Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

No ônibus, um passeio pela história de SM

 A partir de hoje, o curso de Turismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra), promove diversas atividades alusivas aos 150 anos de emancipação de Santa Maria. O projeto denominado O Turismo Comemora Santa Maria visa aproximar o público da cultura e lembra de que forma ocorreu o crescimento e a expansão da cidade. Uma das atrações da programação é o City Tour histórico, que oferta um roteiro panorâmico, contando um pouco da história dos locais e povos que colaboraram com o desenvolvimento do município.
Atualmente, com uma população flutuante de 300 mil habitantes, fica difícil imaginar de que forma Santa Maria se estruturava. O City Tour lembra que os primeiros a chegarem na região foram os índios e, após, com o Tratado de Tordesilhas, portugueses e espanhóis passaram a dividir território. A conhecida rua Dr. Bozano era, naquela época, a colina mais alta, que permitia aos povos avistarem os caminhos que conduziam para a fronteira, por isso, denominava-se rua do Princípio. Anos depois ainda, com a expansão das atividades comerciais, o nome mudou para a conhecida rua do Comércio.
Algumas pedras que constituíam a construção da primeira capela na praça, hoje fazem parte da arquitetura da Catedral Diocesana. O Theatro Treze de Maio, inaugurado em 1890, permanece, por fora, com a mesma estrutura da época. O Hospital de Caridade já foi capela de índios. A avenida Presidente Vargas, por ser plana, era a área ideal para a prática da agricultura, instalação das aldeias e criação de gado. Já os acampamentos dos primeiros habitantes estrangeiros eram montados na atual rua do Acampamento. Curiosidades como estas e tantas outras que fazem parte da memória de Santa Maria exemplificam apenas o início da emancipação.
A professora do Turismo, Vânia Oliveira Antunes, aponta que a idéia do Tour surgiu de um grupo de acadêmicos, aliada ao apoio de associações e empresas ligadas ao turismo, interessadas em investir em novas propostas. De acordo com Vânia, esta é uma iniciativa que objetiva testar e qualificar esse tipo de serviço. “O nosso interesse é mostrar para os cidadãos que existe aqui no município um patrimônio histórico muito rico, além de ser também uma atividade que ensina e educa”, diz ela.
O roteiro, a pesquisa e a concepção teórica montados pela professora de História, Eva Regina Coelho, agradou a estudante de Geografia, Sueila Brito. A acadêmica veio representar a Universidade Estadual de Roraima no V Seminário Latino-Americano e I Ibero-Americano de Geografia Física e aproveitou para conhecer mais a terra gaúcha. “Apesar do frio estou gostando. Vocês tem uma cultura histórica mais marcante que a nossa. A arquitetura em Roraima é diferente, é mais concreto, não existem tantas construções antigas”, conta Sueila.

A última parada do Tour relembrou o ano de 1900, quando foi inaugurada a Estação Ferroviária. Esta que contribuiu de forma decisiva para o progresso do município e possibilitou o desenvolvimento da Vila Belga, da avenida Progresso, hoje conhecida como Rio Branco e também a criação da 1ª Cooperativa da América Latina.
O projeto tem como co-promotoras a Associação dos Hotéis, Agências de Viagens e Turismo de Santa Maria (AHTURR) e a Comunittá (Cooperativa de Desenvolvimento Turístico). As atividades contam ainda com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo e Eventos, da Base Aérea de Santa Maria e do curso de Jornalismo da Unifra. O City Tour acontece ainda amanhã, dia 16, e dia 17, às 15 horas, com duração de 1h30min. A saída é em frente à Catedral Diocesana e o custo é de R$ 1,00 (sugerido).
 

 Confira a agenda das outras atividades que compõem o projeto:


O quê: Visita Turística Auto-Guiada à Catedral Diocesana Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Santa Maria
Quando: Dia 16/5, das 14 às 17hs e dia 17/5, das 10 às 14h30min e das 16 às 17h30min
Onde: Av. Rio Branco, 821, Centro
Custo: R$ 2,00 (sugerido)
 
O quê: Ação de Bem Receber – Aeroporto e Rodoviária
Quando: Dias 16 e 17/5 , distribuição de cartões postais com foto da cidade alusivo ao aniversário de Santa Maria.
Onde: Nos locais de desembarque da Estação Rodoviária e Aeroporto
 
O quê: Oficina de Capacitação – História de Santa Maria
Quando: Dia 27/5, das 9 às 11h30min e das 14 às 17h, com duração de 5h e 30min, incluindo saída de campo
Onde: Unifra – Silva Jardim, 1175
Custo: R$ 10,00
 
Mais informações: Curso de Turismo da Unifra – (55) 3027-1202 ou Comunittá – (55) 3027-2205
 
