Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Profissão que exige preocupação com o outro

 O estudo do comportamento humano. Essa é a atribuição dos profissionais da Psicologia.  Através da observação, quem escolhe essa carreira trabalha com a personalidade e o lado emocional das pessoas, além do relacionamento entre elas.  As áreas de atuação são diversificadas e possuem suas diferenças no trabalho. O que há de comum é o fato de que, em todos os ambientes, são buscadas formas para que os indivíduos vivam melhor consigo mesmas e com os outros.

Os psicólogos possuem um campo de atuação mais abrangente do que apenas os consultórios particulares. Ao buscar a qualidade de vida  eles podem trabalhar, dentre outros lugares, em escolas, empresas e instituições públicas ou particulares. Além disso, as Organizações não Governamentais, os Centros Comunitários e as Unidades Básicas de Saúde também são locais em que podem atuar quem escolhe essa carreira.

A elaboração de projetos sociais, a orientação vocacional e psicológica são algumas das atribuições dadas a esses profissionais. O recrutamento, seleção e treinamento do trabalhador e o desenvolvimento de pesquisas também são algumas funções atribuídas a eles. Segundo a coordenadora do Curso de Psicologia do Centro Universitário Franciscano (Unifra), Aline Accorssi, 30 anos, a psicologia tem expandido sua área de atuação porque quem escolhe essa carreira pode trabalhar em todos os lugares que tiverem humanos, pois essa ciência trabalha a relações das pessoas e o que essas relações causam.

Vontade de ajudar
Quanto às características necessárias, Aline salienta o gosto pelos estudos, pela leitura e a necessidade do profissional ter sensibilidade. Para ela, o perfil que um psicólogo precisa ter é desenvolvido dentro do curso. “Ele não vem para o curso com a escuta ativa, ele vem para entender as relações humanas”, comenta. Ela salientou também que na profissão há a necessidade de ajudar as pessoas a crescerem e a aceitarem os outros como são.

Ao comentar sobre o mercado de trabalho, a coordenadora comenta da dificuldade da inserção de profissionais na Psicologia Clínica devido à grande procura por essa área. Já a Psicologia Comunitária é um campo que tem crescido cada vez mais. Segundo ela, há campos mais recentes que são boas possibilidades de atuação.

A acadêmica de Psicologia da Unifra, Daiana Schneider Vieira, 22 anos, escolheu o curso por achar que tem vocação profissional para essa área. Além disso, o gosto pela Psicanálise foi outro motivo da escolha.  Daiana se diz realizada com sua escolha e gosta da área de psicologia comunitária, mas ressalta seu gosto na área de clínica psicanalítica. ”É o que me propulsiona mais a estudar e gostar da psicologia”, finaliza.

O curso de Psicologia é oferecido em Santa Maria, pela Unifra, Ulbra, UFSM.

Fotos: divulgação.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 O estudo do comportamento humano. Essa é a atribuição dos profissionais da Psicologia.  Através da observação, quem escolhe essa carreira trabalha com a personalidade e o lado emocional das pessoas, além do relacionamento entre elas.  As áreas de atuação são diversificadas e possuem suas diferenças no trabalho. O que há de comum é o fato de que, em todos os ambientes, são buscadas formas para que os indivíduos vivam melhor consigo mesmas e com os outros.

Os psicólogos possuem um campo de atuação mais abrangente do que apenas os consultórios particulares. Ao buscar a qualidade de vida  eles podem trabalhar, dentre outros lugares, em escolas, empresas e instituições públicas ou particulares. Além disso, as Organizações não Governamentais, os Centros Comunitários e as Unidades Básicas de Saúde também são locais em que podem atuar quem escolhe essa carreira.

A elaboração de projetos sociais, a orientação vocacional e psicológica são algumas das atribuições dadas a esses profissionais. O recrutamento, seleção e treinamento do trabalhador e o desenvolvimento de pesquisas também são algumas funções atribuídas a eles. Segundo a coordenadora do Curso de Psicologia do Centro Universitário Franciscano (Unifra), Aline Accorssi, 30 anos, a psicologia tem expandido sua área de atuação porque quem escolhe essa carreira pode trabalhar em todos os lugares que tiverem humanos, pois essa ciência trabalha a relações das pessoas e o que essas relações causam.

Vontade de ajudar
Quanto às características necessárias, Aline salienta o gosto pelos estudos, pela leitura e a necessidade do profissional ter sensibilidade. Para ela, o perfil que um psicólogo precisa ter é desenvolvido dentro do curso. “Ele não vem para o curso com a escuta ativa, ele vem para entender as relações humanas”, comenta. Ela salientou também que na profissão há a necessidade de ajudar as pessoas a crescerem e a aceitarem os outros como são.

Ao comentar sobre o mercado de trabalho, a coordenadora comenta da dificuldade da inserção de profissionais na Psicologia Clínica devido à grande procura por essa área. Já a Psicologia Comunitária é um campo que tem crescido cada vez mais. Segundo ela, há campos mais recentes que são boas possibilidades de atuação.

A acadêmica de Psicologia da Unifra, Daiana Schneider Vieira, 22 anos, escolheu o curso por achar que tem vocação profissional para essa área. Além disso, o gosto pela Psicanálise foi outro motivo da escolha.  Daiana se diz realizada com sua escolha e gosta da área de psicologia comunitária, mas ressalta seu gosto na área de clínica psicanalítica. ”É o que me propulsiona mais a estudar e gostar da psicologia”, finaliza.

O curso de Psicologia é oferecido em Santa Maria, pela Unifra, Ulbra, UFSM.

Fotos: divulgação.