Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Encontro Regional da AFAB debate transtornos de humor

Neste final de semana, ocorreu na Unifra o IV Encontro Regional da Associação de Familiares, Amigos e Bipolares (AFAB). Esta edição tratou do tema Transtornos do Humor da Infância e Adolescência.

 

A cerimônia de abertura do IV Encontro homenageou o idealizador e ex-presidente da AFAB, falecido este ano, Sérgio Walter da Silva. A primeira conferência foi ministrada pela psiquiatra infantil Fernanda Krieger, de Porto Alegre, com o tema Transtornos psiquiátricos na infância e adolescência.
 
Depressão, transtornos de conduta e ansiedade  estavam nos assuntos abordados pela psiquiatra na conferência. Entre diversas explicações para a depressão e agressividade no período da adolescência, Fernanda Krieger listou alguns fatores desencadeantes. "A família desestruturada pode deixar a criança mais propícia à agressão. Crianças com pais deprimidos correm mais riscos de sofrer depressão".
 

Além disso, a psiquiatra explica outros fatores, como o baixo peso ao nascer e o Q.I abaixo da média, que podem gerar a depressão na idade adulta. Também alerta para a importância dos pais no desenvolvimento da criança: "A figura paterna é fundamental  e decisiva no caráter e na personalidade de um menino, por exemplo", ressalta.

O encontro teve continuidade no sábado pela manhã, com mesa-redonda e palestras com profissionais da saúde, além da mostra de vídeos com familiares e sócios da AFAB. Segundo a psiquiatra Martha Oliveira Noal, integrante da comissão organizadora, a associação conta atualmente com 278 sócios.

"A diferença do primeiro encontro para o 4º é a nossa estrutura. No primeiro, tivemos 99 pessoas inscritas,  e no terceiro, cerca de 280*", argumenta Drª Martha.

A AFAB foi fundada em 28 de maio de 1997, e tem o objetivo de reunir familiares e pessoas com bipolaridade. Segundo Mauricio Duarte de Almeida, presidente interino da AFAB, os encontros dão suporte à família, com orientações sobre o tratamento correto e a identificação da doença. "É uma doença difícil de aceitar. Quando vêm aos encontros, as famílias percebem que não são só elas que passam por isso, que não estão sozinhas. Acaba sendo uma troca de experiências", comenta o presidente.

Os encontros da AFAB acontecem toda a primeira quarta-feira do mês, às 14h, na sala de reuniões de Unidade Psiquiátrica do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM).

 

*Os dados do 4º Encontro não foram divulgados até o fechamento dessa matéria.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Neste final de semana, ocorreu na Unifra o IV Encontro Regional da Associação de Familiares, Amigos e Bipolares (AFAB). Esta edição tratou do tema Transtornos do Humor da Infância e Adolescência.

 

A cerimônia de abertura do IV Encontro homenageou o idealizador e ex-presidente da AFAB, falecido este ano, Sérgio Walter da Silva. A primeira conferência foi ministrada pela psiquiatra infantil Fernanda Krieger, de Porto Alegre, com o tema Transtornos psiquiátricos na infância e adolescência.
 
Depressão, transtornos de conduta e ansiedade  estavam nos assuntos abordados pela psiquiatra na conferência. Entre diversas explicações para a depressão e agressividade no período da adolescência, Fernanda Krieger listou alguns fatores desencadeantes. "A família desestruturada pode deixar a criança mais propícia à agressão. Crianças com pais deprimidos correm mais riscos de sofrer depressão".
 

Além disso, a psiquiatra explica outros fatores, como o baixo peso ao nascer e o Q.I abaixo da média, que podem gerar a depressão na idade adulta. Também alerta para a importância dos pais no desenvolvimento da criança: "A figura paterna é fundamental  e decisiva no caráter e na personalidade de um menino, por exemplo", ressalta.

O encontro teve continuidade no sábado pela manhã, com mesa-redonda e palestras com profissionais da saúde, além da mostra de vídeos com familiares e sócios da AFAB. Segundo a psiquiatra Martha Oliveira Noal, integrante da comissão organizadora, a associação conta atualmente com 278 sócios.

"A diferença do primeiro encontro para o 4º é a nossa estrutura. No primeiro, tivemos 99 pessoas inscritas,  e no terceiro, cerca de 280*", argumenta Drª Martha.

A AFAB foi fundada em 28 de maio de 1997, e tem o objetivo de reunir familiares e pessoas com bipolaridade. Segundo Mauricio Duarte de Almeida, presidente interino da AFAB, os encontros dão suporte à família, com orientações sobre o tratamento correto e a identificação da doença. "É uma doença difícil de aceitar. Quando vêm aos encontros, as famílias percebem que não são só elas que passam por isso, que não estão sozinhas. Acaba sendo uma troca de experiências", comenta o presidente.

Os encontros da AFAB acontecem toda a primeira quarta-feira do mês, às 14h, na sala de reuniões de Unidade Psiquiátrica do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM).

 

*Os dados do 4º Encontro não foram divulgados até o fechamento dessa matéria.