Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Começou a temporada das flores

Mesmo com o tempo estranho nos dois primeiros dias da primavera, a paisagem já é bem diferente da estação anterior: o cinza fica de lado, e deixa as cores tomarem conta da cidade.
 
 
 
 
 
 

Ainda que a chuva deixe o tempo um tanto sem cor, é só olhar para os canteiros e perceber: a estação mais bela do ano vem chegando. A primavera começou ontem, às 18h18min, com características bem típicas da estação: manhã fresquinha, tarde quente e dias mais claros.         

  

Porém, junto com as flores que desabrocham, vem por aí também um vilão para a saúde: o pólen, que é o agente causador de alergias e problemas respiratórios, frequentes nessa época do ano.          

 

 
 

Segundo o pneumologista Julio Sarturi, os fatores ambientais, relacionados com as mudanças de temperatura, floração e a quantidade de pólen, causam a alergia. “Essas crises ocorrem principalmente em pessoas que são pré-dispostas a ter rinite alérgica e asma brônquica”, explica.          

 "Espirro muito, principalmente na primavera, e por causa da rinite preciso tomar vacina a cada cinco anos", conta a bancária Aline Amaral, 27. Para prevenir da alergia, Aline toma cuidados em sua casa: não tem tapetes nem cortinas, pois eles acumulam a poeira que ajuda a agravar sua rinite alérgica.           

Segundo o médico Julio Sarturi, 10 a 20 % da população brasileira tem rinite alérgica,e quando não é bem tratada, pode complicar para doenças respiratórias mais graves, como a asma. “Cerca de 2500 pessoas morrem por ano em consequência da asma no Brasil. Por ser uma doença totalmente controlável, esse número se torna muito grande”, ressalta.

Cibeli de Freitas Almeida, 17, estudante de fisioterapia, sentiu os sintomas da rinite há dois anos. "Começa a irritar e escorrer o nariz, principalmente quando muda a temperatura e as estações do ano".

Para prevenir, Dr.Sarturi sugere que se evite a poeira doméstica, mofo, pelos de animais e bichos de pelúcia. "Travesseiros de pena podem prejudicar, livros guardados por muito tempo também”, explica.

 

Lineker Lenhard, 18, já aprendeu a conviver com sua rinite. “Coloco meus cobertores no sol uma vez por mês”, conta o estudante, que lembra de ter alergias desde criança. Sendo uma predisposição genética, a rinite alérgica não tem cura, mas tem controle.Para isso, Dr. Sarturi alerta para que os pacientes se mediquem corretamente. “Descongestionante nasal não adianta. Deve-se usar o medicamento correto, indicado por um especialista”.

 

O médico também orienta para evitar os fatores desencadeantes, e prevenir sempre. “Precisamos, deixar a casa e os quartos bem arejados para que peguem bastante sol”, complementa. E então, aproveitar o sol e a estação das flores. Afinal, a alergia pode ser controlada, o que não pode se deixar de lado é a época mais bela do ano.

 

Fotos: Maiara Bersch e Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória) e arquivo Agência CentralSul

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mesmo com o tempo estranho nos dois primeiros dias da primavera, a paisagem já é bem diferente da estação anterior: o cinza fica de lado, e deixa as cores tomarem conta da cidade.
 
 
 
 
 
 

Ainda que a chuva deixe o tempo um tanto sem cor, é só olhar para os canteiros e perceber: a estação mais bela do ano vem chegando. A primavera começou ontem, às 18h18min, com características bem típicas da estação: manhã fresquinha, tarde quente e dias mais claros.         

  

Porém, junto com as flores que desabrocham, vem por aí também um vilão para a saúde: o pólen, que é o agente causador de alergias e problemas respiratórios, frequentes nessa época do ano.          

 

 
 

Segundo o pneumologista Julio Sarturi, os fatores ambientais, relacionados com as mudanças de temperatura, floração e a quantidade de pólen, causam a alergia. “Essas crises ocorrem principalmente em pessoas que são pré-dispostas a ter rinite alérgica e asma brônquica”, explica.          

 "Espirro muito, principalmente na primavera, e por causa da rinite preciso tomar vacina a cada cinco anos", conta a bancária Aline Amaral, 27. Para prevenir da alergia, Aline toma cuidados em sua casa: não tem tapetes nem cortinas, pois eles acumulam a poeira que ajuda a agravar sua rinite alérgica.           

Segundo o médico Julio Sarturi, 10 a 20 % da população brasileira tem rinite alérgica,e quando não é bem tratada, pode complicar para doenças respiratórias mais graves, como a asma. “Cerca de 2500 pessoas morrem por ano em consequência da asma no Brasil. Por ser uma doença totalmente controlável, esse número se torna muito grande”, ressalta.

Cibeli de Freitas Almeida, 17, estudante de fisioterapia, sentiu os sintomas da rinite há dois anos. "Começa a irritar e escorrer o nariz, principalmente quando muda a temperatura e as estações do ano".

Para prevenir, Dr.Sarturi sugere que se evite a poeira doméstica, mofo, pelos de animais e bichos de pelúcia. "Travesseiros de pena podem prejudicar, livros guardados por muito tempo também”, explica.

 

Lineker Lenhard, 18, já aprendeu a conviver com sua rinite. “Coloco meus cobertores no sol uma vez por mês”, conta o estudante, que lembra de ter alergias desde criança. Sendo uma predisposição genética, a rinite alérgica não tem cura, mas tem controle.Para isso, Dr. Sarturi alerta para que os pacientes se mediquem corretamente. “Descongestionante nasal não adianta. Deve-se usar o medicamento correto, indicado por um especialista”.

 

O médico também orienta para evitar os fatores desencadeantes, e prevenir sempre. “Precisamos, deixar a casa e os quartos bem arejados para que peguem bastante sol”, complementa. E então, aproveitar o sol e a estação das flores. Afinal, a alergia pode ser controlada, o que não pode se deixar de lado é a época mais bela do ano.

 

Fotos: Maiara Bersch e Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória) e arquivo Agência CentralSul