Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Inter SM e a novela da série A

O jogo entre Inter de Santa Maria e Santo Ângelo foi tumultuado nesta quarta-feira, no estádio Presidente Vargas. Acompanhe a seguir os principais momentos do jogo.

Com dois lances duvidosos, o Árbitro da CBF, Fabrício Neves Correa, teve uma participação decisiva na partida, não marcando aos 37 minutos do primeiro tempo uma falta de Ale Menezes dentro da grande área. A torcida reclama e pede pênalti, mas o juiz mandou seguir o jogo. Ale Menezes tem outra boa chance de gol numa cabeçada de frente para o gol, mas o goleiro Marcio, em uma noite inspirada, defende. Fim de jogo aos 46 minutos e o técnico Bebeto Rosa reclama da arbitragem.

No segundo tempo,  Alano sai lesionado e entra Aladio. O Santo Ângelo sai pressionando e tem uma boa chance de abrir o placar do jogo, mas o goleiro Luciano, em uma grande defesa, espalma a bola. Os dois times pressionam, o Inter dá trabalho à zaga do Santo Ângelo e os atacantes deste desperdiçam várias chances de gol. Aos seis minutos, o goleiro Luciano faz uma boa defesa, salvando  o gol dos visitantes. Outra chance para a equipe da casa: em uma falta perto da grande área, o zagueiro Aladio cobra e a bola passa raspando o travessão. O Inter também desperdiça chances de gol, numa cobrança de escanteio tem confusão na área e a bola vai para fora. O técnico Bebeto faz a segunda substituição. Sai Coletti e entra Edinho, renovando o meio campo.

Aos 21 minutos o goleiro Luciano sai do gol para interceptar a bola e se choca com o jogador do Santo Ângelo, que se machuca. Confusão, empurra, empurra, e a turma do "deixa disso" chega para acalmar os ânimos. O juiz dá cartão amarelo para o goleiro Luciano e marca a falta. Numa boa chance de gol, Quito(18), do Santo Ângelo, se enrola com a bola e cai. O zagueiro Alex sai jogando. Mais uma substituição no time de Santa Maria. Bebeto troca Padilha por Marcelo a pedido da torcida. Outro lance duvidoso foi um chute de Edinho, que bate na mão do zagueiro do Santo Ângelo e mais uma vez o árbitro não marca.

Aos 35 minutos, no cruzamento do escanteio, Rangel chuta e coloca a bola no fundo da rede. A torcida, que compareceu em grande número, faz a festa na baixada, fica em pé para os minutos finais do jogo, cantando e apoiando o time. Segundo a Brigada Militar, estavam presentes cerca de 3 mil pessoas.

Aos 43 minutos, escanteio para o Santo Ângelo e Sandro Palharini empata a partida, calando a torcida colorada. O juiz dá 3 minutos de acréscimo mas, antes de terminar o jogo, o torcedor começa a deixar o estádio. Mais uma vez, a história se repete e o Inter de Santa Maria precisa de um milagre para subir à serie A. Termina o jogo e o técnico Bebeto entra em campo para reclamar da arbitragem. Final de noite e o juiz sai escoltado pela Brigada Militar. 

Os próximos jogos:

Domingo – dia 16 de setembro – contra o Sapucaiense(fora) 
Dia 23 de setembro – Ipiranga-Sa (fora)
Dia 30 de setembro – Pelotas (em casa)
O Inter precisa vencer os 3 jogos restantes e torcer por um empate ou derrota do Santo Ângelo e  outra derrota do Pelotas, além do jogo do dia 30 de setembro em Santa Maria.
 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O jogo entre Inter de Santa Maria e Santo Ângelo foi tumultuado nesta quarta-feira, no estádio Presidente Vargas. Acompanhe a seguir os principais momentos do jogo.

Com dois lances duvidosos, o Árbitro da CBF, Fabrício Neves Correa, teve uma participação decisiva na partida, não marcando aos 37 minutos do primeiro tempo uma falta de Ale Menezes dentro da grande área. A torcida reclama e pede pênalti, mas o juiz mandou seguir o jogo. Ale Menezes tem outra boa chance de gol numa cabeçada de frente para o gol, mas o goleiro Marcio, em uma noite inspirada, defende. Fim de jogo aos 46 minutos e o técnico Bebeto Rosa reclama da arbitragem.

No segundo tempo,  Alano sai lesionado e entra Aladio. O Santo Ângelo sai pressionando e tem uma boa chance de abrir o placar do jogo, mas o goleiro Luciano, em uma grande defesa, espalma a bola. Os dois times pressionam, o Inter dá trabalho à zaga do Santo Ângelo e os atacantes deste desperdiçam várias chances de gol. Aos seis minutos, o goleiro Luciano faz uma boa defesa, salvando  o gol dos visitantes. Outra chance para a equipe da casa: em uma falta perto da grande área, o zagueiro Aladio cobra e a bola passa raspando o travessão. O Inter também desperdiça chances de gol, numa cobrança de escanteio tem confusão na área e a bola vai para fora. O técnico Bebeto faz a segunda substituição. Sai Coletti e entra Edinho, renovando o meio campo.

Aos 21 minutos o goleiro Luciano sai do gol para interceptar a bola e se choca com o jogador do Santo Ângelo, que se machuca. Confusão, empurra, empurra, e a turma do "deixa disso" chega para acalmar os ânimos. O juiz dá cartão amarelo para o goleiro Luciano e marca a falta. Numa boa chance de gol, Quito(18), do Santo Ângelo, se enrola com a bola e cai. O zagueiro Alex sai jogando. Mais uma substituição no time de Santa Maria. Bebeto troca Padilha por Marcelo a pedido da torcida. Outro lance duvidoso foi um chute de Edinho, que bate na mão do zagueiro do Santo Ângelo e mais uma vez o árbitro não marca.

Aos 35 minutos, no cruzamento do escanteio, Rangel chuta e coloca a bola no fundo da rede. A torcida, que compareceu em grande número, faz a festa na baixada, fica em pé para os minutos finais do jogo, cantando e apoiando o time. Segundo a Brigada Militar, estavam presentes cerca de 3 mil pessoas.

Aos 43 minutos, escanteio para o Santo Ângelo e Sandro Palharini empata a partida, calando a torcida colorada. O juiz dá 3 minutos de acréscimo mas, antes de terminar o jogo, o torcedor começa a deixar o estádio. Mais uma vez, a história se repete e o Inter de Santa Maria precisa de um milagre para subir à serie A. Termina o jogo e o técnico Bebeto entra em campo para reclamar da arbitragem. Final de noite e o juiz sai escoltado pela Brigada Militar. 

Os próximos jogos:

Domingo – dia 16 de setembro – contra o Sapucaiense(fora) 
Dia 23 de setembro – Ipiranga-Sa (fora)
Dia 30 de setembro – Pelotas (em casa)
O Inter precisa vencer os 3 jogos restantes e torcer por um empate ou derrota do Santo Ângelo e  outra derrota do Pelotas, além do jogo do dia 30 de setembro em Santa Maria.