, Papais Noéis e atenderá cerca de 400 crianças, com idades entre 3 e 13 anos vindas da Escola Oscar Grau e do Projeto Reviver.

Segundo Lara de Medeiros Lacerda, 7 anos, estudante da 2ª série da Escola Oscar Grau, ‘’na festa tem muita diversão, comida, presentes e música’’. ‘’Quando vemos aquelas crianças, temos a certeza de que as nossas meninas se multiplicaram’’, declara Vanda Dacorso, mãe da cinderela Vitória.

[dropshadowbox align=”none” effect=”lifted-both” width=”250px” height=”” background_color=”#ffffff” border_width=”1″ border_color=”#dddddd” ]‘’A tristeza delas é o sorriso que elas botam na gente’’, afirma Lara.[/dropshadowbox]

 

Quem são as Cinderelas?

São cinco amigas que nem mesmo a morte conseguiu separar: Andrielle Righi da Silva, 22 anos, vestibulanda de Desenho Industrial; Flavia Maria Torres Lemos, 22 anos, estudante de Pedagogia; Gilmara Quintanilha Oliveira, 21 anos, estudante de Direito; Mirela Rosa da Cruz, 21 anos, estudante de Pedagogia; Vitória Dacorso Saccol, 22 anos, estudante de Nutrição.

Como começou a amizade destas meninas?

A história destas cinco jovens iniciou no ano de 2001, quando Andrielle e Flavia eram colegas no ensino fundamental. Em 2006, Andri e Flavinha conheceram Vitória e Gilmara em um cursinho pré-vestibular de Santa Maria. Por último, apresentada por Flavia, devido ao curso de Pedagogia, chegou Mirela para completar o ‘’Clube da Luluzinha’’.

O trabalho iniciado

Flavia teve a ideia do voluntariado e logo as amigas aceitaram a proposta de ajudar pessoas, principalmente crianças, em vulnerabilidade social. A última coleta de alimentos aconteceu no período do Natal de 2012, porém, estes mantimentos não chegaram a ser distribuídos. O plano das meninas era entregar as doações no mês de fevereiro, mas devido à tragédia do dia 27 de janeiro de 2013, não pode ser concretizado.

O trabalho continuado

A ideia de dar sequência ao trabalho partiu da terapeuta ocupacional Marilia Torres, 29, prima de Flavia, pois os alimentos arrecadados tinham de ser distribuídos e, também, para ocupar a cabeça das mães enlutadas. Ligiane, Fani, Gilzelia, Helena e Vanda aceitaram a sugestão e desde então estão envolvidas com o trabalho voluntário, junto com os colaboradores que chegaram com o tempo.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/GfoYIhJStyY”]

 

As ações da ONG “Para Sempre Cinderelas”

O objetivo é continuar com o trabalho iniciado por Andri, Flavinha, Gil, Mi e Viii, como são carinhosamente chamadas, e divulgá-lo para obter mais recursos, colaboradores e assim ajudar um número maior de pessoas carentes.

A organização já beneficiou cerca de dez instituições, sendo que uma ganha festa dos aniversariantes todos os meses, fez o total de três festas para o público infantil, com cerca de 350 crianças cada, além de colaborar com doações para famílias de baixa renda. A próxima atividade está programada para o dia 19 de dezembro, em comemoração ao Natal. O evento será no salão da Capela São Marcos, na Vila Schirmer, a partir das 14h.

 

Como ajudar?

A ONG Para Sempre Cinderelas aceita doações de roupas, alimentos não-perecíveis e, em datas como Páscoa, Dia das Crianças e Natal, aceita alimentos e guloseimas que serão ofertados nas festas em comemoração a estas datas.

As doações podem ser feitas na tenda da vigília dos familiares da boate Kiss, todas as quintas-feiras das 8h30 às 18h30, ou por meio da conta corrente 0501.003.3335-7, agência 0501 da Caixa Econômica Federal. Informações completas na fanpage .

 

Como ser um colaborador?

Para ser voluntário, basta entrar em contado pela página no Facebook ( fanpage) ou pelos telefones:

(55) 9153.7178 (Ligiane)

(55) 9966.8511 (Vanda)

ou (55) 3217.4334 (Fani).

 

O legado:

Aproveitar tudo de bom que a vida oferece como se fosse o último dia de nossas vidas.

 

 

Por Gabrielle Righi, para a disciplina de Jornalismo Online

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desde a partida de suas filhas na tragédia da boate Kiss, cinco mães decidiram continuar com as iniciativas solidárias já iniciada pelas meninas. Andrielle, Flavia, Gilmara, Mirela e Vitória, praticavam o voluntariado anonimamente e suas últimas ações ocorreram no período do Natal de 2012.

