Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

A magia entre os passos de dança

Dança (Foto: Agência Brasil)
Dança exige persistência (Foto: Agência Brasil)

A dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma música que se pode dançar, pois os movimentos podem acontecer independente do som que se ouve e até mesmo sem ele.

“O que mais me inspira na dança é saber que ela não tem limite de idade, não tem cor, não tem raça, a dança é para todos, ela existe para o mundo e isso é algo maravilhoso: poder levar esta arte para todas as pessoas e a cada dia ser desafiada pelas minhas emoções”, disse Ana Lucia Vargas, professora e diretora artística da Dancidade Escola de dança.

Ana Lucia é professora de dança há 33 anos e, atualmente, trabalha com Ballet Clássico Infantil, Jazz Dance, Street Dance e Zumba. Seu interesse e fascínio pela dança surgiram pelo fato de poder se expressar livremente através dos movimentos e da música. Para ela, a filosofia de quem dança é: Quem dança é mais feliz! Ana acredita que o que move esta arte é o amor, a paixão e a persistência. Estar aberto às transformações, buscar o novo e deixar a sensibilidade vir à flor da pele.

A dança é cultura e faz parte da vida das pessoas há muito tempo. Aos poucos, ela está sendo mais valorizada como uma atividade essencial para o equilíbrio do ser humano perante o estilo de vida atual. Ela está diretamente ligada ao bem-estar, à autoestima e à saúde. Dançar faz bem porque ajuda a fazer novos amigos, combate o estresse, controla a ansiedade, melhora a comunicação, queima calorias, melhora a flexibilidade, tonifica os músculos, exercita o equilíbrio e desenvolve a concentração. “Quem ama a dança deve buscar sempre estar aberto às atualizações, estudar, viajar, fazer cursos, aprimorar seus conhecimentos e praticar muito. A prática constante aperfeiçoa o movimento e busca cada vez mais beleza e graça ao trabalho. É essencial a persistência e a força de vontade.”, aconselha Ana Lucia.

O Dia Internacional da Dança ou Dia Mundial da Dança é comemorado no dia 29 de abril e foi instituído pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no ano de 1982. Ainda é uma efeméride nova e até mesmo desconhecida para muita gente, pois começou a ser realmente lembrada no Brasil nestes últimos anos. Cada vez mais, no entanto, artistas e profissionais da área reconhecem que é importante celebrar a data para, inclusive, dar maior visibilidade à dança, lembrar-se de sua importância e de suas demandas.

“Lembrar o Dia Internacional da Dança é homenagear uma das mais belas artes que, além de contribuir na vida das pessoas culturalmente, também, através de sua prática, colabora e muito para uma melhor qualidade de vida através do movimento e da música.”, comenta a professora e diretora artística da Dancidade Escola de dança.

O Santa Maria em Dança é realizado sempre no mês de setembro. Em 2015, está chegando a 21ª edição e é o maior festival de dança do Estado. O 18º Dança Estudantes, o 16º Dança Universitários, o 15º Dança Terceira Idade e o 7º Dança Gospel integram a programação do Santa Maria em Dança. Neste ano, ocorre de 16 a 20 de setembro no Ginásio Poliesportivo do Clube Recreativo Dores. 

“Não é o ritmo nem os passos que fazem a dança, mas a paixão que vai na alma de quem dança.”  Augusto Branco

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Dança (Foto: Agência Brasil)
Dança exige persistência (Foto: Agência Brasil)

A dança é a arte de mexer o corpo, através de uma cadência de movimentos e ritmos, criando uma harmonia própria. Não é somente através do som de uma música que se pode dançar, pois os movimentos podem acontecer independente do som que se ouve e até mesmo sem ele.

“O que mais me inspira na dança é saber que ela não tem limite de idade, não tem cor, não tem raça, a dança é para todos, ela existe para o mundo e isso é algo maravilhoso: poder levar esta arte para todas as pessoas e a cada dia ser desafiada pelas minhas emoções”, disse Ana Lucia Vargas, professora e diretora artística da Dancidade Escola de dança.

Ana Lucia é professora de dança há 33 anos e, atualmente, trabalha com Ballet Clássico Infantil, Jazz Dance, Street Dance e Zumba. Seu interesse e fascínio pela dança surgiram pelo fato de poder se expressar livremente através dos movimentos e da música. Para ela, a filosofia de quem dança é: Quem dança é mais feliz! Ana acredita que o que move esta arte é o amor, a paixão e a persistência. Estar aberto às transformações, buscar o novo e deixar a sensibilidade vir à flor da pele.

A dança é cultura e faz parte da vida das pessoas há muito tempo. Aos poucos, ela está sendo mais valorizada como uma atividade essencial para o equilíbrio do ser humano perante o estilo de vida atual. Ela está diretamente ligada ao bem-estar, à autoestima e à saúde. Dançar faz bem porque ajuda a fazer novos amigos, combate o estresse, controla a ansiedade, melhora a comunicação, queima calorias, melhora a flexibilidade, tonifica os músculos, exercita o equilíbrio e desenvolve a concentração. “Quem ama a dança deve buscar sempre estar aberto às atualizações, estudar, viajar, fazer cursos, aprimorar seus conhecimentos e praticar muito. A prática constante aperfeiçoa o movimento e busca cada vez mais beleza e graça ao trabalho. É essencial a persistência e a força de vontade.”, aconselha Ana Lucia.

O Dia Internacional da Dança ou Dia Mundial da Dança é comemorado no dia 29 de abril e foi instituído pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) no ano de 1982. Ainda é uma efeméride nova e até mesmo desconhecida para muita gente, pois começou a ser realmente lembrada no Brasil nestes últimos anos. Cada vez mais, no entanto, artistas e profissionais da área reconhecem que é importante celebrar a data para, inclusive, dar maior visibilidade à dança, lembrar-se de sua importância e de suas demandas.

“Lembrar o Dia Internacional da Dança é homenagear uma das mais belas artes que, além de contribuir na vida das pessoas culturalmente, também, através de sua prática, colabora e muito para uma melhor qualidade de vida através do movimento e da música.”, comenta a professora e diretora artística da Dancidade Escola de dança.

O Santa Maria em Dança é realizado sempre no mês de setembro. Em 2015, está chegando a 21ª edição e é o maior festival de dança do Estado. O 18º Dança Estudantes, o 16º Dança Universitários, o 15º Dança Terceira Idade e o 7º Dança Gospel integram a programação do Santa Maria em Dança. Neste ano, ocorre de 16 a 20 de setembro no Ginásio Poliesportivo do Clube Recreativo Dores. 

“Não é o ritmo nem os passos que fazem a dança, mas a paixão que vai na alma de quem dança.”  Augusto Branco