Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Caravana da ACEG em Santa Maria debate realidade da categoria

José Aldo Pinheiro, Miguel Gomes, Ari Barroso, Cristiano Silva e Edgar Vaz participaram do painel de sábado da 1ª Caravana da ACEG. Foto: Divulgação ACEG.
José Aldo Pinheiro, Miguel Gomes, Ari Barroso, Cristiano Silva e Edgar Vaz participaram do painel de sábado da 1ª Caravana da ACEG. Foto: Divulgação ACEG.

Com a participação de mais de 30 profissionais e alunos de Jornalismo da Unifra e da UFSM, Santa Maria sediou a 1ª Caravana da Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos (ACEG) na sexta-feira (30) no sábado (01). As abordagens dos painelistas, no Salão Acústico da Unifra, no prédio 14 do Conjunto Três da instituição, geraram discussões reflexivas entre os participantes sobre o presente e o futuro dos cronistas esportivos. A promoção foi da ACEG e do Curso de Jornalismo da Unifra, com apoio do CFC Viacentro. O cenário, no Estado, é de dificuldades e causa preocupação na categoria.

De acordo com o presidente da ACEG, Edgar Vaz, que começou a carreira de radialista em veículos de Santa Maria, a 1ª Caravana atingiu o seu objetivo, pela qualidade das discussões. “Foi um momento rico e de reflexão para a nossa categoria. Precisamos avançar em muitas questões e lutar pela manutenção do nosso espaço. Gostei do que foi discutido”, enfatizou Vaz.

Para o jornalista e professor da Unifra, Gilson Piber, a aproximação da ACEG com os profissionais e estudantes de Jornalismo do interior é salutar e fundamental para a vida da entidade e da categoria. “Precisamos interagir na busca de ideias para a sobrevivência profissional da crônica esportiva gaúcha. A 1ª Caravana gerou isso, estimulou os novatos e aproximou as realidades”, observou Piber.

Painel O papel do cronista esportivo na atualidade reuniu o jornalista e professor Gilson Piber,acadêmicos e egressos do curso de Jornalismo da Unifra. Foto: Divulgação
Painel O papel do cronista esportivo na atualidade reuniu o jornalista e professor Gilson Piber,acadêmicos e egressos do curso de Jornalismo da Unifra. Foto: Divulgação

Na sexta (30), depois do credenciamento, o presidente da ACEG, Edgar Vaz, fez a abertura do evento e falou no trabalho efetuado na entidade. O vídeio dos 70 anos da ACEG foi apresentado aos participantes. Logo em seguida, o jornalista Vicente Paulo Bisogno, da Rádio Imembuí, fez uma explanação do rádio esportivo aos presentes. Na sequência, ocorreu o painel “O papel do cronista esportivo na atualidade”, que teve duas mesas. Na primeira, participaram os jornalistas Naiôn Curcino (Diário de Santa Maria), Gilson Alves (A Razão) e Diogo Viedo (Site EsporteSul), além do radialista e acadêmico de Jornalismo da Unifra, Tiago Nunes (Site Peleia e Rádio Imembuí). A mediação foi do jornalista e professor Gilson Piber. Antes da segunda mesa, a ACEG homenageou, com troféus especiais, os jornalistas Vicente Paulo Bisogno (Rádio Imembuí), Candido Otto da Luz (Rádio Universidade), Renato Oliveira (Rádio Guarathan) e Ari Vilmar Barroso (Rádio Medianeira AM).

A segunda mesa do primeiro dia reuniu o jornalista Cristiano Silva (Rádio Guaíba), o professor Antônio Guilherme Schmitz Filho (CEFD/UFSM), o radialista e professor de Educação Física, Luiz Fernando “Dida” Nunes e o presidente da ACEG,  Edgar Vaz. Na mediação, esteve o jornalista Candido Otto da Luz, da Rádio Universidade.