A solidariedade prestada pelas cinderelas foi o que motivou Ligiane da Silva, Fani Vilanova, Gilzelia Oliveira, Helena Rosa e Vanda Dacorso a dar continuidade ao trabalho e divulgá-lo, para obter mais colaboradores e assim ajudar um número maior de crianças em vulnerabilidade social.

Para a festa de Natal, a “ONG Para Sempre Cinderelas” entregará cachorros-quente, bolo de chocolate e refrigerantes, além de distribuir brinquedos e cestinhas de doces. A festa ainda contará com palhaços, Papais Noéis e atenderá cerca de 400 crianças, com idades entre 3 e 13 anos vindas da Escola Oscar Grau e do Projeto Reviver.

Segundo Lara de Medeiros Lacerda, 7 anos, estudante da 2ª série da Escola Oscar Grau, ‘’na festa tem muita diversão, comida, presentes e música’’. ‘’Quando vemos aquelas crianças, temos a certeza de que as nossas meninas se multiplicaram’’, declara Vanda Dacorso, mãe da cinderela Vitória.

[dropshadowbox align=”none” effect=”lifted-both” width=”250px” height=”” background_color=”#ffffff” border_width=”1″ border_color=”#dddddd” ]‘’A tristeza delas é o sorriso que elas botam na gente’’, afirma Lara.[/dropshadowbox]

 

Quem são as Cinderelas?

São cinco amigas que nem mesmo a morte conseguiu separar: Andrielle Righi da Silva, 22 anos, vestibulanda de Desenho Industrial; Flavia Maria Torres Lemos, 22 anos, estudante de Pedagogia; Gilmara Quintanilha Oliveira, 21 anos, estudante de Direito; Mirela Rosa da Cruz, 21 anos, estudante de Pedagogia; Vitória Dacorso Saccol, 22 anos, estudante de Nutrição.

Como começou a amizade destas meninas?

A história destas cinco jovens iniciou no ano de 2001, quando Andrielle e Flavia eram colegas no ensino fundamental. Em 2006, Andri e Flavinha conheceram Vitória e Gilmara em um cursinho pré-vestibular de Santa Maria. Por último, apresentada por Flavia, devido ao curso de Pedagogia, chegou Mirela para completar o ‘’Clube da Luluzinha’’.

O trabalho iniciado

Flavia teve a ideia do voluntariado e logo as amigas aceitaram a proposta de ajudar pessoas, principalmente crianças, em vulnerabilidade social. A última coleta de alimentos aconteceu no período do Natal de 2012, porém, estes mantimentos não chegaram a ser distribuídos. O plano das meninas era entregar as doações no mês de fevereiro, mas devido à tragédia do dia 27 de janeiro de 2013, não pode ser concretizado.

O trabalho continuado

A ideia de dar sequência ao trabalho partiu da terapeuta ocupacional Marilia Torres, 29, prima de Flavia, pois os alimentos arrecadados tinham de ser distribuídos e, também, para ocupar a cabeça das mães enlutadas. Ligiane, Fani, Gilzelia, Helena e Vanda aceitaram a sugestão e desde então estão envolvidas com o trabalho voluntário, junto com os colaboradores que chegaram com o tempo.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/GfoYIhJStyY”]

 

As ações da ONG “Para Sempre Cinderelas”

O objetivo é continuar com o trabalho iniciado por Andri, Flavinha, Gil, Mi e Viii, como são carinhosamente chamadas, e divulgá-lo para obter mais recursos, colaboradores e assim ajudar um número maior de pessoas carentes.

A organização já beneficiou cerca de dez instituições, sendo que uma ganha festa dos aniversariantes todos os meses, fez o total de três festas para o público infantil, com cerca de 350 crianças cada, além de colaborar com doações para famílias de baixa renda. A próxima atividade está programada para o dia 19 de dezembro, em comemoração ao Natal. O evento será no salão da Capela São Marcos, na Vila Schirmer, a partir das 14h.

 

Como ajudar?

A ONG Para Sempre Cinderelas aceita doações de roupas, alimentos não-perecíveis e, em datas como Páscoa, Dia das Crianças e Natal, aceita alimentos e guloseimas que serão ofertados nas festas em comemoração a estas datas.

As doações podem ser feitas na tenda da vigília dos familiares da boate Kiss, todas as quintas-feiras das 8h30 às 18h30, ou por meio da conta corrente 0501.003.3335-7, agência 0501 da Caixa Econômica Federal. Informações completas na fanpage .

 

Como ser um colaborador?

Para ser voluntário, basta entrar em contado pela página no Facebook ( fanpage) ou pelos telefones:

(55) 9153.7178 (Ligiane)

(55) 9966.8511 (Vanda)

ou (55) 3217.4334 (Fani).

 

O legado:

Aproveitar tudo de bom que a vida oferece como se fosse o último dia de nossas vidas.

 

 

Por Gabrielle Righi, para a disciplina de Jornalismo Online