Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Iotti divertiu público e contou histórias no Livro Livre

Iotti contou como surgiu a inspiração para sua personagem mais conhecida, o Radicci (Foto: Carolina Pigatto/Laboratório de Fotografia e Memória)
Iotti contou como surgiu a inspiração para sua personagem mais conhecida, o Radicci (Foto: Carolina Pigatto/Laboratório de Fotografia e Memória)

A edição desta segunda-feira (27) do Livro Livre na Feira do Livro de Santa Maria contou com um bate-papo com o cartunista e jornalista Carlos Henrique Iotti, conhecido pelo seu trabalho com o personagem Radicci, um caricato italiano natural de Caxias do Sul. O bate-papo bem humorado com Iotti e seus personagens divertiu o público com os causos do caxiense e sua família.

Iotti comentou que resolveu ser desenhista após conhecer a identidade dos autores dos quadrinhos da Disney. O cartunista diz que nunca teve muito planejamento em sua vida, mas sim dedicação. “Desde que comecei sempre acreditei em meu trabalho. Tinha três jornais em minha cidade. Lembro que fui várias vezes em todos levando meus desenhos até que um deles resolveu me dar uma chance, e estou lá até hoje”, contou sobre o Pioneiro, de Caxias do Sul.

Segundo o cartunista, a criação do personagem Radicci foi espontânea.“Tinha menos de uma semana para criar um personagem. Pensei em algo de super-herói e ficção cientifica. Mas queria algo que o povo se identifica mais”, recordou. De acordo com o Iotti, a ideia da personagem veio de dois idosos que ele encontrou enquanto voltava para casa.

Ao ser perguntado sobre a origem da inspiração para suas charges, Iotti respondeu que se baseia na vida em geral e tira muitas ideias de livros. “A leitura é o combustível para o cérebro. Um livro sempre acrescenta seja o que for a nossa vida”, afirmou.

Hoje, com vários livros publicados e uma rádio online, Iotti comenta que um dos momentos mais felizes de sua carreira foi ver seu trabalho ser usado na prova do ENEM, segundo o cartunista coisas assim o dá a sensação de dever cumprido.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Iotti contou como surgiu a inspiração para sua personagem mais conhecida, o Radicci (Foto: Carolina Pigatto/Laboratório de Fotografia e Memória)
Iotti contou como surgiu a inspiração para sua personagem mais conhecida, o Radicci (Foto: Carolina Pigatto/Laboratório de Fotografia e Memória)

A edição desta segunda-feira (27) do Livro Livre na Feira do Livro de Santa Maria contou com um bate-papo com o cartunista e jornalista Carlos Henrique Iotti, conhecido pelo seu trabalho com o personagem Radicci, um caricato italiano natural de Caxias do Sul. O bate-papo bem humorado com Iotti e seus personagens divertiu o público com os causos do caxiense e sua família.

Iotti comentou que resolveu ser desenhista após conhecer a identidade dos autores dos quadrinhos da Disney. O cartunista diz que nunca teve muito planejamento em sua vida, mas sim dedicação. “Desde que comecei sempre acreditei em meu trabalho. Tinha três jornais em minha cidade. Lembro que fui várias vezes em todos levando meus desenhos até que um deles resolveu me dar uma chance, e estou lá até hoje”, contou sobre o Pioneiro, de Caxias do Sul.

Segundo o cartunista, a criação do personagem Radicci foi espontânea.“Tinha menos de uma semana para criar um personagem. Pensei em algo de super-herói e ficção cientifica. Mas queria algo que o povo se identifica mais”, recordou. De acordo com o Iotti, a ideia da personagem veio de dois idosos que ele encontrou enquanto voltava para casa.

Ao ser perguntado sobre a origem da inspiração para suas charges, Iotti respondeu que se baseia na vida em geral e tira muitas ideias de livros. “A leitura é o combustível para o cérebro. Um livro sempre acrescenta seja o que for a nossa vida”, afirmou.

Hoje, com vários livros publicados e uma rádio online, Iotti comenta que um dos momentos mais felizes de sua carreira foi ver seu trabalho ser usado na prova do ENEM, segundo o cartunista coisas assim o dá a sensação de dever cumprido.