Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Está aberto o Fórum Mundial de Educação

  Apresentações artísticas marcaram a abertura do Fórum Mundial de Educação (FME) em Santa Maria. Música e dança encantaram os participantes. A cantora Ana Negrello iniciou as boas vindas. O grupo Atoque de percussão acompanhou, seguido da Cia do Sorriso e Arte, que recebeu aplausos do público em pé.

 

 Representantes de diversos lugares estão na cidade. Como o militante Antônio Elba, que veio de Recife, Pernambuco. O projeto no qual trabalha é Economia solidária como horizonte da prática educativa. Pertence à Escola de Educadores Sociais de Recife, com parceria financeira vinda da Itália. Elba veio com um grupo de 6 nordestinos para o FME e trouxe duas italianas que estão no Brasil para acompanhar o projeto.
 
 
 A professora de História, Iolanda Inês Trevisan, veio prestigiar porque a oportunidade de acompanhar um Fórum é rara. Adquire-se conhecimento na troca de experiências, como nas palestras de pessoas com outras culturas. Iolanda considera que a educação é vital: “Sem educação nada se desenvolve, nem política, nem economia. Quanto mais cultura mais se pode progredir”. Mesmo aposentada, continua a participar de cursos e até ministra palestras. Ela faz parte da Academia de Letras dos municípios do Rio Grande do Sul.
 
 
O Grupo de Dança Afro Dandaras, Studio de Dança Fernando Serpa e o Balé da Cidade de Santa Maria fizeram parte do encerramento da solenidade. Entre as autoridades presentes estava Eliezer Pacheco, criador do Fórum Mundial de Educação, que também representou o Ministério da Educação e o Governo Federal.
  
  
Amanhã, dia 29, no Centro Desportivo Municipal iniciam as conferências, a partir das  9h30min, com o eixo: Educação e Economia Solidária. À tarde, iniciam os debates temáticos, a partir das 14 horas.

                                   

 

 

 

 

 

 

Fotos: Gabriela Perufo (Núcleo de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  Apresentações artísticas marcaram a abertura do Fórum Mundial de Educação (FME) em Santa Maria. Música e dança encantaram os participantes. A cantora Ana Negrello iniciou as boas vindas. O grupo Atoque de percussão acompanhou, seguido da Cia do Sorriso e Arte, que recebeu aplausos do público em pé.

 

 Representantes de diversos lugares estão na cidade. Como o militante Antônio Elba, que veio de Recife, Pernambuco. O projeto no qual trabalha é Economia solidária como horizonte da prática educativa. Pertence à Escola de Educadores Sociais de Recife, com parceria financeira vinda da Itália. Elba veio com um grupo de 6 nordestinos para o FME e trouxe duas italianas que estão no Brasil para acompanhar o projeto.
 
 
 A professora de História, Iolanda Inês Trevisan, veio prestigiar porque a oportunidade de acompanhar um Fórum é rara. Adquire-se conhecimento na troca de experiências, como nas palestras de pessoas com outras culturas. Iolanda considera que a educação é vital: “Sem educação nada se desenvolve, nem política, nem economia. Quanto mais cultura mais se pode progredir”. Mesmo aposentada, continua a participar de cursos e até ministra palestras. Ela faz parte da Academia de Letras dos municípios do Rio Grande do Sul.
 
 
O Grupo de Dança Afro Dandaras, Studio de Dança Fernando Serpa e o Balé da Cidade de Santa Maria fizeram parte do encerramento da solenidade. Entre as autoridades presentes estava Eliezer Pacheco, criador do Fórum Mundial de Educação, que também representou o Ministério da Educação e o Governo Federal.
  
  
Amanhã, dia 29, no Centro Desportivo Municipal iniciam as conferências, a partir das  9h30min, com o eixo: Educação e Economia Solidária. À tarde, iniciam os debates temáticos, a partir das 14 horas.

                                   

 

 

 

 

 

 

Fotos: Gabriela Perufo (Núcleo de Fotografia e Memória)