Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Unifra faz treinamento para prevenção de incêndio

Nesta quarta-feira, 19, aconteceu mais um treinamento de fuga de emergência da Brigada de Incêndio do Centro Universitário Franciscano. A simulação de evacuação foi realizada nos prédios 13 e 14 do conjunto III, na Rua Silva Jardim. O primeiro toque de alarme de incêndio ocorreu às 8h20, à tarde às 14h20 e à noite está previsto para tocar às 19h20.

Simulação de acidente também foi realizada (Foto: Tiéle Abreu)
Simulação inclui a remoção de feridos. (Fotos: Tiéle Abreu)

A simulação e as orientações da evacuação foram dadas pela Engenheira de Segurança do Trabalho, Angelise Vieira Mendes, que destaca que o tempo ideal de evacuação é de 3’5.  Angelise integra a empresa Waterfire Prevenção que presta serviços à instituição. O treinamento faz parte do plano em implementação na Unifra, e que inclui uma parte teórica- prática, treinamentos de primeiros socorros e vistorias dos equipamentos de prevenção de incêndios.

A Unifra conta com um quadro de 401 professores e 233 funcionários segundo dados do mês de setembro, da assessoria de comunicação da instituição. A técnica de Segurança do Trabalho da instituição Adriana Marques Machado diz que no quadro de brigadianistas do Centro Universitário Franciscano são 30 funcionários envolvidos entre os quatros conjuntos.

“Algumas pessoas são resistentes, não querem se envolver pegando esse compromisso, ou tem medo de ver sangue ou outros receios por exemplo, sonorização de alarmes de incêndio”, pondera Adriana.

durante a evacuação o público ficou no pátio interno da instituição (Foto: Tiéle Abreu)
Durante a evacuação o público ficou no pátio interno da instituição.

Quem atua no treinamento

São três brigadistas por andar em todos os prédios dos conjuntos do Centro Universitário. Segundo  Angelise, cada brigadista líder fica encarregado de organizar todas as pessoas do respectivo andar para sair, o outro é o “puxa fila”  que encaminha as pessoas para as devidas saídas de emergências, e o terceiro é o “cerra fila”, responsável por fechar  as portas corta-incêndio depois de assegurar-se de que não há mais ninguém no local.

Segundo a engenheira, no treinamento da manhã de hoje, “o transtorno  foi o uso da escada social do prédio 13, porque  os estudantes não tinham conhecimento da escada de emergência, o que acabou afunilando”, destaca, a engenheira.

As secretárias dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Jornalismo e Publicidade e Propaganda,  Cristiane Sanchotene e Neusa Tavani atuam como brigadistas. Ambas ressaltam que nos sete andares do prédio 14  atuam apenas quatro pessoas como brigadistas: um professor e três técnicos administrativos.

No dia 26  haverá outra simulação, com a evacuação não mais para a parte interna do prédio e sim para à rua, onde será bloqueado o trânsito de veículos nas vias próximas ao conjunto III.

Por Tiéle Abreu 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nesta quarta-feira, 19, aconteceu mais um treinamento de fuga de emergência da Brigada de Incêndio do Centro Universitário Franciscano. A simulação de evacuação foi realizada nos prédios 13 e 14 do conjunto III, na Rua Silva Jardim. O primeiro toque de alarme de incêndio ocorreu às 8h20, à tarde às 14h20 e à noite está previsto para tocar às 19h20.

Simulação de acidente também foi realizada (Foto: Tiéle Abreu)
Simulação inclui a remoção de feridos. (Fotos: Tiéle Abreu)

A simulação e as orientações da evacuação foram dadas pela Engenheira de Segurança do Trabalho, Angelise Vieira Mendes, que destaca que o tempo ideal de evacuação é de 3’5.  Angelise integra a empresa Waterfire Prevenção que presta serviços à instituição. O treinamento faz parte do plano em implementação na Unifra, e que inclui uma parte teórica- prática, treinamentos de primeiros socorros e vistorias dos equipamentos de prevenção de incêndios.

A Unifra conta com um quadro de 401 professores e 233 funcionários segundo dados do mês de setembro, da assessoria de comunicação da instituição. A técnica de Segurança do Trabalho da instituição Adriana Marques Machado diz que no quadro de brigadianistas do Centro Universitário Franciscano são 30 funcionários envolvidos entre os quatros conjuntos.

“Algumas pessoas são resistentes, não querem se envolver pegando esse compromisso, ou tem medo de ver sangue ou outros receios por exemplo, sonorização de alarmes de incêndio”, pondera Adriana.

durante a evacuação o público ficou no pátio interno da instituição (Foto: Tiéle Abreu)
Durante a evacuação o público ficou no pátio interno da instituição.

Quem atua no treinamento

São três brigadistas por andar em todos os prédios dos conjuntos do Centro Universitário. Segundo  Angelise, cada brigadista líder fica encarregado de organizar todas as pessoas do respectivo andar para sair, o outro é o “puxa fila”  que encaminha as pessoas para as devidas saídas de emergências, e o terceiro é o “cerra fila”, responsável por fechar  as portas corta-incêndio depois de assegurar-se de que não há mais ninguém no local.

Segundo a engenheira, no treinamento da manhã de hoje, “o transtorno  foi o uso da escada social do prédio 13, porque  os estudantes não tinham conhecimento da escada de emergência, o que acabou afunilando”, destaca, a engenheira.

As secretárias dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Jornalismo e Publicidade e Propaganda,  Cristiane Sanchotene e Neusa Tavani atuam como brigadistas. Ambas ressaltam que nos sete andares do prédio 14  atuam apenas quatro pessoas como brigadistas: um professor e três técnicos administrativos.

No dia 26  haverá outra simulação, com a evacuação não mais para a parte interna do prédio e sim para à rua, onde será bloqueado o trânsito de veículos nas vias próximas ao conjunto III.

Por Tiéle Abreu