“Coma Bem”, um programa que une informação com nutrição


Por Emanuely Guterres

 

Equipe do Coma Bem. Foto: Denzel Valiente / LABFEM

Com quase cinco anos de história, o programa Coma Bem compartilha várias receitas e dicas deliciosas com os espectadores de Santa Maria e região. Buscando mostrar que é possível uma alimentação saudável, com alimentos produzidos e facilmente encontrados nos arredores da cidade, os apresentadores e responsáveis tornam real a ideia com variados pratos. 

O projeto que foi criado a partir de uma ideia da nutricionista e professora do curso de Nutrição da Universidade Franciscana (UFN), Tereza Cristina Blasi e do jornalista Carlos Alberto Badke, professor do curso de Jornalismo da UFN, está prestes a completar cinco anos. Os professores relatam que a ideia surgiu em uma conversa, e logo foi apresentada para a reitoria da universidade que rapidamente aceitou o projeto. 

Além disso, Coma Bem é um programa interdisciplinar que promove uma interação de alunos dos cursos de Jornalismo e Nutrição. Os alunos que tem interesse devem se inscrever para voluntariado e, assim que selecionados, tornam-se os personagens principais de todo o programa, pois são eles que montam toda a programação com base em pesquisas e buscas de alimentos e seus aspectos nutritivos. No momento, o programa conta com a participação de seis voluntárias do curso de Nutrição e um voluntário do curso de Jornalismo.

O programa é dividido em dois blocos, tem duração total de 3o minutos, vai ao ar na TV UFN pela NET TV,  e pode também ser assistido pelo Facebook e Youtube. Os responsáveis pelo programa explicam que as gravações ocorrem a cada 15 dias com um tema diferente a cada edição.

Alimentação com saúde e informação

Badke conta que o programa, além, de levar ao público uma alimentação saudável com ingredientes encontrados na feira,  busca a sazonalidade e equilíbrio, com sucos e a presença de frutas e verduras. “Comer bem em casa sem necessariamente cozinhar alimentos congelados ou prontos. A ideia é dar autonomia para as pessoas cozinharem a própria comida e terem conhecimento dos benefícios que os produtos têm”, conclui o jornalista.

A precursora do programa, Tereza Blasi, explica o papel da nutrição no projeto. A nutricionista que ocupa a bancada com Badke é responsável por explicar as origens dos pratos, modo de preparo, benefícios e dar dicas e idéias de como utilizar os produtos. Tereza ainda ressalta a ajuda que recebe das alunas do curso de Nutrição que, além de promoverem uma troca de experiências entre o programa e as aulas, engrandecem os seus conhecimentos com uma atividade um pouco incomum que o curso oferece.

Aluna Maiara e professora Tereza durante a produção dos pratos. Foto: Denzel Valiente / LABFEM

A estudante do 6º semestre de Nutrição, Maiara Saratt, conta que entrou no projeto em 2017 e que pretende se especializar em gastronomia. “Aqui aprendemos bastante coisa, como manter o valor nutritivo dos alimentos, que é fundamental, e apreciá-los de formas que não são tão comuns. Eu acredito que o programa nos influencia bastante, tudo que aprendo aqui eu levo e reproduzo em casa”, encerra a estudante.

Tereza e Badke durante gravação do programa Coma Bem. Foto: Denzel Valiente / LABFEM

O programa é uma junção de ciência e conhecimento e vale por suas produções que são reconhecidas pelos interessados em culinária. Tereza ainda conta que as pessoas procuram o programa por conta da saúde e pelo que é desenvolvido no programa. O Coma Bem junta a informação do jornalista Badke com os conhecimentos da nutricionista Tereza, assim levando até as casas receitas saudáveis e práticas para auxiliar os espectadores na cozinha.

 

Confira algumas fotos do programa que foi gravado no dia 29 de agosto:

Preparação dos pratos.Foto: Denzel Valiente / LABFEM

Suflê preparado para o programa. Foto: Denzel Valiente / LABFEM

Aluna preparando um dos pratos. Foto: Denzel Valiente / LABFEM

Prof. Tereza e alunas durante produção. Foto: Denzel Valiente / LABFEM

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *