Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Agora, é só esperar a Feisma 2008!

A multifeira de Santa Maria deste ano trouxe 310 diferentes expositores, distribuídos em indústria, comércio, serviços e entidades locais.  A Feira teve uma programação cultural recheada e trouxe novidades nesta edição.

Um detalhe pouco observado até mesmo pelos expositores foi a troca da iluminação nos pavilhões: as lâmpadas utilizadas até ano passado eram incandescente. Este ano, as lâmpadas utilizadas foram as fluorescentes, que além de gastar menos energia esquentam menos.

O expositor Dieison Kauffman não havia percebido a diferença: “Só notei agora que fui questionado. Mas a diferença é muito grande, a impressão que dá é que o ambiente é até mais profissional e clean com a iluminação mais clara”, observou.

Além disso, no Pavilhão Minuano, no cantinho mesmo, estavam a Associação Gurias Arteiras. O objetivo das senhoras artesãs é capacitar e aprender a fazer trabalhos manuais, além de gerar renda para as associadas com a venda dos produtos. Ana Maria Bonfim explicou que o espaço na Feisma ajudou a divulgar a associação e o trabalho da equipe. As técnicas utilizadas são as mais diversas: bordado, pintura e pacthwork.

Um dos expositores que chamou mais a atenção foi o da 4SC e Líneas Studio Arquitetura. O stand das empresas estava fechado com um projetor interno e externo, em que foram veiculados produtos feitos pela 4SC.

“A idéia era criar um espaço de reunião e troca de idéias. Por isso fechamos o stand e criamos um ambiente mais reservado e silencioso. Ideal para negócios”, explicou o diretor de Criação da 4SC.

“Fiquei curioso com o que poderia ter ali dentro. Chamou mais atenção do que os stands abertos”, comenta o estudante de ensino médio, Edgar Veloso.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A multifeira de Santa Maria deste ano trouxe 310 diferentes expositores, distribuídos em indústria, comércio, serviços e entidades locais.  A Feira teve uma programação cultural recheada e trouxe novidades nesta edição.

Um detalhe pouco observado até mesmo pelos expositores foi a troca da iluminação nos pavilhões: as lâmpadas utilizadas até ano passado eram incandescente. Este ano, as lâmpadas utilizadas foram as fluorescentes, que além de gastar menos energia esquentam menos.

O expositor Dieison Kauffman não havia percebido a diferença: “Só notei agora que fui questionado. Mas a diferença é muito grande, a impressão que dá é que o ambiente é até mais profissional e clean com a iluminação mais clara”, observou.

Além disso, no Pavilhão Minuano, no cantinho mesmo, estavam a Associação Gurias Arteiras. O objetivo das senhoras artesãs é capacitar e aprender a fazer trabalhos manuais, além de gerar renda para as associadas com a venda dos produtos. Ana Maria Bonfim explicou que o espaço na Feisma ajudou a divulgar a associação e o trabalho da equipe. As técnicas utilizadas são as mais diversas: bordado, pintura e pacthwork.

Um dos expositores que chamou mais a atenção foi o da 4SC e Líneas Studio Arquitetura. O stand das empresas estava fechado com um projetor interno e externo, em que foram veiculados produtos feitos pela 4SC.

“A idéia era criar um espaço de reunião e troca de idéias. Por isso fechamos o stand e criamos um ambiente mais reservado e silencioso. Ideal para negócios”, explicou o diretor de Criação da 4SC.

“Fiquei curioso com o que poderia ter ali dentro. Chamou mais atenção do que os stands abertos”, comenta o estudante de ensino médio, Edgar Veloso.