Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Candidatos avaliam as provas da Unifra

 

O segundo dia do Vestibular de Verão 2007 da Unifra foi a última chance para os vestibulandos mostrarem todo o esforço que fizeram ao longo do ano e conquistarem uma das 1.320 vagas. A partir das 9h, os vestibulandos começavam a deixar as salas. O fim do concurso foi um alívio para muitos e ansiedade para outros, devido à espera do listão que será divulgado na sexta-feira, dia 22, às 15 horas.

 

Yuri Anversa (foto), 19 anos, candidato a uma vaga no curso de Direito, foi um dos estudantes que considerou as provas de Química e Matemática como as mais difíceis. “As provas de hoje estavam mais difíceis em relação a ontem, principalmente, matemática que tenho mais dificuldade”, explicou.

 

Já as provas de Língua Estrangeira e Biologia foram considerada por todos como uma das mais fáceis. “A prova estava bastante tranqüila. Consegui fazer todas as questões com facilidade”, diz a vestibulanda Maiara Bazana, 18 anos, que concorre a uma vaga no curso de Biomedicina.

 

O estudante André Luiz Massen (foto), 18 anos, tenta uma vaga no curso de Administração. Para ele, a prova de matemática foi a vilã deste segundo dia. “No geral, estava fácil, agora matemática, foi complicado”, avalia. O jovem, que vestia a camiseta do Barcelona, diz que não se intimidou ao sair às ruas com a camiseta do time espanhol, que perdeu o título do mundial interclubes para o Internacional. “As pessoas ficam olhando meio de canto, mas não dou bolas”, conta o gremista. Quanto às provas mais fáceis, André confessa ter se saído muito bem nas questões de Biologia e Língua Estrangeira.

 

Michele Rocha, 18 anos, e Bianca Rigoti, 19, disputam, respectivamente, uma vaga nos cursos de Direito e Odontologia. Ambas encontraram dificuldades para resolver as 12 questões da prova de matemática. “Algumas questões estavam mais fáceis, mas, a maioria, exigia muitos cálculos”, diz Michele. Apesar de ter feito um ano de cursinho pré-vesibular, Bianca também compartilhou da mesma avaliação de Michele. “Tinha que fazer vários cálculos, algumas questões tive que ir no chute mesmo”, confessa.

 

A maioria dos vestibulandos cansados que saíam da provas tinha a mesma opinião. Entre as provas, Química e Matemática foram as mais difíceis. Já Biologia, Língua Portuguesa e Língua estrangeira estão entre as mais fáceis. As outras, entretanto, não foram preocupantes. Apesar de alguns candidatos afirmarem não ter estudado o suficiente, não encontraram muitas dificuldades.

 

Fotos: Andressa Scherer e Melina Guterres

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 

O segundo dia do Vestibular de Verão 2007 da Unifra foi a última chance para os vestibulandos mostrarem todo o esforço que fizeram ao longo do ano e conquistarem uma das 1.320 vagas. A partir das 9h, os vestibulandos começavam a deixar as salas. O fim do concurso foi um alívio para muitos e ansiedade para outros, devido à espera do listão que será divulgado na sexta-feira, dia 22, às 15 horas.

 

Yuri Anversa (foto), 19 anos, candidato a uma vaga no curso de Direito, foi um dos estudantes que considerou as provas de Química e Matemática como as mais difíceis. “As provas de hoje estavam mais difíceis em relação a ontem, principalmente, matemática que tenho mais dificuldade”, explicou.

 

Já as provas de Língua Estrangeira e Biologia foram considerada por todos como uma das mais fáceis. “A prova estava bastante tranqüila. Consegui fazer todas as questões com facilidade”, diz a vestibulanda Maiara Bazana, 18 anos, que concorre a uma vaga no curso de Biomedicina.

 

O estudante André Luiz Massen (foto), 18 anos, tenta uma vaga no curso de Administração. Para ele, a prova de matemática foi a vilã deste segundo dia. “No geral, estava fácil, agora matemática, foi complicado”, avalia. O jovem, que vestia a camiseta do Barcelona, diz que não se intimidou ao sair às ruas com a camiseta do time espanhol, que perdeu o título do mundial interclubes para o Internacional. “As pessoas ficam olhando meio de canto, mas não dou bolas”, conta o gremista. Quanto às provas mais fáceis, André confessa ter se saído muito bem nas questões de Biologia e Língua Estrangeira.

 

Michele Rocha, 18 anos, e Bianca Rigoti, 19, disputam, respectivamente, uma vaga nos cursos de Direito e Odontologia. Ambas encontraram dificuldades para resolver as 12 questões da prova de matemática. “Algumas questões estavam mais fáceis, mas, a maioria, exigia muitos cálculos”, diz Michele. Apesar de ter feito um ano de cursinho pré-vesibular, Bianca também compartilhou da mesma avaliação de Michele. “Tinha que fazer vários cálculos, algumas questões tive que ir no chute mesmo”, confessa.

 

A maioria dos vestibulandos cansados que saíam da provas tinha a mesma opinião. Entre as provas, Química e Matemática foram as mais difíceis. Já Biologia, Língua Portuguesa e Língua estrangeira estão entre as mais fáceis. As outras, entretanto, não foram preocupantes. Apesar de alguns candidatos afirmarem não ter estudado o suficiente, não encontraram muitas dificuldades.

 

Fotos: Andressa Scherer e Melina Guterres