Oficina de culinária ensina a produzir alimentos veganos


Por Jornalismo Digital

 

Doces veganos são simples de fazer

Doces veganos são simples de fazer. Foto: Mariana Olhaberriet/Laboratório de Fotografia e Memória

A vegana Denise Kanopf de Araujo oferece, em Santa Maria, oficinas de culinária que ajudam a divulgar e a desmitificar o veganismo. O objetivo é proporcionar ao participante conhecimento e habilidade necessárias para produzir a própria comida.

Denise, que cuida da fanpage Pé de Couve e estuda Serviço Social, ensina receitas veganas acessíveis. “Muitas pessoas ainda não conhecem ou acham que os alimentos são caros ou difíceis de fazer”, comenta.

Sobre a dinâmica da oficina, a estudante esclarece: “no início, fazemos um bate-papo para compartilhar experiências, dúvidas e dicas”. Depois são apresentadas receitas, como de hambúrguer de grão-de-bico, maionese vegana, pão de queijo e cookies. O momento seguinte é a produção do prato.

O público é variado, contemplando desde curiosos até vegetarianos e veganos sem prática na cozinha ou que querem aprofundar o conhecimento e a técnica.

O que diz a nutricionista

A nutricionista Deise Moura lembra que a culinária vegana é livre de alimentos de origem animal. “As proteínas, nutrientes essenciais para nossa estrutura e constituição corporal, de maior valor biológico estão presentes apenas em alimentos de origem animal. Não sou a favor de dietas restritivas de algum nutriente, pois uma alimentação saudável está baseada no equilíbrio entre todos os nutrientes”, pondera. Em relação às compensações, a nutricionista orienta que os veganos busquem alternativas e recomendações adequadas para não desenvolver déficit nutricional.

Ana Luiza Deike

para a disciplina de Jornalismo Digital 1

 

Fotos: Mariana Olhaberriet/Laboratório de Fotografia e Memória

Hamburguer feito com grão-de-bico leva maionese vegana.

Receita de maionese vegana

Ingredientes

5 colheres de sopa de ‏semente de girassol

250 ml de ‏água

250 ml de ó‏leo de girassol gelado

1 colher de sopa de suco de limão ou vinagre

‏Sal à gosto

1 dente ‏alho pequeno picado (opcional)

Temperos à gosto: salsinha, alecrim, orégano e açafrão

Modo de preparo

Deixe as sementes de girassol de molho em água por, pelo menos, uma hora, com água suficiente para cobri-las, com 1 colher de sopa de vinagre ou suco de limão. Quanto mais tempo puder deixar de molho, melhor (12 ou até 24hs). Descartar a água do molho.

Coloque no liquidificador a água, as sementes, o limão/vinagre, o sal e os temperos. Bata por 5 minutos. Desligue e prove. Ligue e coloque o óleo.

Guarde em geladeira meia hora antes de servir.

4 Comentários

  • Natália Huber da Silva
    30 mar 2017 | Permalink | Responder

    Que baita nutricionista essa que tu foi entrevistar hein?
    Nunca leu a parecer técnico do CRN 3 em que diz que “é possível atingir o equilíbrio e a adequação nutricional com dietas ovolactovegetarianas, lactovegetarianas, ovovegetarianas e até veganas, desde que planejadas de forma adequada”. Se ela não é competente para recomendar uma dieta equilibrada rica em todos os nutrientes, ela que não me venha falar que não é possível ter equilíbrio e saúde sendo vegetariano estrito/vegano!
    E que baita jornalista que fez uma entrevista com uma vegetariana estrita, depois uma nutricionista que não pesquisou NADA sobre o assunto fala umas besteiras e publica sem sequer considerar outras fontes como a OMS que diz que consumir carne aumenta potencialmente as chances de se desenvolver câncer. Que desserviço, hein pelamor. Se eu fosse tu, apagava que tá feio.

  • Natália
    30 mar 2017 | Permalink | Responder

    Ou se quer realmente deixar uma parecer técnico e fontes confiáveis, coloquem partes da publicação do CRN 3 ou de alguma nutricionista que tenha conhecimento sobre o assunto e já tenha indicado dietas vegetarianas estritas para os pacientes 😉

  • Aline
    30 mar 2017 | Permalink | Responder

    Oi?! Eu li mesmo isso? Uma nutricionista q não sabe de onde vêm as proteínas? Alguém por favor chama o conselho regional de nutrição pra cassar o registro dessa pessoa! Aff…em 2017 e tem gente, pior profissional, q não sabe da existência e composição de feijões, e legumes e verduras?!

  • Helen Miranda
    31 mar 2017 | Permalink | Responder

    Recomendo que revejam a matéria e a credibilidade da nutricionista. Alimentação sem nada de origem animal é comprovada como saudável e aprovada por importantes entidades como Harvard e OMS. Não façam desserviço. É um aprendizado para quem escreveu o texto pesquisar melhor suas fontes. Na área científica há inúmeras discordâncias e muitos estudos que tentaram invalidar o veganismo tem objetivo econômico por trás, já que a pecuária é uma das grandes máquinas de dinheiro do país. Talvez seria interessante entrevistar uma nutricionista que tenha especialização nesse tipo de alimentação, já que há muitos profissionais rasos e desinformados.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *