Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Baú do Livro: Um tesouro de projeto em Santa Maria

 Quando não se pode ir até os livros, os livros vão até as pessoas. Esta é a idéia do projeto Baú do Livro. O livro é visto como um tesouro que é revelado às crianças e adolescentes quando o baú invade seus colégios. Junto com ele, chegam peças teatrais ou escritores infantis de Santa Maria para narrar histórias. Passados 15 dias de contato com a literatura,  chega a hora das crianças retribuírem a gentileza preparando, elas também, uma apresentação sobre o que leram.

Na Semana da Criança, a Agência CentralSul foi verificar como funciona este projeto.

Em 2002 foi criado o grupo Associação dos Amigos da Biblioteca, que tinha como intuito arrecadar recursos para Biblioteca Municipal Henrique Bastide. Como esta não recebia muitas verbas para as melhorias necessárias, eles tiveram uma outra idéia: levar os livros para quem não podia ir até a biblioteca ler, ou não tinha interesse pela leitura.

Jane Soares Zófoli, integrante do grupo, considera o livro um instrumento mágico, de fácil manuseio e que está sempre à disposição de quem quer lê-lo. Ela explica também que, ao longo da história, ele sempre foi acessível quase que somente à elite. Pelo preço e também porque as classes mais altas eram consideradas as únicas que podiam deter a informação.

A situação mudou e, atualmente, diversas crianças e adolescentes de Santa Maria têm acesso à cultura, informação e educação sem pagar nada por isso.  Os 350 livros infantis do primeiro baú se multiplicaram e hoje já são 8 baús. Todos os livros foram arrecadados por meio de doação. O acervo hoje chega a 3 mil obras. Foi criado também o baú do vestibular e do PEIES, para aqueles que se preparam para estas provas. Ele conta hoje com o apoio da Caixa Federal, que todo ano renova-o. Além disso, um baú dos 150 anos de Santa Maria foi montado em 2008, com obras doadas pelos escritores.

O grupo do Baú está envolvido agora, também, em um projeto de melhorias na Casa de Cultura. 22 entidades participam da proposta. Para Jane, a única forma de fazer a diferença é por meio da cultura. “É ela que vai levantar tudo. A verdadeira cultura é a que alavanca o progresso de qualquer nação”, justifica ela.

Quem quiser ajudar pode participar sendo voluntário ou doador de livros. Para participar ou saber mais informações ligue:

3218- 1396 – Telefone da Biblioteca, falar com Rosangela

99772698/ 3223- 5503 – falar com Jane

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 Quando não se pode ir até os livros, os livros vão até as pessoas. Esta é a idéia do projeto Baú do Livro. O livro é visto como um tesouro que é revelado às crianças e adolescentes quando o baú invade seus colégios. Junto com ele, chegam peças teatrais ou escritores infantis de Santa Maria para narrar histórias. Passados 15 dias de contato com a literatura,  chega a hora das crianças retribuírem a gentileza preparando, elas também, uma apresentação sobre o que leram.

Na Semana da Criança, a Agência CentralSul foi verificar como funciona este projeto.

Em 2002 foi criado o grupo Associação dos Amigos da Biblioteca, que tinha como intuito arrecadar recursos para Biblioteca Municipal Henrique Bastide. Como esta não recebia muitas verbas para as melhorias necessárias, eles tiveram uma outra idéia: levar os livros para quem não podia ir até a biblioteca ler, ou não tinha interesse pela leitura.

Jane Soares Zófoli, integrante do grupo, considera o livro um instrumento mágico, de fácil manuseio e que está sempre à disposição de quem quer lê-lo. Ela explica também que, ao longo da história, ele sempre foi acessível quase que somente à elite. Pelo preço e também porque as classes mais altas eram consideradas as únicas que podiam deter a informação.

A situação mudou e, atualmente, diversas crianças e adolescentes de Santa Maria têm acesso à cultura, informação e educação sem pagar nada por isso.  Os 350 livros infantis do primeiro baú se multiplicaram e hoje já são 8 baús. Todos os livros foram arrecadados por meio de doação. O acervo hoje chega a 3 mil obras. Foi criado também o baú do vestibular e do PEIES, para aqueles que se preparam para estas provas. Ele conta hoje com o apoio da Caixa Federal, que todo ano renova-o. Além disso, um baú dos 150 anos de Santa Maria foi montado em 2008, com obras doadas pelos escritores.

O grupo do Baú está envolvido agora, também, em um projeto de melhorias na Casa de Cultura. 22 entidades participam da proposta. Para Jane, a única forma de fazer a diferença é por meio da cultura. “É ela que vai levantar tudo. A verdadeira cultura é a que alavanca o progresso de qualquer nação”, justifica ela.

Quem quiser ajudar pode participar sendo voluntário ou doador de livros. Para participar ou saber mais informações ligue:

3218- 1396 – Telefone da Biblioteca, falar com Rosangela

99772698/ 3223- 5503 – falar com Jane