Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Tarde de força e diversão

No último sábado, foi disputado o primeiro campeonato de supino de Santa Maria com o reconhecimento da WABDL, sigla em inglês que significa Associação Mundial de Levantamento de Peso. O torneio foi realizado no 1º Regimento de Carros de Combate e contou com 46 atletas e oito equipes. Os visitantes também tiveram à disposição erva-mate e água quente, possibilitando a presença de famílias no evento.

Para o ingresso, era cobrado um quilo de alimento não perecível. Apesar de aproximadamente 300 pessoas terem participado do evento num dia frio e chuvoso, o público foi considerado baixo pelo organizador do evento, Flávio Oliveira. “Infelizmente o mau tempo fez com que não fosse um sucesso de público, e um dos principais interesses era a ação social. Tivemos como retorno a presença de atletas de alto nível, desde iniciantes a campeões mundiais”. O ex-campeão brasileiro e sul-americano ressaltou também a ação social do acontecimento, com a arrecadação de alimentos e divulgação do esporte.

O torneio contou com a participação da campeã mundial Jane Morales, que trabalhou na equipe de arbitragem do Parapan Rio 2007. Na categoria de melhor supino feminino, ela deixou escapar o troféu para Carmem Santos, representando a academia Pitbull, de Santo Ângelo, que é detentora do maior número de troféus e competidores. No masculino, o título ficou com o campeão mundial Vladimir Teixeira, da academia Força e Saúde de Bagé, levantando o maior supino da competição, com 250 quilos. O atleta fez duras críticas à falta de patrocínio e incentivos: “Se larga uma bola, é só chutar e já se arruma um patrocinador, mas nesse esporte não recebemos apoio de lado nenhum”.

Dentre os espectadores, encontrava-se William Carvalho, 22 anos, campeão sul-americano da modalidade aos 18 anos, chegando a levantar 242 quilos. Segundo ele, o evento não foi o primeiro da modalidade em Santa Maria, pois no ano passado, com o apoio da prefeitura municipal, ele organizou o primeiro torneio de supino da cidade. Porém, o evento não foi reconhecido pela WABDL.

A apresentação de candidatos e a explanação de regras e informações pecaram. É o que afirma Adriano Feltrin, instrutor da academia Studium Corpus, que se sentiu um pouco confuso quanto ao que era apresentado. “O evento foi de muita qualidade, com campeões mundiais, mas acho que faltou um pouco de informação quanto às regras e à organização das modalidades”, afirma.

A estrutura montada para a competição no 1º RCC possibilitava uma tarde de diversão em família. Além da área de competição e do local destinado à platéia, as famílias que compareceram puderam participar da mateada organizada pelo quartel. Enquanto isso, as crianças se divertiam com camas elásticas e parede de escalada.

O que é supino?
Trata-se de uma modalidade de levantamento de peso onde o atleta posiciona-se deitado com uma barra de ferro à altura do tórax. Nas academias, é utilizado para o exercício do músculo peitoral. Consiste em uma das três principais modalidades de halterofilismo. No evento, não foi possível a realização de todas as modalidades por falta de estrutura disponível.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

No último sábado, foi disputado o primeiro campeonato de supino de Santa Maria com o reconhecimento da WABDL, sigla em inglês que significa Associação Mundial de Levantamento de Peso. O torneio foi realizado no 1º Regimento de Carros de Combate e contou com 46 atletas e oito equipes. Os visitantes também tiveram à disposição erva-mate e água quente, possibilitando a presença de famílias no evento.

Para o ingresso, era cobrado um quilo de alimento não perecível. Apesar de aproximadamente 300 pessoas terem participado do evento num dia frio e chuvoso, o público foi considerado baixo pelo organizador do evento, Flávio Oliveira. “Infelizmente o mau tempo fez com que não fosse um sucesso de público, e um dos principais interesses era a ação social. Tivemos como retorno a presença de atletas de alto nível, desde iniciantes a campeões mundiais”. O ex-campeão brasileiro e sul-americano ressaltou também a ação social do acontecimento, com a arrecadação de alimentos e divulgação do esporte.

O torneio contou com a participação da campeã mundial Jane Morales, que trabalhou na equipe de arbitragem do Parapan Rio 2007. Na categoria de melhor supino feminino, ela deixou escapar o troféu para Carmem Santos, representando a academia Pitbull, de Santo Ângelo, que é detentora do maior número de troféus e competidores. No masculino, o título ficou com o campeão mundial Vladimir Teixeira, da academia Força e Saúde de Bagé, levantando o maior supino da competição, com 250 quilos. O atleta fez duras críticas à falta de patrocínio e incentivos: “Se larga uma bola, é só chutar e já se arruma um patrocinador, mas nesse esporte não recebemos apoio de lado nenhum”.

Dentre os espectadores, encontrava-se William Carvalho, 22 anos, campeão sul-americano da modalidade aos 18 anos, chegando a levantar 242 quilos. Segundo ele, o evento não foi o primeiro da modalidade em Santa Maria, pois no ano passado, com o apoio da prefeitura municipal, ele organizou o primeiro torneio de supino da cidade. Porém, o evento não foi reconhecido pela WABDL.

A apresentação de candidatos e a explanação de regras e informações pecaram. É o que afirma Adriano Feltrin, instrutor da academia Studium Corpus, que se sentiu um pouco confuso quanto ao que era apresentado. “O evento foi de muita qualidade, com campeões mundiais, mas acho que faltou um pouco de informação quanto às regras e à organização das modalidades”, afirma.

A estrutura montada para a competição no 1º RCC possibilitava uma tarde de diversão em família. Além da área de competição e do local destinado à platéia, as famílias que compareceram puderam participar da mateada organizada pelo quartel. Enquanto isso, as crianças se divertiam com camas elásticas e parede de escalada.

O que é supino?
Trata-se de uma modalidade de levantamento de peso onde o atleta posiciona-se deitado com uma barra de ferro à altura do tórax. Nas academias, é utilizado para o exercício do músculo peitoral. Consiste em uma das três principais modalidades de halterofilismo. No evento, não foi possível a realização de todas as modalidades por falta de estrutura disponível.