Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Continuam as manifestações a favor do diploma

O vereador Werner Rempel abordou a decisão do STF sobre o diploma de Jornalismo em pronunciamento, na sessão desta terça, dia 23, na Câmara de Vereadores de Santa Maria. Durante o ato do último sábado, dia 20, no Calçadão, Werner e a vereadora Helen Cabral (PT) apoiaram a atividade realizada por estudantes e professores da Unifra.

Sem partido desde que se desfiliou do Partido dos Trabalhadores para dedicar-se à construção do futuro Partido Pátria Livre, o vereador Werner Rempel criticou a decisão do Supremo Tribunal Federal que extinguiu a exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Segundo ele, a alegação da maioria dos ministros que votaram pela extinção, segundo a qual o fim da exigência do diploma estaria garantindo o direito à livre manifestação do pensamento, é falaciosa. Explicou que os jornalistas tratam tecnicamente da elaboração de notícias – que é uma função específica – enquanto a liberdade de pensamento é exercida por analistas e articulistas. Desconfia, inclusive, que o voto do presidente Gilmar Mendes, relator do processo, possa ser uma “espécie de vingança contra a categoria dos jornalistas devido às constantes denúncias de atos ilegais que comete em suas fazendas no interior de Goiás, até mesmo com a utilização de capangas e jagunços”. Encerrou dizendo que apoia a luta dos jornalistas e colocou seu gabinete à disposição da categoria.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa da CMVSM.
 
Confira aqui outras manifestações acerca da questão do diploma de jornalismo:
 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O vereador Werner Rempel abordou a decisão do STF sobre o diploma de Jornalismo em pronunciamento, na sessão desta terça, dia 23, na Câmara de Vereadores de Santa Maria. Durante o ato do último sábado, dia 20, no Calçadão, Werner e a vereadora Helen Cabral (PT) apoiaram a atividade realizada por estudantes e professores da Unifra.

Sem partido desde que se desfiliou do Partido dos Trabalhadores para dedicar-se à construção do futuro Partido Pátria Livre, o vereador Werner Rempel criticou a decisão do Supremo Tribunal Federal que extinguiu a exigência do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Segundo ele, a alegação da maioria dos ministros que votaram pela extinção, segundo a qual o fim da exigência do diploma estaria garantindo o direito à livre manifestação do pensamento, é falaciosa. Explicou que os jornalistas tratam tecnicamente da elaboração de notícias – que é uma função específica – enquanto a liberdade de pensamento é exercida por analistas e articulistas. Desconfia, inclusive, que o voto do presidente Gilmar Mendes, relator do processo, possa ser uma “espécie de vingança contra a categoria dos jornalistas devido às constantes denúncias de atos ilegais que comete em suas fazendas no interior de Goiás, até mesmo com a utilização de capangas e jagunços”. Encerrou dizendo que apoia a luta dos jornalistas e colocou seu gabinete à disposição da categoria.
 
Fonte: Assessoria de Imprensa da CMVSM.
 
Confira aqui outras manifestações acerca da questão do diploma de jornalismo: