Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Profissão que possibilita diversificados rumos

 Ser empreendedor e criativo. Essas são algumas das características exigidas dos profissionais do Turismo. Trabalhar em agências de viagens, na rede hoteleira e com gastronomia são atribuições que podem ser seguidas por quem escolheu essa carreira. Porém, há vários outros caminhos dentro da profissão, devido ao diversificado campo de trabalho.

 Quem escolhe essa área pode atuar em Secretarias de Turismo dos municípios, nos setores públicos, com marketing e no planejamento e organização de eventos. Além disso, pode ser professor de ensino fundamental e médio que tenham cursos técnicos nessa área, e também no ensino superior.

Segundo a coordenadora do curso de Turismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra) Edir Lucia Bisognin, 63, na instituição o curso tem duração de quatro anos. Inserido no Centro de Artes, Letras e Comunicação possibilita três disciplinas optativas no 6°, 7° e 8° semestres. Além disso, os acadêmicos tem a possibilidade de conhecer cada área de atuação. Um exemplo é a Agência Escola, que é uma agência de turismo na Unifra,  em que os acadêmicos têm a possibilidade de aliar a teoria das aulas à  prática.

Quanto às características de quem deseja seguir essa carreira, Edir salienta que, em primeiro lugar, o amor pela profissão deve estar presente na escolha. Para ela, a criatividade, o empreendedorismo e a ética devem fazer parte do perfil de quem atuar nesse mercado. Já quanto ao campo de trabalho, a coordenadora afirma ser bem aberto, especialmente naquelas cidades que já tem uma boa estrutura turística.

 Já formada em Turismo, Niara Flain Meus, 27, trabalha  com agenciamento e se diz realizada. Para quem for tentar este ramo, ela aconselha que sejam aproveitados bem os estágios curriculares. “Fazer de tudo um pouco dentro da universidade, para ver onde se identifica melhor”, sugere.

Através de amigos que cursavam Turismo, a acadêmica do curso, Vanessa Santos Pelizzaro, 27, acabou optando por essa carreira. Segundo ela, a auto-confiança e a dedicação são responsáveis pelo sucesso profissional. Atuando na Agência Escola como monitora, ela diz gostar de trabalhar de forma direta com o público.

 Fotos: Douglas Menezes e arquivo (Núcleo de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 Ser empreendedor e criativo. Essas são algumas das características exigidas dos profissionais do Turismo. Trabalhar em agências de viagens, na rede hoteleira e com gastronomia são atribuições que podem ser seguidas por quem escolheu essa carreira. Porém, há vários outros caminhos dentro da profissão, devido ao diversificado campo de trabalho.

 Quem escolhe essa área pode atuar em Secretarias de Turismo dos municípios, nos setores públicos, com marketing e no planejamento e organização de eventos. Além disso, pode ser professor de ensino fundamental e médio que tenham cursos técnicos nessa área, e também no ensino superior.

Segundo a coordenadora do curso de Turismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra) Edir Lucia Bisognin, 63, na instituição o curso tem duração de quatro anos. Inserido no Centro de Artes, Letras e Comunicação possibilita três disciplinas optativas no 6°, 7° e 8° semestres. Além disso, os acadêmicos tem a possibilidade de conhecer cada área de atuação. Um exemplo é a Agência Escola, que é uma agência de turismo na Unifra,  em que os acadêmicos têm a possibilidade de aliar a teoria das aulas à  prática.

Quanto às características de quem deseja seguir essa carreira, Edir salienta que, em primeiro lugar, o amor pela profissão deve estar presente na escolha. Para ela, a criatividade, o empreendedorismo e a ética devem fazer parte do perfil de quem atuar nesse mercado. Já quanto ao campo de trabalho, a coordenadora afirma ser bem aberto, especialmente naquelas cidades que já tem uma boa estrutura turística.

 Já formada em Turismo, Niara Flain Meus, 27, trabalha  com agenciamento e se diz realizada. Para quem for tentar este ramo, ela aconselha que sejam aproveitados bem os estágios curriculares. “Fazer de tudo um pouco dentro da universidade, para ver onde se identifica melhor”, sugere.

Através de amigos que cursavam Turismo, a acadêmica do curso, Vanessa Santos Pelizzaro, 27, acabou optando por essa carreira. Segundo ela, a auto-confiança e a dedicação são responsáveis pelo sucesso profissional. Atuando na Agência Escola como monitora, ela diz gostar de trabalhar de forma direta com o público.

 Fotos: Douglas Menezes e arquivo (Núcleo de Fotografia e Memória)