Multifeira contribui para a busca de investimento


Por Nínive Wohlmann

 

 

A FEISMA também possibilita o visitante investir em imóvel.
Foto: Nínive Wohlmann

A Multifeira de Santa Maria, a Feisma, é a maior da cidade e uma das maiores da região. Inicialmente voltada para negócios, a feira se transformou em um espaço de convivência dos santa-marienses e de todos que visitam a cidade durante a sua edição.

Nessa edição, a feira teve um público visitante de aproximadamente 99.300 pessoas durante os nove dias do evento. O índice ficou aquém das expectativas dos organizadores que estimaram a presença mais de 100.000 visitantes na edição deste ano. Ainda assim, as empresas de fora de Santa Maria que corresponderam a 60% dos expositores se mostraram satisfeitos com os resultados obtidos.

A supervisora administrativa e corretora de imóveis Tanise Porto, 39 anos, comenta que é gratificante trabalhar na feira. “É aquele momento em que nos sentimos mais próximos de nossos clientes. O contato direto é benéfico ao expositor e ao visitante”, diz.

Já a vendedora de móveis planejados Roniara Porto, 36 anos, visitou estandes de imobiliárias em busca de um apartamento na planta do novo condomínio Vila Vêneto. Roniara salienta a oportunidade de investir em um imóvel com financiamento pela Caixa Econômica Federal, podendo usar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) como entrada e, posteriormente, como abatimento do valor total financiado.

Eron Paulo Marim, da empresa B A B Bilhares, de Esteio, RS, expõe na FEISMA pela segunda vez. Ele afirma que o espaço aumentou em relação à primeira vez que expôs aqui, bem como o público que visita seu estande. Marim afirma que as vendas foram boas, o que lhe surpreendeu positivamente, considerando a atual crise econômica do país. Segundo ele,a empresa voltará a participar das próximas edições da feira, mas que irá pleitear um maior espaço junto a organização do evento.

Conhecedor do comportamento do mercado neste setor, uma vez que a empresa B A B Bilhares expõe em outras feiras, principalmente em cidades da região da serra gaúcha e de outros estados do Brasil, ele visualiza em Santa Maria e região uma excelente oportunidade de negócios.

Eder Valeijo representante da empresa Projeto Churrasco, da cidade de Carlos Barbosa, também do RS, participa pela sexta vez da FEISMA. Segundo ele, a empresa, mesmo com crise econômica e o clima de incerteza que se instalou no mercado, mantém bons índices de vendas, com discretos aumentos. Valeijo diz que a empresa foca num público segmentado e fiel, priorizando a qualidade ao invés da quantidade, e que o fato de expor em feiras em outras cidades do estado, lhe permite afirmar que Santa Maria oferece uma boa estrutura tanto ao público, quanto ao expositor.

Ainda segundo Eder, o espaço disponibilizado à empresa pela FEISMA atende bem as necessidades da Projeto Churrasco e que, por mirar num cliente fiel, porém exigente, a crise não afeta muito seus negócios.

Ninive Wohlmann e  Luiz Alberto Silveira

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *