Resolução permite que estudantes usem o banheiro conforme identidade de gênero


Por Agência CentralSul de Notícias

 

Diário Oficial da União publicou, nesta quinta-feira, uma resolução que reconhece o direito de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros (LGBT) de usarem o banheiro ou vestiário conforme a identidade de gênero de cada indivíduo. Fica garantido também o uso do nome social em boletins de ocorrência registrados por autoridades policiais. Em instituições de ensino onde haja distinção no uso de uniformes, o aluno deverá ter liberdade de usar conforme sua identidade de gênero.

O que pensam os estudantes e funcionária do Centro Universitário Franciscano

Uma estudante, que não quis se identificar, afirmou que, “eles (a população LGBT) têm que ir ao banheiro onde eles se sentem adequados ao gênero do banheiro”. “Um homem que é gay pode se sentir mais confortável em um banheiro feminino”, concluiu. Em contrapartida, uma funcionária do Centro, que também não quis ser identificada, disse nunca ter pensado nessa possibilidade e acredita que pode ser uma situação constrangedora. A funcionária concluiu dizendo, “como estão sendo mais reconhecidos, não tem problema. Não devemos ter preconceitos”.Deivid Pazatto, 19 anos, estudante de Jornalismo, acredita que as pessoas tem que aceitar o gênero que são e apoia a resolução.

A conquista de mais direitos

Outra resolução divulgada hoje garante para uso interno o reconhecimento pelo “nome social”, estendido para estudantes adolescentes sem que seja obrigatória autorização do responsável.  A instituição deve reconhecer e aderir ao “nome social” daqueles e daquelas cuja identificação civil não reflita sua identidade de gênero.

Por Arcéli Ramos

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *