Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Festa Tricolor

 Semana farroupilha. Época ideal para o maior clássico do futebol gaúcho. A rivalidade tomava conta de Santa Maria na tarde do último domingo. As ruas eram enfeitadas pelo azul, vermelho e pelo orgulho dos torcedores. Tarde de Gre-Nal na capital, mas a movimentação no interior do Estado em direção aos bares era grande.

 A confiança dos torcedores em seus clubes era unânime, e a aposta no mesmo resultado era comum. “Vai ser 2 a 0 pro Inter com gols do Fernandão, e vamos devolver o placar do primeiro jogo”, afirmou o colorado Andrei Descovi. A gremista Manuela da Silveira também acreditava no mesmo placar: “Gols de Tuta e Tcheco”. A apreensão de uma boa atuação ou a possibilidade de uma derrota acrescentava ainda mais nervosismo às torcidas. “O Mano vai fazer alguma mudança tática e surpreender o Inter”, dizia o torcedor Vitor da Silva.
 

 Sem que pudessem ir ao estádio, torcedores caminhavam em direção aos principais redutos de seus times para acompanhar a partida pela TV. Colorados se reuniam no bar “O Boteco”, na rua Professor Braga. A algumas quadras dali, centenas de tricolores enfileiravam-se em frente ao bar Acepipes, na rua Venâncio Aires, e procuravam um espaço para que pudessem enxergar o jogo.
 

Na cidade, os torcedores de ambos os times confiavam na estratégia dos treinadores. O jogo iniciou às 18h10, e teve lances perigosos já nos primeiros minutos. Mas foi aos 14 minutos do primeiro tempo, depois do rebote do goleiro Renan, que Tuta cruzou e Leo marcou o primeiro e único gol da partida. Um gol de estreantes em Gre-Nais. O jogo foi muito equilibrado, mas o Inter voltou pior no segundo tempo. Isso só aumentava a confiança dos gremistas na vitória.
 

 As expectativas de que ocorresse tudo em paz era grande de ambas as partes. A violência nos estádios e a possibilidade de ter apenas uma torcida em Gre-Nais  vem gerando polêmicas em todo estado, até mesmo na cidade, e dividiu opiniões.” Eu acho que tem que separar mesmo, cada um no seu estádio, pois já houve outras tentativas de promover paz, que não deram certo” afirma o torcedor Andrei. Já Manuela acredita que as pessoas têm que assistir aos jogos para se divertir e não para brigar, ”Não acho legal separar, porque eu já fui em Gre-Nal, e o segredo da festa esta nessa mistura das torcidas”.
 

Durante a partida, a Brigada Militar cruzava pelos principais pontos de concentração de torcedores. Com o final do jogo, qualquer que fosse o resultado, a cidade seria tomada pelos vencedores. Policiais organizaram o trânsito e fizeram o patrulhamento da festa.
 

Final de jogo, vitória tricolor. Festa e muito barulho na cidade. Os gremistas comemoraram a segunda vitória sobre o maior rival no ano e a proximidade da vaga à Libertadores 2008. Bandeiras, buzinas, músicas e o azul preencheram a avenida Presidente Vargas.
 

Com a vitória, o tricolor alcançou os 41 pontos e o quinto lugar na tabela, bem próximo do G4, grupo de times que estará na maior competição das Américas ao final do campeonato. Já o Inter permanece com 35 pontos, em décimo lugar.

O próximo jogo do Internacional é dia 23 de setembro, domingo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte (MG). Já o Grêmio joga contra o Santos, em Porto Alegre, no mesmo dia.

Fotos: Eduardo Covalesky Dias (da Redação)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 Semana farroupilha. Época ideal para o maior clássico do futebol gaúcho. A rivalidade tomava conta de Santa Maria na tarde do último domingo. As ruas eram enfeitadas pelo azul, vermelho e pelo orgulho dos torcedores. Tarde de Gre-Nal na capital, mas a movimentação no interior do Estado em direção aos bares era grande.

 A confiança dos torcedores em seus clubes era unânime, e a aposta no mesmo resultado era comum. “Vai ser 2 a 0 pro Inter com gols do Fernandão, e vamos devolver o placar do primeiro jogo”, afirmou o colorado Andrei Descovi. A gremista Manuela da Silveira também acreditava no mesmo placar: “Gols de Tuta e Tcheco”. A apreensão de uma boa atuação ou a possibilidade de uma derrota acrescentava ainda mais nervosismo às torcidas. “O Mano vai fazer alguma mudança tática e surpreender o Inter”, dizia o torcedor Vitor da Silva.
 

 Sem que pudessem ir ao estádio, torcedores caminhavam em direção aos principais redutos de seus times para acompanhar a partida pela TV. Colorados se reuniam no bar “O Boteco”, na rua Professor Braga. A algumas quadras dali, centenas de tricolores enfileiravam-se em frente ao bar Acepipes, na rua Venâncio Aires, e procuravam um espaço para que pudessem enxergar o jogo.
 

Na cidade, os torcedores de ambos os times confiavam na estratégia dos treinadores. O jogo iniciou às 18h10, e teve lances perigosos já nos primeiros minutos. Mas foi aos 14 minutos do primeiro tempo, depois do rebote do goleiro Renan, que Tuta cruzou e Leo marcou o primeiro e único gol da partida. Um gol de estreantes em Gre-Nais. O jogo foi muito equilibrado, mas o Inter voltou pior no segundo tempo. Isso só aumentava a confiança dos gremistas na vitória.
 

 As expectativas de que ocorresse tudo em paz era grande de ambas as partes. A violência nos estádios e a possibilidade de ter apenas uma torcida em Gre-Nais  vem gerando polêmicas em todo estado, até mesmo na cidade, e dividiu opiniões.” Eu acho que tem que separar mesmo, cada um no seu estádio, pois já houve outras tentativas de promover paz, que não deram certo” afirma o torcedor Andrei. Já Manuela acredita que as pessoas têm que assistir aos jogos para se divertir e não para brigar, ”Não acho legal separar, porque eu já fui em Gre-Nal, e o segredo da festa esta nessa mistura das torcidas”.
 

Durante a partida, a Brigada Militar cruzava pelos principais pontos de concentração de torcedores. Com o final do jogo, qualquer que fosse o resultado, a cidade seria tomada pelos vencedores. Policiais organizaram o trânsito e fizeram o patrulhamento da festa.
 

Final de jogo, vitória tricolor. Festa e muito barulho na cidade. Os gremistas comemoraram a segunda vitória sobre o maior rival no ano e a proximidade da vaga à Libertadores 2008. Bandeiras, buzinas, músicas e o azul preencheram a avenida Presidente Vargas.
 

Com a vitória, o tricolor alcançou os 41 pontos e o quinto lugar na tabela, bem próximo do G4, grupo de times que estará na maior competição das Américas ao final do campeonato. Já o Inter permanece com 35 pontos, em décimo lugar.

O próximo jogo do Internacional é dia 23 de setembro, domingo, contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte (MG). Já o Grêmio joga contra o Santos, em Porto Alegre, no mesmo dia.

Fotos: Eduardo Covalesky Dias (da Redação)