Foto: Vinícius Freitas (Núcleo de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 A partir de hoje, o curso de Turismo do Centro Universitário Franciscano (Unifra), promove diversas atividades alusivas aos 150 anos de emancipação de Santa Maria. O projeto denominado O Turismo Comemora Santa Maria visa aproximar o público da cultura e lembra de que forma ocorreu o crescimento e a expansão da cidade. Uma das atrações da programação é o City Tour histórico, que oferta um roteiro panorâmico, contando um pouco da história dos locais e povos que colaboraram com o desenvolvimento do município.
Atualmente, com uma população flutuante de 300 mil habitantes, fica difícil imaginar de que forma Santa Maria se estruturava. O City Tour lembra que os primeiros a chegarem na região foram os índios e, após, com o Tratado de Tordesilhas, portugueses e espanhóis passaram a dividir território. A conhecida rua Dr. Bozano era, naquela época, a colina mais alta, que permitia aos povos avistarem os caminhos que conduziam para a fronteira, por isso, denominava-se rua do Princípio. Anos depois ainda, com a expansão das atividades comerciais, o nome mudou para a conhecida rua do Comércio.
Algumas pedras que constituíam a construção da primeira capela na praça, hoje fazem parte da arquitetura da Catedral Diocesana. O Theatro Treze de Maio, inaugurado em 1890, permanece, por fora, com a mesma estrutura da época. O Hospital de Caridade já foi capela de índios. A avenida Presidente Vargas, por ser plana, era a área ideal para a prática da agricultura, instalação das aldeias e criação de gado. Já os acampamentos dos primeiros habitantes estrangeiros eram montados na atual rua do Acampamento. Curiosidades como estas e tantas outras que fazem parte da memória de Santa Maria exemplificam apenas o início da emancipação.
A professora do Turismo, Vânia Oliveira Antunes, aponta que a idéia do Tour surgiu de um grupo de acadêmicos, aliada ao apoio de associações e empresas ligadas ao turismo, interessadas em investir em novas propostas. De acordo com Vânia, esta é uma iniciativa que objetiva testar e qualificar esse tipo de serviço. “O nosso interesse é mostrar para os cidadãos que existe aqui no município um patrimônio histórico muito rico, além de ser também uma atividade que ensina e educa”, diz ela.
O roteiro, a pesquisa e a concepção teórica montados pela professora de História, Eva Regina Coelho, agradou a estudante de Geografia, Sueila Brito. A acadêmica veio representar a Universidade Estadual de Roraima no V Seminário Latino-Americano e I Ibero-Americano de Geografia Física e aproveitou para conhecer mais a terra gaúcha. “Apesar do frio estou gostando. Vocês tem uma cultura histórica mais marcante que a nossa. A arquitetura em Roraima é diferente, é mais concreto, não existem tantas construções antigas”, conta Sueila.

A última parada do Tour relembrou o ano de 1900, quando foi inaugurada a Estação Ferroviária. Esta que contribuiu de forma decisiva para o progresso do município e possibilitou o desenvolvimento da Vila Belga, da avenida Progresso, hoje conhecida como Rio Branco e também a criação da 1ª Cooperativa da América Latina.
O projeto tem como co-promotoras a Associação dos Hotéis, Agências de Viagens e Turismo de Santa Maria (AHTURR) e a Comunittá (Cooperativa de Desenvolvimento Turístico). As atividades contam ainda com o apoio da Secretaria Municipal de Turismo e Eventos, da Base Aérea de Santa Maria e do curso de Jornalismo da Unifra. O City Tour acontece ainda amanhã, dia 16, e dia 17, às 15 horas, com duração de 1h30min. A saída é em frente à Catedral Diocesana e o custo é de R$ 1,00 (sugerido).
 

 Confira a agenda das outras atividades que compõem o projeto:


O quê: Visita Turística Auto-Guiada à Catedral Diocesana Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Santa Maria
Quando: Dia 16/5, das 14 às 17hs e dia 17/5, das 10 às 14h30min e das 16 às 17h30min
Onde: Av. Rio Branco, 821, Centro
Custo: R$ 2,00 (sugerido)
 
O quê: Ação de Bem Receber – Aeroporto e Rodoviária
Quando: Dias 16 e 17/5 , distribuição de cartões postais com foto da cidade alusivo ao aniversário de Santa Maria.
Onde: Nos locais de desembarque da Estação Rodoviária e Aeroporto
 
O quê: Oficina de Capacitação – História de Santa Maria
Quando: Dia 27/5, das 9 às 11h30min e das 14 às 17h, com duração de 5h e 30min, incluindo saída de campo
Onde: Unifra – Silva Jardim, 1175
Custo: R$ 10,00
 
Mais informações: Curso de Turismo da Unifra – (55) 3027-1202 ou Comunittá – (55) 3027-2205
 
Foto: Vinícius Freitas (Núcleo de Fotografia e Memória)