Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Vestibular de Verão 2009: o movimento no Conjunto II

 A corrida para o tão sonhado nível superior abriu seu processo seletivo na manhã desta terça-feira, 9 de dezembro, na Unifra. Mesmo com calor de quase 30° graus os mais de 1600 candidatos dirigiram-se às salas distribuídas entre os prédios 13 e 14 no Conjunto II.  Entre as primeiras tarefas para o caminho universitário, estiveram: encontrar as salas, acomodar-se  e enfrentar as mais de 50 questões dividas em Língua Portuguesa,  Física, Biologia, Língua Estrangeira, além da tão temida Redação. 
 
 
 

 Ansiedade, euforia, nervosismo. Esses eram alguns dos sentimentos que tomavam conta dos vestibulandos na primeira manhã do Vestibular. Tais sensações eram manifestadas através de expressões de seriedade, unhas roídas, além do andar acelerado comum a quase todos os concorrentes. Mas além dos típicos sintomas de concursos como estes, houve candidato que teve outro obstáculo a enfrentar: o tempo.

Há dois minutos do fechamento dos portões, a estudante Bruna Arigone, 18 anos, que concorre a uma vaga no curso de Adminstração, adentrava o pátio do Conjunto II em passos apressados. “Acabei de chegar de Rosário do Sul, minha terra natal. Estava morrendo de medo de não conseguir chegar, vim correndo”.

Os atrasados podem até nem ter percebido, mas este ano a coordenação do Conjunto II deu uma segunda chance a quem insiste em brigar com o relógio. "Percebemos que todo o processo estava atrasado e optamos por acionar a sirene alguns minutos após as oito horas da manhã", declara o responsável pelo Conjunto II, Adilão Beust. Conforme Beust, no registro de fluxo de concorrentes, não foram identificados muitos problemas. "Houve apenas dois casos de pessoas que se confundiram de local e a Unifra disponibilizou um carro para realocar nas suas devidas salas e, além disso, um caso de atendimento especial, já que uma vestibulanda está com catapora, fora isso não houve nada fora do controle", menciona.

 Fora de controle mesmo, só coração de mãe. Após o ecoar da sirene pelos corredores da Unifra, o único som que ainda se escutava era o tímido “tricotar” das mães que permaneceram no pátio à espera de seus pupilos. Entre rezas e conversas, elas tentavam acalmar o coração e mandar boas energias aos filhotes.

 

“Estou aqui na torcida por ele. Ele se esforçou bastante, acho que tem boas chances de conseguir a vaga” analisa a dona de casa Leonor da Silva Reis, 54 anos, que aguarda seu filho fazer a prova para o curso de Administração.

Já para a professora Rosa de Moura, a companhia das outras mães é que alivia tanta tensão. Ao ver a filha encaminhar-se para a prova, dona Rosa não conseguiu conter a emoção e entregou-se ao choro. Agora, ainda com lágrima nos olhos, mas entre outras mães, mais tranqüila ela explica porque de tanta emoção “é uma nova fase, agora, na vida da minha menina. Ela vai virar enfermeira, vai virar gente grande”, emociona-se.

O vestibular Unifra ocorre de 9 a 10 de dezembro, com inicio às 8h.

O listão dos aprovados será divulgado dia 12/12/2008 às 15h, pelas rádios locais, site www.unifra.br e no saguão da Unifra.

 

Fotos: Giuliano Olivar e Evandro Sturm (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 A corrida para o tão sonhado nível superior abriu seu processo seletivo na manhã desta terça-feira, 9 de dezembro, na Unifra. Mesmo com calor de quase 30° graus os mais de 1600 candidatos dirigiram-se às salas distribuídas entre os prédios 13 e 14 no Conjunto II.  Entre as primeiras tarefas para o caminho universitário, estiveram: encontrar as salas, acomodar-se  e enfrentar as mais de 50 questões dividas em Língua Portuguesa,  Física, Biologia, Língua Estrangeira, além da tão temida Redação. 
 
 
 

 Ansiedade, euforia, nervosismo. Esses eram alguns dos sentimentos que tomavam conta dos vestibulandos na primeira manhã do Vestibular. Tais sensações eram manifestadas através de expressões de seriedade, unhas roídas, além do andar acelerado comum a quase todos os concorrentes. Mas além dos típicos sintomas de concursos como estes, houve candidato que teve outro obstáculo a enfrentar: o tempo.

Há dois minutos do fechamento dos portões, a estudante Bruna Arigone, 18 anos, que concorre a uma vaga no curso de Adminstração, adentrava o pátio do Conjunto II em passos apressados. “Acabei de chegar de Rosário do Sul, minha terra natal. Estava morrendo de medo de não conseguir chegar, vim correndo”.

Os atrasados podem até nem ter percebido, mas este ano a coordenação do Conjunto II deu uma segunda chance a quem insiste em brigar com o relógio. "Percebemos que todo o processo estava atrasado e optamos por acionar a sirene alguns minutos após as oito horas da manhã", declara o responsável pelo Conjunto II, Adilão Beust. Conforme Beust, no registro de fluxo de concorrentes, não foram identificados muitos problemas. "Houve apenas dois casos de pessoas que se confundiram de local e a Unifra disponibilizou um carro para realocar nas suas devidas salas e, além disso, um caso de atendimento especial, já que uma vestibulanda está com catapora, fora isso não houve nada fora do controle", menciona.

 Fora de controle mesmo, só coração de mãe. Após o ecoar da sirene pelos corredores da Unifra, o único som que ainda se escutava era o tímido “tricotar” das mães que permaneceram no pátio à espera de seus pupilos. Entre rezas e conversas, elas tentavam acalmar o coração e mandar boas energias aos filhotes.

 

“Estou aqui na torcida por ele. Ele se esforçou bastante, acho que tem boas chances de conseguir a vaga” analisa a dona de casa Leonor da Silva Reis, 54 anos, que aguarda seu filho fazer a prova para o curso de Administração.

Já para a professora Rosa de Moura, a companhia das outras mães é que alivia tanta tensão. Ao ver a filha encaminhar-se para a prova, dona Rosa não conseguiu conter a emoção e entregou-se ao choro. Agora, ainda com lágrima nos olhos, mas entre outras mães, mais tranqüila ela explica porque de tanta emoção “é uma nova fase, agora, na vida da minha menina. Ela vai virar enfermeira, vai virar gente grande”, emociona-se.

O vestibular Unifra ocorre de 9 a 10 de dezembro, com inicio às 8h.

O listão dos aprovados será divulgado dia 12/12/2008 às 15h, pelas rádios locais, site www.unifra.br e no saguão da Unifra.

 

Fotos: Giuliano Olivar e Evandro Sturm (Laboratório de Fotografia e Memória)