Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Profissão que desenvolve ações na área da saúde

 O profissional de Farmácia se caracteriza por ser ético, detalhista e ter habilidades, como poder de concentração e investigação, em relação a análise do paciente no atendimento. Ele pode atuar em várias áreas, como em atividades referentes aos fármacos, medicamentos, em alimentos, análises clínicas e toxicológicas. Também atuam no desenvolvimento de ações para a prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde.

A coordenadora do Curso de Farmácia do Centro Universitário Franciscano, Juliana Fleck, 33 anos, relatou que o curso tem duração de cinco anos. Durante este tempo, o acadêmico tem uma formação generalista e vai ser capacitado para atuar na área de atenção básica de saúde, em tecnologia de alimentos, análises clínicas e medicamentos.

Atualmente, a procura por farmacêuticos no mercado de trabalho está em alta. Juliana salienta que recebe, por semana, em média cinco ligações solicitando graduados. Assim, a demanda é elevada se comparado ao número de profissionais formados.

 Os professores da instituição estão desenvolvendo com os acadêmicos do curso, habilidades de comunicação para trabalhar no campo da educação e saúde, com o objetivo de resgatar a atenção farmacêutica, como por exemplo, o uso correto de medicamentos. Também a área é caracterizada por ser tecnicista, na parte científica e de pesquisa, tanto de medicamentos, cosméticos, de análises clínicas e no controle de qualidade de alimentos.

A acadêmica de Farmácia da Unifra, Joana Casanova Forgearini, 20 anos, decidiu fazer o curso por gostar da parte de química e também da área de alimentos. Ela pretende atuar na indústria ou no controle de qualidade.

A farmacêutica Tatiane Pedroso Silva, 33 anos, escolheu fazer a faculdade pelo ramo diversificado e pela oferta de emprego. Segundo ela, com a nova lei é obrigatório ter um farmacêutico trabalhando em tempo integral nos estabelecimentos comerciais. Com isso, são oferecidas novas vagas aos profissionais do ramo. Tatiane destaca que trabalhar em farmácia comercial é muito bom. Além do atendimento direto com o público, adquire vivência e conhecimento. 

Fotos: Ana Paula Wegner Pontes (Núcleo de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 O profissional de Farmácia se caracteriza por ser ético, detalhista e ter habilidades, como poder de concentração e investigação, em relação a análise do paciente no atendimento. Ele pode atuar em várias áreas, como em atividades referentes aos fármacos, medicamentos, em alimentos, análises clínicas e toxicológicas. Também atuam no desenvolvimento de ações para a prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde.

A coordenadora do Curso de Farmácia do Centro Universitário Franciscano, Juliana Fleck, 33 anos, relatou que o curso tem duração de cinco anos. Durante este tempo, o acadêmico tem uma formação generalista e vai ser capacitado para atuar na área de atenção básica de saúde, em tecnologia de alimentos, análises clínicas e medicamentos.

Atualmente, a procura por farmacêuticos no mercado de trabalho está em alta. Juliana salienta que recebe, por semana, em média cinco ligações solicitando graduados. Assim, a demanda é elevada se comparado ao número de profissionais formados.

 Os professores da instituição estão desenvolvendo com os acadêmicos do curso, habilidades de comunicação para trabalhar no campo da educação e saúde, com o objetivo de resgatar a atenção farmacêutica, como por exemplo, o uso correto de medicamentos. Também a área é caracterizada por ser tecnicista, na parte científica e de pesquisa, tanto de medicamentos, cosméticos, de análises clínicas e no controle de qualidade de alimentos.

A acadêmica de Farmácia da Unifra, Joana Casanova Forgearini, 20 anos, decidiu fazer o curso por gostar da parte de química e também da área de alimentos. Ela pretende atuar na indústria ou no controle de qualidade.

A farmacêutica Tatiane Pedroso Silva, 33 anos, escolheu fazer a faculdade pelo ramo diversificado e pela oferta de emprego. Segundo ela, com a nova lei é obrigatório ter um farmacêutico trabalhando em tempo integral nos estabelecimentos comerciais. Com isso, são oferecidas novas vagas aos profissionais do ramo. Tatiane destaca que trabalhar em farmácia comercial é muito bom. Além do atendimento direto com o público, adquire vivência e conhecimento. 

Fotos: Ana Paula Wegner Pontes (Núcleo de Fotografia e Memória)