Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Biblioteca Cezimbra Jacques é inaugurada em Santa Maria

Arquivo / Laboratório de Fotografia e Memória - UNIFRA
Arquivo / Laboratório de Fotografia e Memória – UNIFRA

 Um ano após ter sido lançada durante a Feira do Livro de Santa Maria de 2015, a Biblioteca Cezimbra Jacques é inaugurada e tem o intuito de homenagear o militar e precursor do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG).  Naquela ocasião, o prefeito Cezar Schirmer disse que esta é primeira biblioteca do Estado a tratar apenas de obras referente à tradição, folclore, geografia e história do Rio Grande do Sul. Já para o Conselheiro do MTG, João Carlos Cardoso de Lima, o momento era histórico não só para Santa Maria, mas também para o Rio Grande do Sul e para o movimento organizado.

O espaço vai funcionar em uma sala do segundo andar da Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide. A inauguração da biblioteca que leva o nome do fundador do Grêmio Gaúcho de Porto Alegre e é titulado como Patrono do Tradicionalismo foi neste sábado (7), às 10h, junto a Feira do Livro de Santa Maria.

Segundo o prefeito de Santa Maria, a escolha do nome da biblioteca se deu porque ainda não existia nada na cidade que reverenciasse Cezimbra Jacques. “Povo que não reverencia a sua história, os seus mais ilustres filhos é um povo que não constrói um futuro digno para seus cidadãos”, salientou Schimer.

A construção do acervo

Divulgação
Divulgação / Prefeitura de Santa Maria

De acordo com o departamento de comunicação da Prefeitura de Santa Maria, a Secretaria de Cultura do Município iniciou uma campanha de doações. Foram feitos contatos com 300 prefeituras do Rio Grande do Sul, onde foi solicitada a contribuição de livros, documentos e demais materiais sobre a História do estado e cultura rio-grandense. “Recebemos muitas doações espontâneas de cidades como Garibaldi e Caxias do Sul, gostaríamos de continuar recebendo livros e todas as ofertas são bem vindas”, enfatiza a secretária titular da pasta, Marília Chartune.

Conforme Rosângela Recchia, diretora da Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide, muitas pessoas e instituições estão contribuindo. “O acervo da Biblioteca Cezimbra Jacques já conta com mais de 500 livros recebidos por doação de consulentes de Santa Maria e de municípios gaúchos que atenderam nosso pedido”, explica.

Todas as pessoas da comunidade que quiserem doar livros, documentos e materiais relacionados aos temas podem encaminhar à Biblioteca Pública, localizada na Avenida Presidente Vargas, 1.300. O horário de funcionamento é das 8h às 18h, de segunda à sexta-feira. O telefone de contato é 55 3218 1396.

Cidades e instituições que fizeram suas contribuições:

Caxias do Sul, Fagundes Varela, Picada Café, Lagoa Vermelha, Caçapava do Sul, Farroupilha, Garibaldi e Barão de Cotegipe. A revista online Ronda Gaúcha também fez doação de revistas destacando compositores e intérpretes tradicionalistas.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Arquivo / Laboratório de Fotografia e Memória - UNIFRA
Arquivo / Laboratório de Fotografia e Memória – UNIFRA

 Um ano após ter sido lançada durante a Feira do Livro de Santa Maria de 2015, a Biblioteca Cezimbra Jacques é inaugurada e tem o intuito de homenagear o militar e precursor do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG).  Naquela ocasião, o prefeito Cezar Schirmer disse que esta é primeira biblioteca do Estado a tratar apenas de obras referente à tradição, folclore, geografia e história do Rio Grande do Sul. Já para o Conselheiro do MTG, João Carlos Cardoso de Lima, o momento era histórico não só para Santa Maria, mas também para o Rio Grande do Sul e para o movimento organizado.

O espaço vai funcionar em uma sala do segundo andar da Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide. A inauguração da biblioteca que leva o nome do fundador do Grêmio Gaúcho de Porto Alegre e é titulado como Patrono do Tradicionalismo foi neste sábado (7), às 10h, junto a Feira do Livro de Santa Maria.

Segundo o prefeito de Santa Maria, a escolha do nome da biblioteca se deu porque ainda não existia nada na cidade que reverenciasse Cezimbra Jacques. “Povo que não reverencia a sua história, os seus mais ilustres filhos é um povo que não constrói um futuro digno para seus cidadãos”, salientou Schimer.

A construção do acervo

Divulgação
Divulgação / Prefeitura de Santa Maria

De acordo com o departamento de comunicação da Prefeitura de Santa Maria, a Secretaria de Cultura do Município iniciou uma campanha de doações. Foram feitos contatos com 300 prefeituras do Rio Grande do Sul, onde foi solicitada a contribuição de livros, documentos e demais materiais sobre a História do estado e cultura rio-grandense. “Recebemos muitas doações espontâneas de cidades como Garibaldi e Caxias do Sul, gostaríamos de continuar recebendo livros e todas as ofertas são bem vindas”, enfatiza a secretária titular da pasta, Marília Chartune.

Conforme Rosângela Recchia, diretora da Biblioteca Pública Municipal Henrique Bastide, muitas pessoas e instituições estão contribuindo. “O acervo da Biblioteca Cezimbra Jacques já conta com mais de 500 livros recebidos por doação de consulentes de Santa Maria e de municípios gaúchos que atenderam nosso pedido”, explica.

Todas as pessoas da comunidade que quiserem doar livros, documentos e materiais relacionados aos temas podem encaminhar à Biblioteca Pública, localizada na Avenida Presidente Vargas, 1.300. O horário de funcionamento é das 8h às 18h, de segunda à sexta-feira. O telefone de contato é 55 3218 1396.

Cidades e instituições que fizeram suas contribuições:

Caxias do Sul, Fagundes Varela, Picada Café, Lagoa Vermelha, Caçapava do Sul, Farroupilha, Garibaldi e Barão de Cotegipe. A revista online Ronda Gaúcha também fez doação de revistas destacando compositores e intérpretes tradicionalistas.