Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Em memória de Mallet, canhões e fogos de artifício

As rajadas de fogo não surpreenderam apenas os presentes no encerramento da Festa Nacional da Artilharia, na noite desta sexta-feira, 5 de junho. Os fogos de artifício e a simulação da Batalha de Tuiuti fizeram a noite estrelada recuar, e tornou o céu digno de uma batalha, no Regimento Mallet, em Santa Maria.
 

 Para comemorar o 208° aniversário de nascimento do marechal Emílio Luiz Mallet, a  artilharia apresentou 160 militares atuando na simulação da batalha mais importante e sangrenta da Guerra do Paraguai, a Batalha de Tuiuti.

 

 

 

 

 

 

A cerimônia contou com  214 militares em forma, 25 carros blindados e nove viaturas sobre rodas. Também prestaram homenagens ao marechal, o Ministro da Defesa, Nelson Jobim,  o prefeito Cezar Schirmer, Anderson Mallet, descendente da sexta geração do marechal e representantes do Grêmio de Artilharia da Escola Militar de Santa Maria e Porto Alegre.

 

 

 

 

 

 A atividade resgatou as artilharias desde os assírios e babilônios até a contemporaneidade. Mostrou a evolução dos armamentos e a inserção do Brasil, em especial o Rio Grande do Sul, em guerras importantes como a Revolução Farroupilha, a Guerra do Paraguai e a II Guerra Mundial.

 

 

Fotos: Carolina Moro (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As rajadas de fogo não surpreenderam apenas os presentes no encerramento da Festa Nacional da Artilharia, na noite desta sexta-feira, 5 de junho. Os fogos de artifício e a simulação da Batalha de Tuiuti fizeram a noite estrelada recuar, e tornou o céu digno de uma batalha, no Regimento Mallet, em Santa Maria.
 

 Para comemorar o 208° aniversário de nascimento do marechal Emílio Luiz Mallet, a  artilharia apresentou 160 militares atuando na simulação da batalha mais importante e sangrenta da Guerra do Paraguai, a Batalha de Tuiuti.

 

 

 

 

 

 

A cerimônia contou com  214 militares em forma, 25 carros blindados e nove viaturas sobre rodas. Também prestaram homenagens ao marechal, o Ministro da Defesa, Nelson Jobim,  o prefeito Cezar Schirmer, Anderson Mallet, descendente da sexta geração do marechal e representantes do Grêmio de Artilharia da Escola Militar de Santa Maria e Porto Alegre.

 

 

 

 

 

 A atividade resgatou as artilharias desde os assírios e babilônios até a contemporaneidade. Mostrou a evolução dos armamentos e a inserção do Brasil, em especial o Rio Grande do Sul, em guerras importantes como a Revolução Farroupilha, a Guerra do Paraguai e a II Guerra Mundial.

 

 

Fotos: Carolina Moro (Laboratório de Fotografia e Memória)