UFN: XXIV SEPE começa hoje em plataforma virtual


Por Agência CentralSul de Notícias

 

UFN.Foto: Assecom

O XXIV Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão – SEPE, da Universidade Franciscana acontece de hoje, quarta-feira, 25, até sexta-feira, 27, de modo remoto e tem como tema o debate sobre  Educação e ciência: aliança em favor da vida. 

O evento foi aberto na manhã de hoje com a conferência  Bioética e ciência: desafios e potencialidades das pesquisas em COVID-19 proferida pelo  médico e pesquisador José Roberto Goldim, responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência do Centro de Pesquisa Experimental do Hospital de Clínica de Porto Alegre (HCPA) e professor na URFGS e PUCRS.

Durante a tarde, a cientista brasileira  Ana Andreazza, pesquisadora na Universidade de Toronto, Canadá,  vai debater o potencial uso de produtos naturais contra a COVID-19, e o professor Antônio Gomes da Universidade Federal do Ceará – UFC, traz o tema do papel da ciência para o desenvolvimento humano.

O primeiro dia do evento encerra com o debate sobre os rumos da educação e da ciência na pós pandemia,  tendo como palestrante o professor Jelson Roberto de Oliveira, professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, membro da “The Posthuman Latin-American Network” e diretor-fundador da Cátedra Hans Jonas da PUC/PR, criada em 2020.

Na quinta, 26, os temas são: Os avanços em práticas de tecnologias mais limpas e sustentáveis no tratamento de efluentes; O Design de propósito para a vida pessoal e profissional; COVID-19: perspectivas das pesquisas clínicas sobre vacinas e medicamentos em Santa Maria e Região; Centralidade das políticas públicas para a reconstrução do Estado social no Brasil: educação e o resgate da cidadania.

E na sexta,  27,  os debates envolvem Tecnologia, informação e formação de pessoas; Pesquisa em ensino e educação, atualidades e perspectivas; Empreendedorismo, inovação e o impacto nas pessoas; Empreendedorismo e criatividade: o futuro do trabalho.

A atual edição do SEPE tem mais de 600 inscritos entre ouvintes e participantes, 461 trabalhos a serem apresentados resultantes de pesquisa e iniciação científica e também irá premiar os bolsistas que se destacaram no período 2019/2020.  Os premiados tiveram seus trabalhos classificados entre 102 projetos avaliados nas áreas de Ciências da Saúde, Tecnológicas, Humanas e Sociais.

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *