Vestibular 2022/UFN: tema da redação traz debate sobre injustiças sociais e humanitárias em decorrência das mudanças climáticas


Por Heloisa Helena Canabarro

 

O tema da redação do Vestibular de Verão 2022 da Universidade Franciscana (UFN) foi anunciado pelo professor e Coordenador de Seleção e Ingresso Adilção Cabrini Beust, às 16:30min, no Hall do prédio 15. O tema deste ano traz o debate sobre injustiças sociais e humanitárias decorrentes das mudanças climáticas.

A proposta de redação é acompanhada de dois textos motivadores e duas charges. O primeiro é um texto adaptado sobre “Mudanças climáticas e conflitos”, e o segundo, um artigo de Sergio Margulis “Quem é responsável pelo aquecimento global?”. Inspirado na temática os candidatos deveriam redigir um texto dissertativo-argumentativo, em padrão formal da língua portuguesa, apresentando sua opinião e argumentos sobre o assunto.

Sendo uma temática atual e extremamente relevante, o Coordenador de Seleção e Ingresso Adilção Beust falou sobre o tema: “Foi escolhido por ser bastante atual, por envolver várias questões, que são as questões da ciência, questões que fazem parte da formação do estudante para o futuro profissional. Que ele saiba se posicionar politicamente diante de todas essas situações e tenha seu posicionamento social e crítico”.

A candidata Manuela Simões Pires diz que :“Eu achei um tema bem fácil, bem atual, relacionado a características ambientais com a população e, querendo ou não, isso influencia diretamente a qualidade de vida das pessoas. Foi isso que eu argumentei, falando que a saúde é diretamente afetada, pela seca, pela poluição de gases tóxicos, pelo CO2, e que a desigualdade social está diretamente relacionada.”

Professora de redação, Patrícia Gaiger. Foto: Emanuelle Rosa

A professora de redação do Totem, Patrícia Gaier avalia que o tema foi “ótimo, o assunto era atual e os estudantes com certeza souberam responder. Até porque teve todo o contexto da Cop26.”

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *