Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Acadêmicos acompanham Jornada Científica com olhos no futuro

A segunda noite da XII Jornada Científica de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano, na quinta-feira, 30 de outubro, contou com quatro trabalhos inseridos na temática Radiojornalismo e Jornalismo Esportivo e cinco sobre Televisão e Audiovisual. Os alunos do sétimo semestre expuseram suas pesquisas nas salas 601 e 602, do prédio 14, a partir das 18h30. Além dos apresentadores e da banca, acadêmicos de outros semestres do Jornalismo acompanharam a atividade, visualizando os temas e as formas de apresentação, tendo em vista que futuramente também passarão por esta etapa.

Com ligação no esporte, o aspirante a jornalista Tiago Nunes, 23 anos, apontou que lhe prenderam a atenção dois trabalhos: Radiojornalismo esportivo e Facebook: a participação do ouvinte por meio da fanpage Futebol da Gaúcha nos jogos da dupla Gre-Nal, desenvolvido pela aluna Maiara Cristine Strassburger, e Jornalismo esportivo e violência no futebol: valores-notícia nas matérias do site Globoesporte.com, do acadêmico Rodrigo Lorenzi da Silva. Ele justificou a primeira escolha com a afirmação de que também desenvolve um site esportivo e sabe da emoção dos torcedores que é manifestada nestas plataformas. Sobre o segundo tema, Nunes explicou que é importante os meios de comunicação tratarem da violência que existe no futebol. “Infelizmente, esses casos estão aumentando. Tanto a violência física, quanto a violência moral, como o racismo”, argumentou.

Aos 20 anos, a estudante de Jornalismo Eduarda Garcia, considerou importantes dois temas abordados em trabalhos. Assim como Tiago Nunes, ela avaliou de forma positiva o tema trazido pelo aluno Rodrigo Lorenzi da Silva, sobre a violência no futebol e como os meios de comunicação abordam este problema. Eduarda revelou que a pesquisa da aluna Franciele Marques, intitulada “MMA no rádio: um estudo de caso dos programas Trocação Pura e Atlântida no Mundo das Lutas”, foi a que mais gostou. Segundo ela, o tema é inédito e analisa programas desenvolvidos por meios de comunicação do Rio Grande do Sul. “Assistindo à Jornada, pude observar como é feita a apresentação dos trabalhos e quais os aspectos importantes no desenvolvimento da pesquisa”, finalizou Eduarda.

 

Por Dara Hamann

Para a disciplina de Redação Jornalística 2

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A segunda noite da XII Jornada Científica de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano, na quinta-feira, 30 de outubro, contou com quatro trabalhos inseridos na temática Radiojornalismo e Jornalismo Esportivo e cinco sobre Televisão e Audiovisual. Os alunos do sétimo semestre expuseram suas pesquisas nas salas 601 e 602, do prédio 14, a partir das 18h30. Além dos apresentadores e da banca, acadêmicos de outros semestres do Jornalismo acompanharam a atividade, visualizando os temas e as formas de apresentação, tendo em vista que futuramente também passarão por esta etapa.

Com ligação no esporte, o aspirante a jornalista Tiago Nunes, 23 anos, apontou que lhe prenderam a atenção dois trabalhos: Radiojornalismo esportivo e Facebook: a participação do ouvinte por meio da fanpage Futebol da Gaúcha nos jogos da dupla Gre-Nal, desenvolvido pela aluna Maiara Cristine Strassburger, e Jornalismo esportivo e violência no futebol: valores-notícia nas matérias do site Globoesporte.com, do acadêmico Rodrigo Lorenzi da Silva. Ele justificou a primeira escolha com a afirmação de que também desenvolve um site esportivo e sabe da emoção dos torcedores que é manifestada nestas plataformas. Sobre o segundo tema, Nunes explicou que é importante os meios de comunicação tratarem da violência que existe no futebol. “Infelizmente, esses casos estão aumentando. Tanto a violência física, quanto a violência moral, como o racismo”, argumentou.

Aos 20 anos, a estudante de Jornalismo Eduarda Garcia, considerou importantes dois temas abordados em trabalhos. Assim como Tiago Nunes, ela avaliou de forma positiva o tema trazido pelo aluno Rodrigo Lorenzi da Silva, sobre a violência no futebol e como os meios de comunicação abordam este problema. Eduarda revelou que a pesquisa da aluna Franciele Marques, intitulada “MMA no rádio: um estudo de caso dos programas Trocação Pura e Atlântida no Mundo das Lutas”, foi a que mais gostou. Segundo ela, o tema é inédito e analisa programas desenvolvidos por meios de comunicação do Rio Grande do Sul. “Assistindo à Jornada, pude observar como é feita a apresentação dos trabalhos e quais os aspectos importantes no desenvolvimento da pesquisa”, finalizou Eduarda.

 

Por Dara Hamann

Para a disciplina de Redação Jornalística 2