Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Intercom em Guarapuava

No canto oeste do Paraná – em Guarapuava – realizou-se o Intercom Sul 2008, uma junção da Comunicação. Em meio a tantas maneiras diferentes de falar e pensar – apesar de estarem todos no sul – 1272 estudantes e professores de Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade participaram do Congresso na Universidade Estadual Centro Oeste do Paraná (Unicentro). Dias 29, 30 e 31 foram para conhecer a nem tão grande cidade, apresentar e assistir aos trabalhos científicos e também conhecer gente diferente.

A Unicentro tem 18 anos de existência e 12 mil alunos que dividiram seu espaço com outros estudantes do sul. O reitor Vitor Hugo Zanette afirma que essa é uma oportunidade de trocas. “Podemos conhecer os trabalhos das universidades e mostrar os nossos. Isso é uma prática favorável para todos, estamos orgulhosos com esse evento aqui”, disse. “Conversar e interagir com a galera de outros lugares é indispensável, os trabalhos têm abordagens muito diferentes, é incrível” disse a estudante de Jornalismo do Centro de Educação Superior do Norte do RS/Cesnors, Juliane Pires.

A parede que fala

No pátio da Unicentro, um meio que os alunos encontraram para se expressar. Críticas, sugestões e reclamações aparecem na parede toda riscada. A idéia foi do Centro Acadêmico de Comunicação da Unicentro. “É uma maneira de soltar o verbo sem brigas. Muitas reivindicações da parede já foram ouvidas”, ressalta o estudante de Publicidade da Unicentro, Juliano Mortes.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No canto oeste do Paraná – em Guarapuava – realizou-se o Intercom Sul 2008, uma junção da Comunicação. Em meio a tantas maneiras diferentes de falar e pensar – apesar de estarem todos no sul – 1272 estudantes e professores de Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade participaram do Congresso na Universidade Estadual Centro Oeste do Paraná (Unicentro). Dias 29, 30 e 31 foram para conhecer a nem tão grande cidade, apresentar e assistir aos trabalhos científicos e também conhecer gente diferente.

A Unicentro tem 18 anos de existência e 12 mil alunos que dividiram seu espaço com outros estudantes do sul. O reitor Vitor Hugo Zanette afirma que essa é uma oportunidade de trocas. “Podemos conhecer os trabalhos das universidades e mostrar os nossos. Isso é uma prática favorável para todos, estamos orgulhosos com esse evento aqui”, disse. “Conversar e interagir com a galera de outros lugares é indispensável, os trabalhos têm abordagens muito diferentes, é incrível” disse a estudante de Jornalismo do Centro de Educação Superior do Norte do RS/Cesnors, Juliane Pires.

A parede que fala

No pátio da Unicentro, um meio que os alunos encontraram para se expressar. Críticas, sugestões e reclamações aparecem na parede toda riscada. A idéia foi do Centro Acadêmico de Comunicação da Unicentro. “É uma maneira de soltar o verbo sem brigas. Muitas reivindicações da parede já foram ouvidas”, ressalta o estudante de Publicidade da Unicentro, Juliano Mortes.