Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Protesto pára o centro de Santa Maria

 

  Manifestação partiu da gare da estação ferroviária e seguiu pela Avenida Rio Branco e Rua do Acampamento. Agricultores distribuíram arroz e, junto a empresários locais, reclamaram das altas taxas de impostos do país e da política econômica brasileira.

A carreata saiu por volta das 8 horas da gare. Na entrada do viaduto Evandro Berh o carro de som parou e foram distribuídas sacos de arroz para a comunidade. “Esse arroz é produzido na região e teve um alto custo. Ele não está sobrando. Essa distribuição mostra nossa indignação com a alta taxa de juros do país”, esbravejava em cima do carro de som o presidente da Associação Rural, Rodrigo Mena Barreto.


Distribuição de arroz

      Caminhões, tratores, cavalarianos, carros e pessoas a pé participaram da manifestação. Muitas lojas fecharam suas portas durante a carreata, aderindo ao evento. Em cima do carro de som, lideranças do setor rural e empresários puxaram a manifestação. “Reage Brasil, reage cidadão Brasileiro”, aclamava o Presidente do Sindicato Rural, Erony Paniz.


Lojas no calçadão fechadas às 9h 30 min

O movimento seguiu pela até a Avenida Medianeira, onde depois seguiria até a rota da Mercúrio, na Br 392.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

  Manifestação partiu da gare da estação ferroviária e seguiu pela Avenida Rio Branco e Rua do Acampamento. Agricultores distribuíram arroz e, junto a empresários locais, reclamaram das altas taxas de impostos do país e da política econômica brasileira.

A carreata saiu por volta das 8 horas da gare. Na entrada do viaduto Evandro Berh o carro de som parou e foram distribuídas sacos de arroz para a comunidade. “Esse arroz é produzido na região e teve um alto custo. Ele não está sobrando. Essa distribuição mostra nossa indignação com a alta taxa de juros do país”, esbravejava em cima do carro de som o presidente da Associação Rural, Rodrigo Mena Barreto.


Distribuição de arroz

      Caminhões, tratores, cavalarianos, carros e pessoas a pé participaram da manifestação. Muitas lojas fecharam suas portas durante a carreata, aderindo ao evento. Em cima do carro de som, lideranças do setor rural e empresários puxaram a manifestação. “Reage Brasil, reage cidadão Brasileiro”, aclamava o Presidente do Sindicato Rural, Erony Paniz.


Lojas no calçadão fechadas às 9h 30 min

O movimento seguiu pela até a Avenida Medianeira, onde depois seguiria até a rota da Mercúrio, na Br 392.