Somos Comunicação Social, não comunicação tecnológica


Por Eduardo Biscayno

 

Comunica Root acontece no centro de eventos Cerrito. Fotos: Mariana Olhaberriet/LABFEM

Às 8:30 da manhã desta sexta-feira, dia 13, foi dada a largada para a primeira edição do Comunica Roots, quando o ônibus que levava as equipes partiu da rua Silva Jardim, frente do Conjunto III, até o Centro de Eventos Cerrito. A gincana é uma proposta de integração entre os cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo, que comemoram os seus 15 anos em 2018. A organização coube ao Laboratório de Áudio TOM.

Equipes reuniram acadêmicos dos cursos de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda.

Apesar da garoa e cerração, todos pareciam empolgados, com música ao vivo durante o trajeto de ida, até uma frase causar preocupação em alguns participantes. “Quando vocês chegarem lá, guardaremos os celulares de vocês, que só serão devolvidos no final do dia”, disse a professora do curso de Publicidade Pauline Fraga. O motivo da coleta faz parte da proposta competição: “incentivar a criatividade de seus participantes, desafiando-os a construir estratégias comunicacionais sem o uso de qualquer dispositivo eletroeletrônico”, como descrito na página do Facebook.

Uma das professoras organizadoras, Michele Kapp, conta que a ideia é “fazer os alunos pensarem comunicação através de um resgate do processo de trabalho manual e estimular a criatividade”. Além disso, destaca outro objetivo: o de integrar os cursos de comunicação. “Atualmente, vemos uma certa conversão na área da comunicação. A publicidade não se basta apenas como venda, precisa criar uma relação com o cliente. E o jornalismo vem investindo cada vez mais na parte visual”. A relação entre os dois foi também enfatizada por Sibila Rocha, professora de ambos e coordenadora de Publicidade e Propaganda. “O que está acontecendo hoje é um reflexo de que as duas graduações nunca se acomodam e buscam estar sempre conectados com a realidade do mercado”, esclarece.

Sione Gomes, coordenadora de Jornalismo ressaltou que o momento “dá início a uma série de comemorações do aniversário dos cursos, que irão desde palestras, até uma festa”. Agradeceu também a todos os envolvidos na produção e aos que aceitaram o desafio. “No final da tarde, independente dos vencedores, teremos muitos campeões”, conclui.

Credenciamento foi realizado no início da manhã quando os alunos receberam pulseiras de identificação .

Para incentivar a integração, uma regra: todas as equipes deveria ser mistas. Ou seja, com estudantes das duas área de atuação. Os alunos Matheus Silveira, de Publicidade e Propaganda, e Agnes Barriles, de Jornalismo, mostraram-se com boas expectativas. “é sempre bom aproveitarmos oportunidades como essa, ainda mais que envolvam os dois cursos”, declara a acadêmica. Matheus enfatizou gostar da proposta, revelando ser “uma experiência bem diferente, não poder utilizar internet ou computador. Estou ansioso para testar meus conhecimentos e mostrar o que aprendi nas disciplinas”.

Acadêmica de jornalismo, Agnes Barriles, integra uma das equipes mistas do Comunica Root

A cliente surpresa da primeira edição foi a marca de farinha Maria Inês, representada por sua gerente de marketing Valéria Anhaia, egressa da segunda turma formada de Publicidade e Propaganda da UFN, que, ao ser questionada sobre a emoção de voltar às origens, disse sentir-se “antes de tudo, honrada. Pois é satisfatório ver como a estrutura física do curso cresceu”. O mesmo foi destacado por Sione, ao afirmar em seu discurso que “os nossos cursos são muito vivos e não se resumem à sala de aula”. Valéria relatou também ficar feliz em apoiar o projeto: “nesses três anos que estou trabalhando com a marca já tínhamos nos envolvido com palestras, mas nunca com uma ação dessas, no ramo acadêmico”.

Neste clima descontraído e recheado de empolgação, a Maria Inês ofertou a todos, na parte da manhã, uma degustação de pizzas, com carne e vegetariana.

O evento encerra no final da tarde com a realização de um luau.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *