Haitiano presta vestibular da Unifra


Por Rosana Cabral Zucolo

 

Gaphene Ilasma fez vestibular para filosofia.Foto: Thayane Rodrigues/LABFEM

O haitiano Gaphene Ilasma prestou vestibular para o curso de filosofia da UNIFRA. Ele mora no Brasil há 1 ano e 6 meses e acredita não ter tido muitas dificuldades na realização da prova, mas temia a redação devido à diferença de idioma.

Lá, o ingresso nas universidades acontece de modo um pouco diferente. Em algumas universidades particulares o ingresso acontece a partir da nota no ensino fundamental e médio, e a pessoa precisa ter condições financeiras para se manter no curso. Já nas universidades públicas acontece por meio de concurso vestibular.

Gaphene estudou um ano de filosofia em seu país de origem, ao mesmo tempo em que ingressou na vida religiosa. Mas foi a partir de um convênio  entre Brasil e Haiti que ele veio para o país estudar filosofia e aliar este conhecimento ao  conhecimento religioso. Morou em Manaus e, hoje, reside em Santa Maria onde trabalha na biblioteca do Centro Universitário Franciscano, que também participa do mesmo convênio.

O estrangeiro relata que o povo brasileiro é muito acolhedor e que ele tinha certo receio em relação ao contato, pois poderia ser mal interpretado. Para o futuro, ele almeja retornar ao Haiti, mas não tem pretensões enquanto ao trabalho lá, mas pretende focar no trabalho em pastorais.

Por Lara Cornelio

Sobre o autor:

Rosana Cabral Zucolo

Professora no curso de Jornalismo da Unifra.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *