Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Tarifa estaciona em R$ 1,60


 Conselho Municipal de Transportes aprova a decisão de manter o preço da tarifa do tranporte urbano.

 

   A reunião entre o Conselho, a Associação Transportes Urbanos (ATU) e o Diretório Central dos Estudantes (DCE) aconteceu  hoje, às 8h, e estendeu-se até quase 11h da manhã.

    A discussão foi sobre a possibilidade de manutenção da tarifa atual ou reajuste para R$ 1,80. A sala da Casa de Cultura ficou lotada, com grande presença de trabalhadores e estudantes. O primeiro a pronunciar-se foi o Presidente da ATU, Edmilson Gabardo. No início do mês, a ATU propôs um aumento para R$ 2,00. Mas, a Prefeitura Municipal fez um novo cálculo para o ajuste e sugeriu o valor de R$1,80.

   Na última segunda-feira, o professor de Economia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Ricardo Rondinel, responsável no conselho por analisar a estimativa da Prefeitura, expôs cálculos que indicavam que o valor da passagem deveria ser de R$1,57. Mesmo com a análise de Rondinel, o que foi discutido foi se o preço permanece o mesmo ou segue o levantamento da Prefeitura.

 

O coordenador do DCE , Roberto Miotto Flech, declarou que a intenção dos estudantes não é reduzir o valor da passagem. Eles só não apóiam a aprovação da nova planilha de R$1,80. Após as declarações, aconteceu a votação que foi decidida por um voto de diferença.  

Gabardo enfatizou que a ATU vai continuar discutindo o caso, que considera momentâneo: “Foi decidido pelo conselho e o conselho é soberano. Nós vamos reavaliar a situação. Vamos novamente acionar o poder público municipal. Não temos condições econômicas de manter a situação de serviço com essa tarifa e vamos continuar na expectativa de reajustar.”

      O Secretário de Trânsito, Carlos Félix, declarou que “o conselho agiu politicamente atendendo interesses políticos e não os da sociedade”. Disse, ainda, acreditar que há erros no cálculo do relator.

     Agora a decisão está nas mãos do Prefeito Valdeci Oliveira, que aceita ou não o resultado, como confirma Félix: “O próximo passo é o Conselho encaminhar a decisão ao senhor prefeito e ele fará uma avaliação de toda essa situação”.


Estudantes comemoram manutenção do preço da tarifa

    A cada voto a favor de manter o valor da tarifa, os estudantes aplaudiam e gritavam. Quando a vitória foi confirmada, eles dirigiram-se até a parada de ônibus, em frente à Catedral, onde subiram na linha com destino ao campus da UFSM. 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


 Conselho Municipal de Transportes aprova a decisão de manter o preço da tarifa do tranporte urbano.

 

   A reunião entre o Conselho, a Associação Transportes Urbanos (ATU) e o Diretório Central dos Estudantes (DCE) aconteceu  hoje, às 8h, e estendeu-se até quase 11h da manhã.

    A discussão foi sobre a possibilidade de manutenção da tarifa atual ou reajuste para R$ 1,80. A sala da Casa de Cultura ficou lotada, com grande presença de trabalhadores e estudantes. O primeiro a pronunciar-se foi o Presidente da ATU, Edmilson Gabardo. No início do mês, a ATU propôs um aumento para R$ 2,00. Mas, a Prefeitura Municipal fez um novo cálculo para o ajuste e sugeriu o valor de R$1,80.

   Na última segunda-feira, o professor de Economia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Ricardo Rondinel, responsável no conselho por analisar a estimativa da Prefeitura, expôs cálculos que indicavam que o valor da passagem deveria ser de R$1,57. Mesmo com a análise de Rondinel, o que foi discutido foi se o preço permanece o mesmo ou segue o levantamento da Prefeitura.

 

O coordenador do DCE , Roberto Miotto Flech, declarou que a intenção dos estudantes não é reduzir o valor da passagem. Eles só não apóiam a aprovação da nova planilha de R$1,80. Após as declarações, aconteceu a votação que foi decidida por um voto de diferença.  

Gabardo enfatizou que a ATU vai continuar discutindo o caso, que considera momentâneo: “Foi decidido pelo conselho e o conselho é soberano. Nós vamos reavaliar a situação. Vamos novamente acionar o poder público municipal. Não temos condições econômicas de manter a situação de serviço com essa tarifa e vamos continuar na expectativa de reajustar.”

      O Secretário de Trânsito, Carlos Félix, declarou que “o conselho agiu politicamente atendendo interesses políticos e não os da sociedade”. Disse, ainda, acreditar que há erros no cálculo do relator.

     Agora a decisão está nas mãos do Prefeito Valdeci Oliveira, que aceita ou não o resultado, como confirma Félix: “O próximo passo é o Conselho encaminhar a decisão ao senhor prefeito e ele fará uma avaliação de toda essa situação”.


Estudantes comemoram manutenção do preço da tarifa

    A cada voto a favor de manter o valor da tarifa, os estudantes aplaudiam e gritavam. Quando a vitória foi confirmada, eles dirigiram-se até a parada de ônibus, em frente à Catedral, onde subiram na linha com destino ao campus da UFSM.