No sábado (01) pela manhã, ocorreu o painel “Os desafios de atuar como radialista esportivo”, novamente com mediação de Candido Otto Luz. Participaram os radialistas José Aldo Pinheiro (Rádio Bandeirantes) e Miguel Gomes (Rádio Guarathan), além dos jornalistas Ari Vilmar Barroso (Rádio Medianeira AM) e Cristiano Silva (Rádio Guaíba). Houve, ainda, a homenagem ao jornalista e professor Gilson, da Unifra e da Rádio Universidade, que recebeu um troféu da ACEG. A 2ª Caravana da ACEG de 2016 está prevista para ocorrer em Novo Hamburgo, com data ainda a definir.[dropshadowbox align=”none” effect=”lifted-both” width=”550px” height=”” background_color=”#ffffff” border_width=”1″ border_color=”#dddddd” ]1ª CARAVANA DA ACEG – 30 de setembro e 1º de outubro de 2016 – Santa Maria (RS)
CARTA DE SANTA MARIA
a-) Lutar pela valorização e manutenção do cronista esportivo gaúcho como figura fundamental na difusão da informação esportiva; b-) Ampliar a relação entre os cronistas esportivos de Porto Alegre e do interior do Estado, por meio de cursos, seminários e jornadas; c-) Colocar a realização da Caravana da ACEG no calendário anual da entidade; d-) Estreitar os laços da ACEG com as emissoras do interior que transmitem jornadas esportivas de futebol e outras modalidades; e-) Ampliar a relação da ACEG com as instituições de ensino superior do Estado, principalmente aquelas que incentivam a prática do jornalismo esportivo em seus cursos e currículos; f-) Lutar, junto à Federação Gaúcha de Futebol (FGF), pela implementação de um calendário gaúcho de futebol para clubes do interior, que auxilie na manutenção do emprego dos jornalistas/radialistas, jogadores e integrantes das comissões técnicas durante toda uma temporada; g-) A ACEG deve atuar, com firmeza, na fiscalização para que somente colegas com registro profissional (radialistas ou jornalistas) exerçam as atividades nos eventos esportivos; h-) Estreitar os laços da ACEG com as demais federações esportivas do Estado, evitando que algum profissional não tenha acesso a alguma cobertura por determinação do promotor e/ou patrocinador do evento. Santa Maria, 1º de outubro de 2016. [/dropshadowbox]

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

José Aldo Pinheiro, Miguel Gomes, Ari Barroso, Cristiano Silva e Edgar Vaz participaram do painel de sábado da 1ª Caravana da ACEG. Foto: Divulgação ACEG.
José Aldo Pinheiro, Miguel Gomes, Ari Barroso, Cristiano Silva e Edgar Vaz participaram do painel de sábado da 1ª Caravana da ACEG. Foto: Divulgação ACEG.

Com a participação de mais de 30 profissionais e alunos de Jornalismo da Unifra e da UFSM, Santa Maria sediou a 1ª Caravana da Associação dos Cronistas Esportivos Gaúchos (ACEG) na sexta-feira (30) no sábado (01). As abordagens dos painelistas, no Salão Acústico da Unifra, no prédio 14 do Conjunto Três da instituição, geraram discussões reflexivas entre os participantes sobre o presente e o futuro dos cronistas esportivos. A promoção foi da ACEG e do Curso de Jornalismo da Unifra, com apoio do CFC Viacentro. O cenário, no Estado, é de dificuldades e causa preocupação na categoria.

De acordo com o presidente da ACEG, Edgar Vaz, que começou a carreira de radialista em veículos de Santa Maria, a 1ª Caravana atingiu o seu objetivo, pela qualidade das discussões. “Foi um momento rico e de reflexão para a nossa categoria. Precisamos avançar em muitas questões e lutar pela manutenção do nosso espaço. Gostei do que foi discutido”, enfatizou Vaz.

Para o jornalista e professor da Unifra, Gilson Piber, a aproximação da ACEG com os profissionais e estudantes de Jornalismo do interior é salutar e fundamental para a vida da entidade e da categoria. “Precisamos interagir na busca de ideias para a sobrevivência profissional da crônica esportiva gaúcha. A 1ª Caravana gerou isso, estimulou os novatos e aproximou as realidades”, observou Piber.

