Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Inter-SM já pensa em 2007

Dentro de campo nenhuma movimentação. Mas fora, trabalho é o que não falta. O Internacional de Santa Maria deu início às obras para melhorar as acomodações dos atletas.

No dia 28 de agosto, os pedreiros começaram a erguer a nova concentração dos jogadores do Inter-SM no antigo estacionamento do clube, que fica ao lado do ginásio. Orçada em R$250 mil, a construção prevê 14 novos apartamentos duplos e sete banheiros no térreo. Já no 2º andar serão erguidas oito quitinetes.

“O objetivo é dar conforto aos atletas e proporcionar bem-estar”, afirma José Adelar Tâmbara, vice-presidente de patrimônio do coloradinho. Segundo Adelar, a estrutura do clube tem condições de abrigar dez jogadores no momento. Porém, com a conclusão das obras em dezembro, 26 profissionais terão hospedagem garantida.

Com lugar suficiente para acomodar todos os atletas nos alojamentos, o Interzinho vai economizar dinheiro com aluguel de moradias para os profissionais de fora da cidade. “Vai ser concentração e alojamento, já que quando têm jogos ficamos concentrados em um hotel”, enfatiza Adelar.

A decisão de iniciar as reformas no Estádio Presidente Vargas, a popular Baixada, foi tomada logo após o final da Segundona Gaúcha, quando o Inter-SM não conseguiu assegurar a vaga para a disputa da Série A do Gauchão de 2007. Conforme previsão da diretoria, o custo dos investimentos será ‘tirado’ em três anos.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dentro de campo nenhuma movimentação. Mas fora, trabalho é o que não falta. O Internacional de Santa Maria deu início às obras para melhorar as acomodações dos atletas.

No dia 28 de agosto, os pedreiros começaram a erguer a nova concentração dos jogadores do Inter-SM no antigo estacionamento do clube, que fica ao lado do ginásio. Orçada em R$250 mil, a construção prevê 14 novos apartamentos duplos e sete banheiros no térreo. Já no 2º andar serão erguidas oito quitinetes.

“O objetivo é dar conforto aos atletas e proporcionar bem-estar”, afirma José Adelar Tâmbara, vice-presidente de patrimônio do coloradinho. Segundo Adelar, a estrutura do clube tem condições de abrigar dez jogadores no momento. Porém, com a conclusão das obras em dezembro, 26 profissionais terão hospedagem garantida.

Com lugar suficiente para acomodar todos os atletas nos alojamentos, o Interzinho vai economizar dinheiro com aluguel de moradias para os profissionais de fora da cidade. “Vai ser concentração e alojamento, já que quando têm jogos ficamos concentrados em um hotel”, enfatiza Adelar.

A decisão de iniciar as reformas no Estádio Presidente Vargas, a popular Baixada, foi tomada logo após o final da Segundona Gaúcha, quando o Inter-SM não conseguiu assegurar a vaga para a disputa da Série A do Gauchão de 2007. Conforme previsão da diretoria, o custo dos investimentos será ‘tirado’ em três anos.