Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Serviço Social apresenta projetos na Mostra das Profissões

Professora Larissa, do Serviço Social, em entrevista para Acs. / Foto: Gabriela Agertt - Laboratório de Fotografia e Memória
Professora Larissa, do Serviço Social, em entrevista para ACS.  Foto: Gabriela Agertt – Laboratório de Fotografia e Memória

O curso de Serviço Social, iniciado em 2000, tem como objeto de estudo a questão social e suas expressões, que derivam das desigualdades sociais resultantes da pobreza, das múltiplas formas de opressão e resistência que a sociedade vem articulando. Com duração de oito semestres, o Serviço Social forma profissionais capazes de atuar em diversas áreas do mercado de trabalho, como INSS, Tribunal de Justiça, hospitais, escolas, organizações não governamentais (ONGs).

Assim como nos outros cursos do Centro Universitário Franciscano, o Serviço Social tem seis projetos em andamento atualmente. A professora Larissa Ramalho Pereira, coordenadora de três dos quatro projetos que o curso trouxe à 6ª Mostra das Profissões, conversou com a Agência CentralSul de Notícias sobre aqueles em que os acadêmicos estão inseridos e onde possíveis futuros acadêmicos poderão trabalhar para colocar em prática o que é aprendido em sala de aula:

Caixa para o bem

É coordenado pela professora Isabel Padoim e tem parceria com o curso de Arquitetura e Urbanismo. O objetivo é coletar e fazer reciclagem de caixas de leite, que são usadas para fazer a cobertura de casas em risco e vulnerabilidade, principalmente para aquelas pessoas mais pobres. O curso de Serviço Social entra com processos de organização da comunidade, verificação das famílias que se enquadram no perfil para receber a cobertura nas caixas de leite em sua casa, uma vez que nem todas as casas que são viáveis serem atendidas pelo projeto.

Laboratório de Saúde

É coordenado pela professora Larissa Pereira, tem extensão na Unidade de Pronto Atendimento de Santa Maria (UPA-SM). O objetivo é fazer acolhimento inicial de todos os pacientes que chegam à UPA e apresentam alguma questão relativa a abandono, esquecimento e casos de negligência, abuso e violência. Também oferecem orientações simples para que o paciente possa ser atendido e ter o devido acompanhamento.

Clínica de Finanças

Também coordenado pela professora Larissa Pereira, tem parceria com o curso de Ciências Econômicas e seu objetivo é repensar a economia familiar ou ainda rever questões como dívidas de um sujeito e/ou família, ajudando a fazer uma organização das finanças.

Centro Interdisciplinar de Mediação (CIM)

Último projeto exposto e coordenado pela professora Larissa, o CIM é da área sócio jurídica e atende benefícios de prestação continuada e tipos de equipamentos jurídicos que as pessoas necessitem. O objetivo é trabalhar com a mediação na ação extrajudicial de conciliação em causas como guarda, tutela, conflito familiar, entre vizinhos, relações sociais, para que processos não acumulem junto ao judiciário, também para que as partes revejam a situação e tomem decisões sem precisar de um terceiro sujeito que interfira.

“Hoje em dia, estamos carentes de diálogo, e o CIM vem justamente para propor diálogo entre as pessoas”, afirma Larissa sobre o projeto.

Todos são Projetos de Ensino em Extensão são supervisionados por algum professor. No segundo semestre, os alunos podem ingressar nos projetos de extensão e, a partir do sexto semestre podem fazer o atendimento direto durante o estágio.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Professora Larissa, do Serviço Social, em entrevista para Acs. / Foto: Gabriela Agertt - Laboratório de Fotografia e Memória
Professora Larissa, do Serviço Social, em entrevista para ACS.  Foto: Gabriela Agertt – Laboratório de Fotografia e Memória

O curso de Serviço Social, iniciado em 2000, tem como objeto de estudo a questão social e suas expressões, que derivam das desigualdades sociais resultantes da pobreza, das múltiplas formas de opressão e resistência que a sociedade vem articulando. Com duração de oito semestres, o Serviço Social forma profissionais capazes de atuar em diversas áreas do mercado de trabalho, como INSS, Tribunal de Justiça, hospitais, escolas, organizações não governamentais (ONGs).

Assim como nos outros cursos do Centro Universitário Franciscano, o Serviço Social tem seis projetos em andamento atualmente. A professora Larissa Ramalho Pereira, coordenadora de três dos quatro projetos que o curso trouxe à 6ª Mostra das Profissões, conversou com a Agência CentralSul de Notícias sobre aqueles em que os acadêmicos estão inseridos e onde possíveis futuros acadêmicos poderão trabalhar para colocar em prática o que é aprendido em sala de aula:

Caixa para o bem

É coordenado pela professora Isabel Padoim e tem parceria com o curso de Arquitetura e Urbanismo. O objetivo é coletar e fazer reciclagem de caixas de leite, que são usadas para fazer a cobertura de casas em risco e vulnerabilidade, principalmente para aquelas pessoas mais pobres. O curso de Serviço Social entra com processos de organização da comunidade, verificação das famílias que se enquadram no perfil para receber a cobertura nas caixas de leite em sua casa, uma vez que nem todas as casas que são viáveis serem atendidas pelo projeto.

Laboratório de Saúde

É coordenado pela professora Larissa Pereira, tem extensão na Unidade de Pronto Atendimento de Santa Maria (UPA-SM). O objetivo é fazer acolhimento inicial de todos os pacientes que chegam à UPA e apresentam alguma questão relativa a abandono, esquecimento e casos de negligência, abuso e violência. Também oferecem orientações simples para que o paciente possa ser atendido e ter o devido acompanhamento.

Clínica de Finanças

Também coordenado pela professora Larissa Pereira, tem parceria com o curso de Ciências Econômicas e seu objetivo é repensar a economia familiar ou ainda rever questões como dívidas de um sujeito e/ou família, ajudando a fazer uma organização das finanças.

Centro Interdisciplinar de Mediação (CIM)

Último projeto exposto e coordenado pela professora Larissa, o CIM é da área sócio jurídica e atende benefícios de prestação continuada e tipos de equipamentos jurídicos que as pessoas necessitem. O objetivo é trabalhar com a mediação na ação extrajudicial de conciliação em causas como guarda, tutela, conflito familiar, entre vizinhos, relações sociais, para que processos não acumulem junto ao judiciário, também para que as partes revejam a situação e tomem decisões sem precisar de um terceiro sujeito que interfira.

“Hoje em dia, estamos carentes de diálogo, e o CIM vem justamente para propor diálogo entre as pessoas”, afirma Larissa sobre o projeto.

Todos são Projetos de Ensino em Extensão são supervisionados por algum professor. No segundo semestre, os alunos podem ingressar nos projetos de extensão e, a partir do sexto semestre podem fazer o atendimento direto durante o estágio.