Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Crítica da Comunicação por Lucien Sfez

 

 Aconteceu na noite de ontem, no Salão de Atos da Unifra, a palestra “Crítica da Comunicação”, proferida pelo sociólogo francês Lucien Sfez. A fala tem como título homônimo um de seus mais importantes livros.

Sfez é especialista na análise das tecnologias de comunicação e professor da Universidade de Paris I. Ele dedica-se há cinco anos ao estudo de uma nova obsessão humana: a utopia da saúde e do corpo perfeitos.

 "O homem é indissociável das máquinas", frisou logo no início de sua fala, que teve tradução simultânea do professor Carlos Alberto Badke.

“Vivemos num mundo de máquinas: de transportar, de fabricar, de pensar. Para minimizar a catástrofe eminente, voltamo-nos para a comunicação: conceito mágico, modo invasivo, nova ciência litúrgica do século vindouro. Conseguirá a comunicação – sob todas as suas formas – salvar nossas sociedades?” é parte da sinopse do livro “Crítica da Comunicação”, lançado em 1994.

A palestra contou na platéia com estudantes de diversos cursos da área de comunicação. A aluna do curso de jornalismo, Camila Klein Severo, ressaltou: “achei muito interessante a diferença de perspectivas que Lucien trouxe”.

A estudante de Publicidade e Propaganda, Gabriele Feltrin, destacou o interesse por tecnologias futuras e os comentários que Lucien Sfez em um tom quase “profético”.

Saiba mais sobre o tema clicando aqui.

Fotos: Douglas Menezes (Núcleo de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

 Aconteceu na noite de ontem, no Salão de Atos da Unifra, a palestra “Crítica da Comunicação”, proferida pelo sociólogo francês Lucien Sfez. A fala tem como título homônimo um de seus mais importantes livros.

Sfez é especialista na análise das tecnologias de comunicação e professor da Universidade de Paris I. Ele dedica-se há cinco anos ao estudo de uma nova obsessão humana: a utopia da saúde e do corpo perfeitos.

 "O homem é indissociável das máquinas", frisou logo no início de sua fala, que teve tradução simultânea do professor Carlos Alberto Badke.

“Vivemos num mundo de máquinas: de transportar, de fabricar, de pensar. Para minimizar a catástrofe eminente, voltamo-nos para a comunicação: conceito mágico, modo invasivo, nova ciência litúrgica do século vindouro. Conseguirá a comunicação – sob todas as suas formas – salvar nossas sociedades?” é parte da sinopse do livro “Crítica da Comunicação”, lançado em 1994.

A palestra contou na platéia com estudantes de diversos cursos da área de comunicação. A aluna do curso de jornalismo, Camila Klein Severo, ressaltou: “achei muito interessante a diferença de perspectivas que Lucien trouxe”.

A estudante de Publicidade e Propaganda, Gabriele Feltrin, destacou o interesse por tecnologias futuras e os comentários que Lucien Sfez em um tom quase “profético”.

Saiba mais sobre o tema clicando aqui.

Fotos: Douglas Menezes (Núcleo de Fotografia e Memória)