Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Relatório do Intervozes analisa as violações à comunicação no Brasil em 2016

     O relatório “Direito à Comunicação no Brasil 2016”, lançando na última quinta-feira, na Casa Pública, no Rio de Janeiro, traça um panorama dos principais acontecimentos do ano no campo das políticas públicas na área radiodifusão e internet no último ano.
     A publicação é do Intervozes – coletivo formado por ativistas e profissionais com formação e atuação nas áreas de comunicação social, direito, arquitetura, artes e outras, distribuídos em 15 estados brasileiros e no Distrito Federal.
     Elaborado com o apoio da FES (Friedrich Ebert Stiftung), o relatório analisa o desmonte da comunicação pública com a intervenção de Temer na EBC, as violações à liberdade de expressão e manifestação e à comunicação comunitária no contexto das Olimpíadas, as ameaças à internet livre, com mudanças no Marco Civil da Internet, e o crescimento do controle de canais por grupos religiosos e por políticos. Ele reúne seis reportagens publicadas ao longo do ano passado no “Observatório do Direito à Comunicação”, que se debruçam sobre a posse de canais de rádio e tv por políticos, o avanço de grupos econômicos e religiosos sobre o setor, o desmonte que o governo Temer vem fazendo da Comunicação Pública, as iniciativas que ameaçam o acesso e a livre expressão na internet e do papel dos meios de comunicação no processo de golpe que culminou no impeachment da Presidenta Dilma Roussef.
    O relatório estará disponível para download no site do Intervozes
Fonte: Intervozes

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

     O relatório “Direito à Comunicação no Brasil 2016”, lançando na última quinta-feira, na Casa Pública, no Rio de Janeiro, traça um panorama dos principais acontecimentos do ano no campo das políticas públicas na área radiodifusão e internet no último ano.
     A publicação é do Intervozes – coletivo formado por ativistas e profissionais com formação e atuação nas áreas de comunicação social, direito, arquitetura, artes e outras, distribuídos em 15 estados brasileiros e no Distrito Federal.
     Elaborado com o apoio da FES (Friedrich Ebert Stiftung), o relatório analisa o desmonte da comunicação pública com a intervenção de Temer na EBC, as violações à liberdade de expressão e manifestação e à comunicação comunitária no contexto das Olimpíadas, as ameaças à internet livre, com mudanças no Marco Civil da Internet, e o crescimento do controle de canais por grupos religiosos e por políticos. Ele reúne seis reportagens publicadas ao longo do ano passado no “Observatório do Direito à Comunicação”, que se debruçam sobre a posse de canais de rádio e tv por políticos, o avanço de grupos econômicos e religiosos sobre o setor, o desmonte que o governo Temer vem fazendo da Comunicação Pública, as iniciativas que ameaçam o acesso e a livre expressão na internet e do papel dos meios de comunicação no processo de golpe que culminou no impeachment da Presidenta Dilma Roussef.
    O relatório estará disponível para download no site do Intervozes
Fonte: Intervozes