Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Moacyr Scliar lota Praça na Feira do Livro

 Indiscutivelmente o mais esperado e concorrido desta edição da Feira do Livro, Moacyr Scliar, encheu de leitores e curiosos a Praça Saldanha Marinho, no final da tarde desta terça-feira.

Scliar é membro da maior instituição de literatura do país, a Academia  Brasileira de Letras (ABL), médico especialista em saúde pública e autor de mais de 40 livros, dentre ensaios, crônicas, contos e romances, além de ganhador de prêmios importantes da literatura. Ainda como cronista, assina uma coluna semanal no jornal Zero Hora.

A sessão de autógrafos começou com uma hora de atraso, apenas às 18h, devido a contratempos na viagem do escritor até Santa Maria. Em entrevista, Scliar contou que vem a Santa Maria, em especial, pela paixão que tem pela cidade em seus aspectos culturais.

 Quando questionado a respeito de como se sente ao ser um membro da ABL e estar presente em uma Feira do Livro em que o poeta homenageado é Mário Quintana, que gerou polêmica e não fez parte da ABL, foi enfático: “ Sem dúvida, Quintana é um orgulho para os gaúchos e brasileiros. O que parece que aconteceu, é que concorrer à ABL são mini-eleições e precisam de mini-campanhas. Quintana não era disso, além de ter concorrido com grandes nomes”.

A estudante Adriana Junges, veio da cidade de São Pedro do Sul somente para assistir a palestra do autor, “já li alguns livros do Moacyr e acho incrível a maneira como ele leva a prosa nos seus livros”, afirmou.

A partir das 19h30min, iniciou o Projeto Livro Livre, uma espécie de talk show montado na Praça Saldanha Marinho, com a apresentação do publicitário Rogério Lobato. Neste momento, Scliar falou de seus livros mais recentes, da sensação de ocupar a cadeira de imortal número 31 e do apoio que recebe da família, pois, segundo ele, apenas assim é possível conciliar vida profissional e pessoal de forma saudável.

Fotos: Núcleo de Fotografia e Memória da Unifra (Ericson Friedrich)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 Indiscutivelmente o mais esperado e concorrido desta edição da Feira do Livro, Moacyr Scliar, encheu de leitores e curiosos a Praça Saldanha Marinho, no final da tarde desta terça-feira.

Scliar é membro da maior instituição de literatura do país, a Academia  Brasileira de Letras (ABL), médico especialista em saúde pública e autor de mais de 40 livros, dentre ensaios, crônicas, contos e romances, além de ganhador de prêmios importantes da literatura. Ainda como cronista, assina uma coluna semanal no jornal Zero Hora.

A sessão de autógrafos começou com uma hora de atraso, apenas às 18h, devido a contratempos na viagem do escritor até Santa Maria. Em entrevista, Scliar contou que vem a Santa Maria, em especial, pela paixão que tem pela cidade em seus aspectos culturais.

 Quando questionado a respeito de como se sente ao ser um membro da ABL e estar presente em uma Feira do Livro em que o poeta homenageado é Mário Quintana, que gerou polêmica e não fez parte da ABL, foi enfático: “ Sem dúvida, Quintana é um orgulho para os gaúchos e brasileiros. O que parece que aconteceu, é que concorrer à ABL são mini-eleições e precisam de mini-campanhas. Quintana não era disso, além de ter concorrido com grandes nomes”.

A estudante Adriana Junges, veio da cidade de São Pedro do Sul somente para assistir a palestra do autor, “já li alguns livros do Moacyr e acho incrível a maneira como ele leva a prosa nos seus livros”, afirmou.

A partir das 19h30min, iniciou o Projeto Livro Livre, uma espécie de talk show montado na Praça Saldanha Marinho, com a apresentação do publicitário Rogério Lobato. Neste momento, Scliar falou de seus livros mais recentes, da sensação de ocupar a cadeira de imortal número 31 e do apoio que recebe da família, pois, segundo ele, apenas assim é possível conciliar vida profissional e pessoal de forma saudável.

Fotos: Núcleo de Fotografia e Memória da Unifra (Ericson Friedrich)