Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

O despertador precisa tocar

Desde o dia em que fiquei atento durante meia hora ouvindo meu amigo contar uma história, que só envolvia gente corrupta e abuso de autoridade, e que, na verdade, era que um sonho. Ele só percebeu quando o relógio despertou pela manhã e tinha de levantar para trabalhar. Veio um turbilhão de sentimentos com a brincadeira. Era raiva e ao mesmo tempo alegria em saber que tudo não passava de uma brincadeira.

Encaixo está história do nosso cotidiano, do entrar em uma rede social a abrir um jornal. Na mídia, a gente só vê o confronto, a condenação, a crítica. O lado negativo assombra a mídia brasileira. Nas manchetes não faltam assassinatos e corrupção.

As redes sociais viraram um centro de críticas. Não faltam pessoas mal esclarecidas para repercutir negativismo no seu post, corruptos criticando corrupção. Cadê a consciência que temos que ter tempo pra nossa grama e mantê-la verdinha e cortadinha, para não cobiçar a do vizinho.

A opinião pública se formando por trás do que a mídia mostra. Mídia tendenciosa em seus interesses. Esta na hora do despertador brasileiro tocar. A gente precisa levantar da cama e arrumar a bagunça. A política pública precisa funcionar. O jornalismo também precisa atuar melhor nas apurações, ser feito de forma ética, mas também preocupado com o atendimento ao interesse público.

Não acho que a solução seja apenas confrontar, mas precisamos defender o jornalismo, despertar no mercado o que se aprende na academia.

11738081_849775708432946_7064593028884706523_nLucas Cirolini

Texto produzido para a disciplina de Legislação e Ética em Jornalismo

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Desde o dia em que fiquei atento durante meia hora ouvindo meu amigo contar uma história, que só envolvia gente corrupta e abuso de autoridade, e que, na verdade, era que um sonho. Ele só percebeu quando o relógio despertou pela manhã e tinha de levantar para trabalhar. Veio um turbilhão de sentimentos com a brincadeira. Era raiva e ao mesmo tempo alegria em saber que tudo não passava de uma brincadeira.

Encaixo está história do nosso cotidiano, do entrar em uma rede social a abrir um jornal. Na mídia, a gente só vê o confronto, a condenação, a crítica. O lado negativo assombra a mídia brasileira. Nas manchetes não faltam assassinatos e corrupção.

As redes sociais viraram um centro de críticas. Não faltam pessoas mal esclarecidas para repercutir negativismo no seu post, corruptos criticando corrupção. Cadê a consciência que temos que ter tempo pra nossa grama e mantê-la verdinha e cortadinha, para não cobiçar a do vizinho.

A opinião pública se formando por trás do que a mídia mostra. Mídia tendenciosa em seus interesses. Esta na hora do despertador brasileiro tocar. A gente precisa levantar da cama e arrumar a bagunça. A política pública precisa funcionar. O jornalismo também precisa atuar melhor nas apurações, ser feito de forma ética, mas também preocupado com o atendimento ao interesse público.

Não acho que a solução seja apenas confrontar, mas precisamos defender o jornalismo, despertar no mercado o que se aprende na academia.

11738081_849775708432946_7064593028884706523_nLucas Cirolini

Texto produzido para a disciplina de Legislação e Ética em Jornalismo