Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

100º episódio do programa Coma Bem vai ao ar hoje

Hoje às 18h30 no canal 7 da Net o 100º episódio do programa Coma Bem vai ao ar, apresentado pelos professores dos cursos de Jornalismo e Nutrição da UFN, Bebeto Badke e Tereza Cristina. O programa, que está no ar desde 2015, já tratou sobre temas como intolerância à lactose e glúten , diabetes, alimentação na infância, reeducação alimentar, alimentações típicas de comemorações de festas juninas, dia das crianças, ceia de Natal, chocolates para a Páscoa entre outros.

Professores Bebeto e Tereza Cristina, durante o programa de 12 de maio. Imagem: UFN TV

Segundo o professor Bebeto, a ideia do Coma Bem surgiu quando ele apresentava o programa Baú de Ideias e Tereza foi duas vezes sua entrevistada. Na oportunidade eles pensaram: Por que não fazer um programa juntos? O programa rapidamente tomou forma e foi aprovado pela direção da UFN TV e reitoria da UFN. A proposta era trabalhar com alimentação saudável, com produtos regionais e que fossem acessíveis às pessoas e utilizando os produtos da temporada da estação.

Passados sete anos, gravando o 100º programa o professor relata: “Tudo é muito tranquilo , pois Tereza e eu fazemos o programa gravado ao vivo, o que significa que fazemos direto só parando 1 ou 3 vezes. Não temos um roteiro prévio, mas sabemos o conteúdo do  primeiro bloco, decidimos o que vamos fazer no  segundo bloco, se vamos cozinhar ou se não vamos”.

Nesse clima de harmonia, Bebeto conta: ” Tudo flui e eu sempre brinco com ela que eu sou o repórter burro, porque o repórter burro é o melhor repórter ele faz as perguntas mais idiotas, ela usa muitos termos técnicos e eu peço para ela explicar porque muitas pessoas não entendem os termos usados”.

Quanto a expectativa para o futuro, o professor é franco e finaliza: “ Não tenho a mínima ideia, nunca sabemos do dia de amanhã, sem ela eu não faço o programa , porque com quem eu vou brigar?”. O certo é que o programa é referência na programação da TV. Até na época da pandemia as gravações não pararam. O professor relata: “Tivemos que fazer de casa durante a pandemia , ela gravava me enviava eu fazia abertura fazia uma pré edição e enviava para o editor”.

Fazem parte da equipe do programa os alunos de Nutrição e alguns estudantes de Jornalismo, além dos dois professores âncoras: Tereza Cristina  Blasi e Bebeto Badke.

Colaboração: Luiza Silveira

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Hoje às 18h30 no canal 7 da Net o 100º episódio do programa Coma Bem vai ao ar, apresentado pelos professores dos cursos de Jornalismo e Nutrição da UFN, Bebeto Badke e Tereza Cristina. O programa, que está no ar desde 2015, já tratou sobre temas como intolerância à lactose e glúten , diabetes, alimentação na infância, reeducação alimentar, alimentações típicas de comemorações de festas juninas, dia das crianças, ceia de Natal, chocolates para a Páscoa entre outros.

Professores Bebeto e Tereza Cristina, durante o programa de 12 de maio. Imagem: UFN TV

Segundo o professor Bebeto, a ideia do Coma Bem surgiu quando ele apresentava o programa Baú de Ideias e Tereza foi duas vezes sua entrevistada. Na oportunidade eles pensaram: Por que não fazer um programa juntos? O programa rapidamente tomou forma e foi aprovado pela direção da UFN TV e reitoria da UFN. A proposta era trabalhar com alimentação saudável, com produtos regionais e que fossem acessíveis às pessoas e utilizando os produtos da temporada da estação.

Passados sete anos, gravando o 100º programa o professor relata: “Tudo é muito tranquilo , pois Tereza e eu fazemos o programa gravado ao vivo, o que significa que fazemos direto só parando 1 ou 3 vezes. Não temos um roteiro prévio, mas sabemos o conteúdo do  primeiro bloco, decidimos o que vamos fazer no  segundo bloco, se vamos cozinhar ou se não vamos”.

Nesse clima de harmonia, Bebeto conta: ” Tudo flui e eu sempre brinco com ela que eu sou o repórter burro, porque o repórter burro é o melhor repórter ele faz as perguntas mais idiotas, ela usa muitos termos técnicos e eu peço para ela explicar porque muitas pessoas não entendem os termos usados”.

Quanto a expectativa para o futuro, o professor é franco e finaliza: “ Não tenho a mínima ideia, nunca sabemos do dia de amanhã, sem ela eu não faço o programa , porque com quem eu vou brigar?”. O certo é que o programa é referência na programação da TV. Até na época da pandemia as gravações não pararam. O professor relata: “Tivemos que fazer de casa durante a pandemia , ela gravava me enviava eu fazia abertura fazia uma pré edição e enviava para o editor”.

Fazem parte da equipe do programa os alunos de Nutrição e alguns estudantes de Jornalismo, além dos dois professores âncoras: Tereza Cristina  Blasi e Bebeto Badke.

Colaboração: Luiza Silveira