Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

A chama da cultura e da tradição

 O sentimento tradicionalista moveu peões e prendas até o Altar Monumento do Santuário da Medianeira na tarde de sexta-feira, dia 12, para a abertura oficial da Semana Farroupilha. Na cerimônia, que recebeu a chama crioula, estiveram presentes autoridades militares, políticas, representantes de entidades do tradicionalismo gaúcho e da 13º Região Tradicionalista (13º RT). Com o tema Nossos Símbolos; Nosso Orgulho, a semana dedicada à história e às tradições do Estado tem como homenageado local Antônio Augusto Ferreira e, como patrono, Wilmar Winck de Souza.

 

 

 

A chama crioula partiu de São Leopoldo, cidade onde foi acesa, e foi trazida por 27 cavaleiros do Grupo Tropeiros do Coração do Rio Grande do Sul. Para chegar em Santa Maria foram percorridos 382 km, um percurso que demorou cerca de 15 dias para ser concluído. Considerada um símbolo gaúcho, a chama foi acesa pelo coordenador da 13ºRT, Erival Bertolini e pelo prefeito Valdeci Oliveira. O padre Rubem Doto a abençoou.

 

 A chuva não impediu que homens, mulheres, jovens e crianças manifestassem o amor pelo Rio Grande do Sul. Durante todo o evento o Guri Farroupilha, Guilherme Nascimento Monte, 16 anos, esteve presente no altar do Monumento. O jovem se sente emocionado ao notar que o amor pelo Estado e aos costumes gaúchos continuam vivos: “Depois de tantos anos a cultura tradicionalista ainda existe no coração das pessoas”.

A 1º Prenda da 13ºRT, Cristiane Bortoluzzi, 18 anos, acredita que a chama também mostra que as tradições ainda estão vivas. A jovem sente-se orgulhosa pelo título e por representar o movimento tradicionalista. “Servimos de espelho para as gerações mais novas. Estamos sempre tentando fazer um bom trabalho”, comenta.

 
 
 
 Na solenidade, diversos gaúchos esperavam para levar o fogo simbólico para os grupos tradicionalistas que representavam. O capataz Alexander Costa, 31 anos, confessou estar apreensivo para carregar a chama até o Piquete Sarandi: “Essa é a minha primeira vez”, explica.  Já o cavalariano Paulo Renato Agudo, 41 anos, que recebe pela segunda vez, recorda que a Querência de Santo Antão organizará jantares para comemorar o período farroupilha.

 
Para quem quiser prestigiar a Semana Farroupilha, confira a programação:

Desfile cívico tradicionalista e integração dos distritos
Data: 14/09
Local: Em frente à Subprefeitura de Boca do Monte
Horário: 10h

Desfile Farroupilha
Data: 20/09
Local: Av. Nossa Senhora da Medianeira
Horário: 8h

Entrega do Troféu Sepé Tiarajú e medalha do Mérito Farroupilha
Data: 25/09
Local: Câmara Municipal de Vereadores
Horário: 19h

Entrega do Troféu Sentinela da Cultura
Data: 26/09
Local: Sede campestre do Clube Dores
Horário: 19h

Guarda da chama e atividades oficiais da 13ª RT
Data: 12 a 20 de setembro
Local: Casa do Gaúcho – Sede da 13ª RT
Horário: Das 8h às 18h

Atividades culturais, apresentações artísticas, gastronômicas, bailes, etc
Data: 12 a 20 de setembro
Local: Entidades Tradicionalistas
Horário: Conforme programação individual

Fotos: Carolina Moro (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 O sentimento tradicionalista moveu peões e prendas até o Altar Monumento do Santuário da Medianeira na tarde de sexta-feira, dia 12, para a abertura oficial da Semana Farroupilha. Na cerimônia, que recebeu a chama crioula, estiveram presentes autoridades militares, políticas, representantes de entidades do tradicionalismo gaúcho e da 13º Região Tradicionalista (13º RT). Com o tema Nossos Símbolos; Nosso Orgulho, a semana dedicada à história e às tradições do Estado tem como homenageado local Antônio Augusto Ferreira e, como patrono, Wilmar Winck de Souza.

 

 

 

A chama crioula partiu de São Leopoldo, cidade onde foi acesa, e foi trazida por 27 cavaleiros do Grupo Tropeiros do Coração do Rio Grande do Sul. Para chegar em Santa Maria foram percorridos 382 km, um percurso que demorou cerca de 15 dias para ser concluído. Considerada um símbolo gaúcho, a chama foi acesa pelo coordenador da 13ºRT, Erival Bertolini e pelo prefeito Valdeci Oliveira. O padre Rubem Doto a abençoou.

 

 A chuva não impediu que homens, mulheres, jovens e crianças manifestassem o amor pelo Rio Grande do Sul. Durante todo o evento o Guri Farroupilha, Guilherme Nascimento Monte, 16 anos, esteve presente no altar do Monumento. O jovem se sente emocionado ao notar que o amor pelo Estado e aos costumes gaúchos continuam vivos: “Depois de tantos anos a cultura tradicionalista ainda existe no coração das pessoas”.

A 1º Prenda da 13ºRT, Cristiane Bortoluzzi, 18 anos, acredita que a chama também mostra que as tradições ainda estão vivas. A jovem sente-se orgulhosa pelo título e por representar o movimento tradicionalista. “Servimos de espelho para as gerações mais novas. Estamos sempre tentando fazer um bom trabalho”, comenta.

 
 
 
 Na solenidade, diversos gaúchos esperavam para levar o fogo simbólico para os grupos tradicionalistas que representavam. O capataz Alexander Costa, 31 anos, confessou estar apreensivo para carregar a chama até o Piquete Sarandi: “Essa é a minha primeira vez”, explica.  Já o cavalariano Paulo Renato Agudo, 41 anos, que recebe pela segunda vez, recorda que a Querência de Santo Antão organizará jantares para comemorar o período farroupilha.

 
Para quem quiser prestigiar a Semana Farroupilha, confira a programação:

Desfile cívico tradicionalista e integração dos distritos
Data: 14/09
Local: Em frente à Subprefeitura de Boca do Monte
Horário: 10h

Desfile Farroupilha
Data: 20/09
Local: Av. Nossa Senhora da Medianeira
Horário: 8h

Entrega do Troféu Sepé Tiarajú e medalha do Mérito Farroupilha
Data: 25/09
Local: Câmara Municipal de Vereadores
Horário: 19h

Entrega do Troféu Sentinela da Cultura
Data: 26/09
Local: Sede campestre do Clube Dores
Horário: 19h

Guarda da chama e atividades oficiais da 13ª RT
Data: 12 a 20 de setembro
Local: Casa do Gaúcho – Sede da 13ª RT
Horário: Das 8h às 18h

Atividades culturais, apresentações artísticas, gastronômicas, bailes, etc
Data: 12 a 20 de setembro
Local: Entidades Tradicionalistas
Horário: Conforme programação individual

Fotos: Carolina Moro (Laboratório de Fotografia e Memória)