Painel O papel do cronista esportivo na atualidade reuniu o jornalista e professor Gilson Piber,acadêmicos e egressos do curso de Jornalismo da Unifra. Foto: Divulgação
Painel O papel do cronista esportivo na atualidade reuniu o jornalista e professor Gilson Piber,acadêmicos e egressos do curso de Jornalismo da Unifra. Foto: Divulgação

Na sexta (30), depois do credenciamento, o presidente da ACEG, Edgar Vaz, fez a abertura do evento e falou no trabalho efetuado na entidade. O vídeio dos 70 anos da ACEG foi apresentado aos participantes. Logo em seguida, o jornalista Vicente Paulo Bisogno, da Rádio Imembuí, fez uma explanação do rádio esportivo aos presentes. Na sequência, ocorreu o painel “O papel do cronista esportivo na atualidade”, que teve duas mesas. Na primeira, participaram os jornalistas Naiôn Curcino (Diário de Santa Maria), Gilson Alves (A Razão) e Diogo Viedo (Site EsporteSul), além do radialista e acadêmico de Jornalismo da Unifra, Tiago Nunes (Site Peleia e Rádio Imembuí). A mediação foi do jornalista e professor Gilson Piber. Antes da segunda mesa, a ACEG homenageou, com troféus especiais, os jornalistas Vicente Paulo Bisogno (Rádio Imembuí), Candido Otto da Luz (Rádio Universidade), Renato Oliveira (Rádio Guarathan) e Ari Vilmar Barroso (Rádio Medianeira AM).

A segunda mesa do primeiro dia reuniu o jornalista Cristiano Silva (Rádio Guaíba), o professor Antônio Guilherme Schmitz Filho (CEFD/UFSM), o radialista e professor de Educação Física, Luiz Fernando “Dida” Nunes e o presidente da ACEG,  Edgar Vaz. Na mediação, esteve o jornalista Candido Otto da Luz, da Rádio Universidade.

No sábado (01) pela manhã, ocorreu o painel “Os desafios de atuar como radialista esportivo”, novamente com mediação de Candido Otto Luz. Participaram os radialistas José Aldo Pinheiro (Rádio Bandeirantes) e Miguel Gomes (Rádio Guarathan), além dos jornalistas Ari Vilmar Barroso (Rádio Medianeira AM) e Cristiano Silva (Rádio Guaíba). Houve, ainda, a homenagem ao jornalista e professor Gilson, da Unifra e da Rádio Universidade, que recebeu um troféu da ACEG. A 2ª Caravana da ACEG de 2016 está prevista para ocorrer em Novo Hamburgo, com data ainda a definir.[dropshadowbox align=”none” effect=”lifted-both” width=”550px” height=”” background_color=”#ffffff” border_width=”1″ border_color=”#dddddd” ]1ª CARAVANA DA ACEG – 30 de setembro e 1º de outubro de 2016 – Santa Maria (RS)
CARTA DE SANTA MARIA
a-) Lutar pela valorização e manutenção do cronista esportivo gaúcho como figura fundamental na difusão da informação esportiva; b-) Ampliar a relação entre os cronistas esportivos de Porto Alegre e do interior do Estado, por meio de cursos, seminários e jornadas; c-) Colocar a realização da Caravana da ACEG no calendário anual da entidade; d-) Estreitar os laços da ACEG com as emissoras do interior que transmitem jornadas esportivas de futebol e outras modalidades; e-) Ampliar a relação da ACEG com as instituições de ensino superior do Estado, principalmente aquelas que incentivam a prática do jornalismo esportivo em seus cursos e currículos; f-) Lutar, junto à Federação Gaúcha de Futebol (FGF), pela implementação de um calendário gaúcho de futebol para clubes do interior, que auxilie na manutenção do emprego dos jornalistas/radialistas, jogadores e integrantes das comissões técnicas durante toda uma temporada; g-) A ACEG deve atuar, com firmeza, na fiscalização para que somente colegas com registro profissional (radialistas ou jornalistas) exerçam as atividades nos eventos esportivos; h-) Estreitar os laços da ACEG com as demais federações esportivas do Estado, evitando que algum profissional não tenha acesso a alguma cobertura por determinação do promotor e/ou patrocinador do evento. Santa Maria, 1º de outubro de 2016. [/dropshadowbox]