Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Mata não é aqui

  

  A placa localizada ao lado dos fundos do Cemitério Ecumênico Municipal indica a localização do município de Mata, mas também serve para fazer trocadilho quanto a atual situação de abandono do local. Prefeitura diz que não vale a pena limpar o local. Vizinhos estão preocupados.

O terreno junto ao Cemitério Municipal de Santa Maria deverá receber 10 capelas mortuárias, segundo edital aberto pela Prefeitura Municipal em 23 de março último. As capelas devem ficar prontas até outubro. Enquanto isso, o local está dominado pelo mato e deve ficar assim por um bom tempo.

     O diretor da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Paulo Volmar, avisa que não haverá limpeza no local até iniciarem as obras. “Não vale a pena por material humano e máquinas pra trabalhar lá. É um gasto desnecessário, uma vez que em 24 de abril será conhecida a empresa que irá trabalhar no local e será feita uma terraplanagem”, analisa Volmar.


Jazigos dividem espaço com o mato

     Segundo o site da Prefeitura Municipal, dois caminhões caçamba, uma retroescavadeira e três roçadeiras foram utilizados num das últimas limpezas do local em julho de 2005. Na época foram achados no terreno diversos eletrodomésticos, móveis, peças de automóveis e muito lixo seco e orgânico.   

     Hoje, além do mato há muito lixo no local cortado pela Sanga da Aldeia. “É perigoso passar por lá à noite, não tem luz e o mato é muito alto, e se tiver um ladrão escondido lá?”, pergunta uma vizinha do local que não quis se identificar.


Grama alta preocupa vizinhos

      A única certeza é que a empresa que vencer a licitação terá de acalmar os vizinhos e limpar a sujeira do local. A previsão é que as obras de construção das capelas mortuárias avancem até outubro.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  

  A placa localizada ao lado dos fundos do Cemitério Ecumênico Municipal indica a localização do município de Mata, mas também serve para fazer trocadilho quanto a atual situação de abandono do local. Prefeitura diz que não vale a pena limpar o local. Vizinhos estão preocupados.

O terreno junto ao Cemitério Municipal de Santa Maria deverá receber 10 capelas mortuárias, segundo edital aberto pela Prefeitura Municipal em 23 de março último. As capelas devem ficar prontas até outubro. Enquanto isso, o local está dominado pelo mato e deve ficar assim por um bom tempo.

     O diretor da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, Paulo Volmar, avisa que não haverá limpeza no local até iniciarem as obras. “Não vale a pena por material humano e máquinas pra trabalhar lá. É um gasto desnecessário, uma vez que em 24 de abril será conhecida a empresa que irá trabalhar no local e será feita uma terraplanagem”, analisa Volmar.


Jazigos dividem espaço com o mato

     Segundo o site da Prefeitura Municipal, dois caminhões caçamba, uma retroescavadeira e três roçadeiras foram utilizados num das últimas limpezas do local em julho de 2005. Na época foram achados no terreno diversos eletrodomésticos, móveis, peças de automóveis e muito lixo seco e orgânico.   

     Hoje, além do mato há muito lixo no local cortado pela Sanga da Aldeia. “É perigoso passar por lá à noite, não tem luz e o mato é muito alto, e se tiver um ladrão escondido lá?”, pergunta uma vizinha do local que não quis se identificar.


Grama alta preocupa vizinhos

      A única certeza é que a empresa que vencer a licitação terá de acalmar os vizinhos e limpar a sujeira do local. A previsão é que as obras de construção das capelas mortuárias avancem até outubro.